No Oeste baiano, moradores resistem à tentativa de expulsão de povoado



A região do MATOPIBA (sigla utilizada para se referir aos estados Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia) tem se tornado, há anos, verdadeiro paraíso para a grilagem de terras que beneficia latifundiários e o capital estrangeiro. Com intenso apoio do Estado reacionário brasileiro, há uma tentativa de se consolidar esta área como um “novo Mato Grosso”, a última fronteira agrícola brasileira para a expansão de cultivos de exportação como soja, milho e algodão transgênicos. Neste processo, intensifica-se a violência reacionária dos barões do campo contra as comunidades locais.


É nesse contexto que se situa a atual resistência das duzentas famílias do povoado do Arroz, localizado no município de Formoso do Rio Preto (BA), no oeste do estado da Bahia, área abrangida pelo chamado MATOPIBA. Moradores tradicionais da comunidade vivem principalmente da pecuária e da agricultura de subsistência.


Desde meados do mês de março, o povoado tem sido atacado por grupos paramilitares a mando do latifundiário José Leão Carneiro, ex-deputado estadual. Em 23 de março, houve uma ameaça de grilagem das terras dos moradores, com a tentativa de desmatamento de uma área da comunidade sob proteção de um grupo armado. De forma organizada, os lavradores resistiram à tentativa de grilagem e expulsaram o grupo de pistoleiros. No dia seguinte, o povoado sofreu uma invasão (sem mandado judicial) por parte da Polícia Militar, que no lugar de proteger as vítimas, protegeu os criminosos: houve invasão a diversas casas da comunidade, sob suposto pretexto de estarem escondendo armas de fogo, e levaram dois moradores presos, também de forma ilegal. Há denúncias de que os camponeses sofreram torturas nas mãos dos policiais.


Dias depois, persistem as invasões contra as residências e humilhações contra os camponeses. Muitos abandonaram suas casas com medo de retornar, e aqueles que permaneceram seguem sob constante temor por suas vidas. Recentemente, quase setenta organizações democráticas se reuniram e emitiram uma declaração em solidariedade às famílias do MATOPIBA que, em meio à pandemia, têm sofrido tais ataques pelo latifúndio.

34 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
JORNAL-BANNER.png

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube