1/10

Entrevista com camponeses do Sul de Minas Gerais


No início do mês de março, um grupo de colaboradores do portal NOVACULTURA.info teve a oportunidade de se deslocar para o sul do estado de Minas Gerais para conhecer melhor a luta dos camponeses da região contra o latifúndio semifeudal e o patronato rural, pela conquista da terra e a reforma agrária. O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST), cuja presença na região já ultrapassa a marca de cerca de vinte anos, acumulou uma grande experiência na organização local dos camponeses e assalariados rurais. Após vinte anos de luta, o MST ainda segue organizando mais de quinhentas famílias de posseiros que ainda lutam pela posse da terra na sesmaria de mais de quatro mil hectares pertencente à falida Usina Ariadnópolis. No decorrer da luta, os camponeses foram despejados dezenas de vezes, com alguns dos golpes que certas vezes quase resultaram no fim do movimento camponês no sul de MG. Apesar disto, os lavradores já obtiveram formidáveis conquistas. Aproximadamente duzentas famílias camponesas receberam a posse da terra, tendo sido assentadas nos Assentamentos 1º do Sul e Nova Conquista, na zona rural do município de Campo do Meio, e no Assentamento Santo Dias, localizado na zona rural do município de Guapé. Os avanços dos camponeses na luta pela produção são notáveis. As quinhentas famílias posseiras nas terras de Ariadnópolis já atingem a cifra de produção anual de mais de cem mil sacas de milho, dezenas de milhares de sacas de feijão e arroz, milhares de litros de leite, etc. Apenas no Assentamento 1º do Sul, a atual produção de café atinge a marca anual de quatro mil sacas. Para nos inteirarmos melhor sobre a situação da região e a luta do campesinato local, entrevistamos o companheiro Sebastião Marques e o casal de camponeses Zé Carlos e Iraci. Sebastião Marques, conhecido como Tião, desde sua juventude se engajou na luta dos camponeses e assalariados rurais, tendo participado em diversos processos de lutas de organização de vaqueiros de fazendas de gado do sul de MG, como sindicalista rural. Tendo obtido ao longo de sua