1/10

"Revisitando Pol Pot"


Agora, na época das Monções, Camboja é verde, tranquilo e relaxante. As plantações do arroz nas partes baixas das colinas estão passando por problemas de inundações, as florestas que escondem os velhos templos são quase impenetráveis, o mar agitado assusta os nadadores. É uma época agradável para revisitar este modesto país: Camboja não é lotado, e os cambojanos não são gananciosos, mas muito calmos e pacíficos. Eles pescam camarões, calamari e pargos. Cultivam arroz, nunca tocado por herbicidas, plantado, cultivado e colhido manualmente, eles produzem o suficiente para si mesmos e para exportação também - definitivamente nenhum paraíso, mas o país vai indo.

O socialismo está sendo rapidamente desmantelado: fábricas de propriedade chinesa continuam produzindo camisetas para o mercado americano e europeu empregando dezenas de milhares de jovens garotas cambojanas ganhando $80 por mês. São demitidas no primeiro sinal de sindicalismo. Os novos ricos moram em palácios; há diversos Lexus, e um eventual Rolls-Royce. Enormes troncos de árvore, vermelhos e pretos, resistentes e preciosos constantemente são transportados para o porto para exportação, destruindo florestas, mas enriquecendo os comerciantes. Existem muitos donos de restaurantes franceses na capital; representantes de ONGs ganham em um minuto o equivalente de um salário de um trabalhador.

Não resta muito do período turbulento de quando os Cambojanos tentaram transformar radicalmente a ordem das coisas no curso de sua singular revolução camponesa conservadora tradicionalista sob a bandeira do comunismo. Era a época gloriosa de Jean Luc Godard e seu filme La Chinoise, da Revolução Cultural na China enviando bonzos de Partido para reeducação às fazendas longínquas, do Khmer Vermelho marchando na corrupta capital. O movimento socialista chegou a um ponto de bifurcação: ou avançar para mais socialismo ao estilo de Mao, ou recuar para menos socialismo na via de Moscou. A experiência do Khmer Vermelho durou apenas três anos, de 1975 a 1978.