1/10

O massacre diário do povo curdo de Koroköy por militares turcos


Já escutaram antes sobre Koroköy? É uma pequena cidade da região de Nusaybin, localizada na província turca de Mardin ao sul da fronteira com a Síria. É o lar da população do território do Curdistão, que foi forçada a deixar suas vilas após a sistemática onda de repressão do governo turco ao movimento curdo separatista em 1995, contudo, lentamente essas pessoas começaram a retornar aos seus lugares de origem quando o contexto se estabilizou.


Hoje, os povos curdos estão sendo assassinados pelo exército e pela polícia. As casas de dezenas de pessoas foram queimadas propositalmente – crianças, mulheres e homens são assassinados em público, há também casos de desaparecimento.


Uma operação policial foi anunciada em 11 de fevereiro de 2017. O sistemático massacre que o Estado tem implementado em diferentes regiões do Curdistão, especialmente em Suruc e Cizre, começou em Koroköy muito brutalmente. Nesse momento – enquanto escreve-se este artigo – soldados derrubam casas.


Tantos foram sequestrados e torturados que não sabe o número exato de pessoas que estão internadas por ferimentos nos hospitais, que estão sob custódia militar ou que estão desaparecidos. Várias pessoas relatam que a tortura é assustadora e que a situação dentro desses lugares – casas de tortura, quartéis da polícia e do exército em regiões inóspitas e isoladas – dev