banner VII Salao do Livro Político.gif
  • NOVACULTURA.info

"O espírito revolucionário do povo cubano nunca vacilará"



Ultimamente, os EUA estão tagarelando sobre o “relaxamento das sanções” contra Cuba, mas Cuba não tem ilusões sobre o levantamento das sanções e está defendendo firmemente os princípios de respeito mútuo e igualdade e posição independente nas relações com os EUA.


Embora o governo Biden tenha anunciado recentemente uma medida de “relaxamento de sanções” parcial à Cuba, essa medida, na realidade, aprova a viagem de americanos a Cuba sob uma série de condições, e nada mais é do que uma intriga enganosa que tenta apaziguar os atmosfera anti-ianque que se eleva nos países latino-americanos fraudando Cuba sob o falso rótulo de “relaxamento das sanções”.


Em relação a isso, em 8 de junho, o ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, revelou que a medida do governo norte-americano que decidiu flexibilizar as restrições às viagens e remessas de dinheiro a Cuba é extremamente limitada e o bloqueio econômico contra o povo cubano e mais de 200 medidas de sanções mais flagrantes aplicadas desde o período de administração Trump ainda permanecem.


O povo cubano, que defendeu firmemente o socialismo sem dobrar sua integridade revolucionária mesmo em meio a sanções e bloqueios permanentes dos EUA, já sabe bem que a política de apaziguamento dos EUA é, em sua essência, um método astuto para a mudança do sistema e está imbuído com a decisão de nunca deixar os EUA caírem na armadilha e com a confiança na vitória como descendentes de Fidel.


O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel Bermúdez, disse recentemente que o objetivo da política hostil dos EUA contra Cuba, como o bloqueio econômico, comercial e financeiro e a designação como “país patrocinador do terrorismo” e o principal meio para sua realização não mudou e as maquinações anticubanas dos imperialistas não poderão evitar uma derrota embaraçosa. Estas palavras mostram claramente a firme vontade do povo cubano de enfrentar até o fim as manobras dos Estados Unidos.


Os povos progressistas do mundo exigem ativamente o levantamento do bloqueio dos EUA contra Cuba, que está em vigor há mais de 60 anos, e exortam a sociedade internacional a enviar total apoio e solidariedade aos esforços do povo cubano em defesa da soberania e desenvolvimento pacífico.


Valorizamos muito o fato de que hoje o povo cubano, apesar das brutais e cruéis sanções das forças hostis, defende firmemente os princípios revolucionários sem vacilar diante de qualquer política de apaziguamento dos EUA, continuando a tradição da geração anterior, que superou com sucesso tempos difíceis como a “crise do Caribe” da década de 60 e o “período especial em tempos de paz” da década de 90.


No caminho do povo cubano que defende a soberania e a dignidade do país e as conquistas da Revolução e avança firmemente no caminho socialista só haverá vitórias e glórias e lutaremos sempre junto com o povo cubano na linha avançada da frente da luta anti-imperialista e anti-ianque.


Da Associação Coreia-América Latina