top of page
  • Foto do escritorNOVACULTURA.info

Os 3 anos do jornal Rumos da Luta

logo do jornal Rumos da Luta

Em 2021, há 3 anos, lançávamos o jornal Rumos da Luta. Essa publicação surgiu da iniciativa conjunta da Célula Comunista de Trabalhadores (CCT) e União Reconstrução Comunista (URC), com a criação de um veículo impresso para contribuir qualitativamente no necessário trabalho de agitação e propaganda e intervir nos debates e nas diversas lutas levadas a cabo pelo povo brasileiro.

 

Como afirmamos então na apresentação dessa nova publicação, “em um momento no qual a evolução social e política da conjuntura brasileira caminha para uma crise nacional geral (que afeta explorados e exploradores, da qual V.I. Lenin afirmava ser necessária para a revolução), e diante da qual oportunistas e revisionistas na "esquerda" encaminham todos os seus esforços em busca de saídas institucionais e eleitoreiras para aplacar a insatisfação das massas e tentar salvar a já apodrecida democracia burguesa brasileira, necessitamos denunciar todas as ilusões alimentadas e apontar o único caminho possível para o nosso povo: a revolução”.

 

Passados esses três anos, mesmo com as mudanças de peças no tabuleiro da política burguesa e eleitoreira em nosso país, constatamos que os problemas continuam os mesmos. E não somente pelas boas intenções ou pragmatismo de uma ou outra figura ou a punição de ex-mandatários, as questões fundamentais que assolam o povo brasileiro prosseguem porque a saída está em outra direção.

 

Os ataques aos direitos dos trabalhadores e trabalhadoras prosseguem, as castas militares servis ao imperialismo seguem impunes, os latifundiários seguem parasitando o Estado e acumulando terras indígenas e quilombolas, o orçamento público segue sangrando para benefícios dos grandes monopólios financeiros, a violência policial e dos milicianos segue se ampliando e os pobres continuam pagando pela crise geral. E o horizonte da crise segue cada mais ameaçador a maioria das massas brasileiras.

 

E é nesse cenário que seguimos fazendo um grande esforço militante para manter o Rumos da Luta em circulação, denunciando os problemas essenciais do nosso país e apoiando as lutas que seguem eclodindo no seio do povo, mesmo à revelia das organizações da “esquerda” da ordem.

 

Mesmo com os altos custos financeiros e militantes, a URC e a CCT seguem o trabalho de produção e divulgação do jornal impresso, ampliando cada vez mais seu alcance, por todos os meios, desde as assinaturas de apoio, a venda avulsa de edições digitais e a distribuição do material nas ruas de São Paulo e outros Estados.

 

Por isso agradecemos a todos que estão acompanhando o Rumos da Luta, dando sua contribuição possível para o trabalho. E convidamos mais uma vez que ajudem na manutenção do jornal, seja com assinaturas de apoio, seja com a divulgação pela internet ou local de trabalho, moradia ou estudo. O jornal está disponível no nosso site, com a opção de compra da edição impressa ou digital, além dos PDFs das edições anteriores disponíveis para leitura.

 

Seguiremos firmes com o objetivo de consolidar esse trabalho, o qual consideramos fundamental para fomentar o debate sobre as questões candentes da nossa conjuntura nacional e internacional.

 

No próximo dia 25 de maio, a partir das 9h, realizaremos uma comemoração a esta data importante, na ocasião de mais uma Feira do Livro organizada pelo Movimento Vila Yolanda por Direitos, na Cidade Tiradentes, que fica na Zona Leste de São Paulo. Convidamos a todos a participar da atividade.



0 comentário
  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Telegram
  • Whatsapp
PROMOÇÃO-MENSAL-mai24.png
capa29 miniatura.jpg