top of page
  • Foto do escritorNOVACULTURA.info

"Coreia do Sul: Não sonhe com o absurdo"



O vice-chefe de departamento do Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Kim Yo Jong, emitiu um comunicado no dia 18 intitulado “Não sonhe com o absurdo”.


Segue seu texto completo:


Quanto ao “discurso memorial de 15 de agosto” de Yoon Suk-yeol, teria sido melhor para seu decoro se ele ficasse quieto do que falando bobagens. Talvez você tenha perdido as palavras lógicas.


Eu acho que teria sido ainda melhor se Yoon não aparecesse desde o início em uma ocasião em que ele o deixa exposto aos olhos do público.


Mesmo uma criança saberia que eu digo essas palavras não porque estou preocupado com ele.


Direi algumas palavras hoje porque a Coreia do Sul está muito curiosa sobre nossa resposta.


Quanto ele teria pensado antes de sair no palanque! Acho que foi muito difícil para ele escolher as palavras que pudessem preservar sua honra.


Desta vez, ele estava empenhado em fomentar o confronto entre os regimes e jorrar sofismas como “o processo de construção do Estado livre diante da força comunista” e “defender o mundo liberal diante da força comunista”.


Embora lamento dizer, o chamado “presidente” late como o cachorro que os adultos e os filhotes fazem.


O mais nojento é que ele leu fluentemente a frase absurda e ousada de propor “o projeto audacioso de caráter resoluto e global” que pode melhorar transcendentalmente a chamada economia e a vida da população se suspendermos o desenvolvimento nuclear e caminhar para a desnuclearização.


Certa vez, as pessoas ficaram perplexas com aquele que se acreditava ser o chamado “motorista”. Quando ele saiu, o outro idêntico apareceu e assumiu o poder.


Já em seu “discurso de posse” em maio passado, ele fingiu ter algum projeto para melhorar as relações intercoreanas, e mais tarde pediu aos EUA e países vizinhos compreensão e apoio nesse sentido.


Embora me pareça que lhe custou muito trabalho, o “projeto” apresentado desta vez por ele é realmente absurdo.


Quando ouço as palavras completamente ilógicas do carinha chamado “presidente”, o território sul-coreano me parece estranho.


Não havia realmente nenhuma outra figura que pudesse ser eleita “presidente”?


Posso revelar em uma palavra o absurdo do “projeto ousado” de Yoon.


É o cúmulo do absurdo tão inviável quanto a tentativa de secar todo o oceano para fazer uma amoreira.


Estou intrigado com seu estilo de “coragem” e com sua excessiva ignorância de não levar em conta como a contraparte aceitaria seu projeto ou como os familiarizados com as relações Norte-Sul o avaliariam.


Aproveito esta oportunidade para lhe dar alguns conselhos breves.


O “projeto ousado” não é novidade e nada mais é do que uma cópia da doutrina da “desnuclearização, abertura e 3 mil dólares” defendida há mais de 10 anos pelo traidor Lee Myung Bak e repudiada como produto de confronto fratricida, distante de atrair a atenção da humanidade.


É ridículo que ele tenha copiado tal política sobre a Coreia do Norte, que foi jogada na lata de lixo da história.


O mais estúpido é que ele até usou a expressão “ousada”.


Não sei se ele sabe que a própria hipótese “se o Norte tomar primeiro a medida de desnuclearização” é uma premissa errônea.


Vê-lo lendo fluentemente o absurdo parágrafo da “renúncia nuclear do Norte” que nem mesmo os Estados Unidos, considerados seu avô, para não falar de seus sucessivos antecessores, poderia alcançar, me faz sentir pena porque ainda não entende o que está afirmado no texto de seu discurso que foi evidentemente mal escrito por seu assessor próximo.


No mundo há coisas para pechinchar.


Pensando que a ideia de mudar a arma nuclear, nossa entidade estatal, com “cooperação econômica” é o sonho, a esperança e o projeto de Yoon, senti que ele é muito ingênuo e imaturo.


Você tem que trabalhar duro por 2 ou 3 anos no poder e então você perceberá os princípios que governam o mundo e as circunstâncias que o cercam.


Quem mudaria seu destino com um bolo de milho?


O desprezo é a única coisa que se envia aos cativados pela ambição absurda de poder desmantelar nosso dissuasivo nuclear se apostarem mais dinheiro.


Se você tiver tempo livre, é melhor cuidar e se preocupar com as coisas em casa, em vez de se atrapalhar com ligações Norte-Sul.


Ele viveria inquieto pelo medo de ser expulso do poder a qualquer momento devido ao empobrecimento da economia e da vida da população. Então, acho que ele não vai te dar tempo para falar sobre melhorar a “economia” e a “vida da população” de alguém.


Eles falam de “abastecimento de alimentos” e “apoio médico” para os habitantes norte-coreanos, aqueles malfeitores que violam seriamente nosso ambiente de segurança enviando continuamente lixo sujo para nosso território. Isso não dará outro resultado senão a explosão do ódio veemente e da indignação de nosso povo.


Quem fala do “projeto audacioso” hoje e faz os exercícios de guerra contra o Norte amanhã é justamente esse Yoon.


É nosso forte desejo de viver ignorando uns aos outros.


Antes de avaliar a “política da Coreia do Norte” das autoridades sul-coreanas, dizemos que não gostamos da pessoa chamada Yoon Suk-yeol.


Não sabemos se no futuro ele bateria na porta com outro projeto escandaloso quando visse o acima mencionado falhar, mas deixamos claro que nunca vamos lidar com ele.


Caberia a Yoon se preocupar seriamente com a grande ameaça que as palavras conflitantes muitas vezes ditas inoportunamente por seus cúmplices ignorantes criariam.


Ele não deve esquecer por um momento nosso conselho de que o melhor remédio não é lidar conosco.


No final, esclarecemos separadamente que o ponto de lançamento do teste de armas, realizado um dia antes por nós, não era a área de Onchon, desajeitada e prematuramente publicada pelas autoridades sul-coreanas, mas a “Ponte Kumsong” na cidade de Anju de Sul Phyong-an província.


Realmente, estou muito curioso para saber por que aquelas pessoas que falaram tanto sobre perseguição e vigilância e prontidão de combate perfeita sob estreita cooperação entre a “Coreia do Sul” e os Estados Unidos.


Se as especificações e trajetória de voo do armamento forem reveladas, a Coreia do Sul ficará muito perplexa e intimidada.


Será um bom show como ele consegue confortar sua população com desculpas.


Da KCNA (Korean Central News Agency)

0 comentário
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Telegram
  • Whatsapp
PROMOÇÃO-MENSAL-mai24.png
capa29 miniatura.jpg