top of page
  • Foto do escritorNOVACULTURA.info

"Marcos Jr. sonha acordado que pode derrotar a Guerra Popular nas Filipinas"



Os responsáveis ​​do regime de Marcos JR. sonham acordados quando fazem declarações sobre a obtenção de uma “vitória estratégica” e a derrota do Novo Exército Popular (NPA). Estas declarações positivas não são novas. Eles têm emitido exatamente as mesmas declarações durante três décadas e foram repetidamente desmentidos pelos fatos.


O pronunciamento do General Año ontem de “acabar com o conflito armado comunista local” dentro do mandato do governo Marcos Jr soa vazio, especialmente depois que uma unidade do Novo Exército Popular realizou um ataque bem sucedido contra o muito detestado 85º IB em Tagkawayan, Quezon na manhã de sexta-feira passada, na qual combatentes vermelhos apreendeu cinco rifles de alta potência e infligiu uma série de baixas às forças armadas filipinas. A emboscada destrói as alegações recentes de que Quezon já está “livre de insurreição”. Juntamente com as recentes ofensivas táticas do Novo Exército Popular em Masbate e Negros, a muito elogiada linha de relações públicas das Forças Armadas de que o Novo Exército Popular tem “apenas uma frente de guerrilha ativa” é claramente uma invenção da sua imaginação.


O povo filipino e o seu Exército Popular continuarão a travar a luta armada enquanto prevalecerem o imperialismo dos EUA, a opressão, a corrupção da burguesia burocrática e a injustiça social. As grandes massas do povo filipino são continuamente incitadas a pegar em armas devido à falta generalizada de terras, aos salários extremamente baixos, à perturbação econômica, à destruição ambiental e à desapropriação desenfreada das suas fontes de rendimento e meios de produção.


Ao longo dos últimos anos, os reacionários fascistas levaram a cabo uma campanha total de terrorismo de Estado com o objetivo desesperado de destruir o vínculo entre o Novo Exército Popular e as amplas massas do povo filipino. Mas quanto mais Marcos Jr emprega o terrorismo contra o povo, mais esse vínculo é temperado e reforçado. Na verdade, sem o Novo Exército Popular, o povo filipino não terá nada com que se defender e será deixado à mercê das corporações multinacionais, do FMI e do Banco Mundial, dos grandes burgueses compradores, dos proprietários de terras e dos capitalistas burocratas.


O objetivo de alcançar a vitória completa poderá ainda não estar no horizonte imediato do Novo Exército Popular, mas está determinado a frustrar a atual campanha de cerco e repressão das Forças Armadas das Filipinas, a combater o regime de terrorismo de Estado total do regime de Marcos Jr. e a levar a luta armada a avanços ainda maiores.


Por Marco Valbuena, Secretário de Informações do Partido Comunista das Filipinas


  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Telegram
  • Whatsapp
PROMOÇÃO-MENSAL-jun24.png
capa29 miniatura.jpg