top of page
  • Foto do escritorNOVACULTURA.info

"Nadamos contra a maré!"



O Comitê Central do Partido Comunista da Índia (Maoísta) reafirma sua capacidade e implacável coragem de linha de frente na liderança da Revolução Indiana em meio a muitos fluxos e refluxos, perdas, traições e campanhas repressivas do Estado indiano fascista, Brahmanic Hindutva. Condena também os comentários de Pelangana DGP.


Aproveitando a ocasião da rendição de um militante por motivos de saúde, a DGP diz que o Partido está liquidado no que diz respeito à ideologia, direção e quadros, que vai colapsar-se e que não há necessidade de fazer nada para a sua destruição. O Comitê Central deseja questionar o policial que, se este for o caso, por que os governos central e estadual estão investindo milhões e milhões de rúpias em gastos militares para eliminar o Partido e por que eles estão anunciando repetidamente datas para a eliminação do movimento. O chefe da polícia não teve uma resposta adequada quando um jornalista o questionou que o movimento vinha demonstrando sua presença com força em diversos momentos. As pessoas entendem claramente o porquê dele não responder à pergunta.


O Partido está¡ levando adiante o legado da Revolução Armada de Naxalbari nas últimas cinco décadas e meia. Sim, os camaradas dirigentes que entraram no movimento revolucionário desde o período de Naxalbari estão envelhecendo. Existem problemas de saúde. Mas um revolucionário nunca envelhece em mente, para o qual existem numerosos exemplos na história de todo o movimento comunista mundial. O Partido está desenvolvendo uma liderança secundária.


O processo da revolução prolongada é muito difícil e todo e qualquer militante não pode continuar até o fim. Alguns dos dirigentes do Comitê Central, membros do comitê estadual e todos os níveis de quadros deixaram o Partido. Alguns traem o Partido e dão as mãos ao Estado explorador. Esta é a limitação do indivíduo e não do Partido.


O Partido está tentando resolver problemas de coordenação de duas áreas geográficas do país, mas não há ruptura entre os dois Partidos anteriores que se fundiram no Partido maoista. Isso é uma mera invenção do Estado.


A política do Partido surgiu da luta de classes contra a opressão e é ridículo dizer que os quadros que vêm principalmente das classes oprimidas não podem entender a política do Partido. É um fato claro que os quadros dessas classes estão se desenvolvendo teórica e politicamente e ocupando responsabilidades de liderança.


O sistema capitalista mundial é incapaz de sair do atoleiro da crise econômica e financeira e, além disso, afunda cada vez mais. As instituições imperialistas Banco Mundial e FMI estão afirmando isso. A Índia também é parte deste cenário.

Enquanto houver exploração, existirão a revolução e o Partido revolucionário. As pessoas e nacionalidades oprimidas em todo o mundo estão cada vez mais entrando em lutas para resolver seus problemas na vida cotidiana. A situação está se tornando cada vez mais favorável à revolução.


O Comitê Central afirma com firmeza que a ideologia, a política e a prática do Partido são absolutamente corretas e isso foi e está sendo comprovado na história.


15 de outubro de 2022



Abhai

porta-voz do Comitê Central


PARTIDO COMUNISTA DA ÍNDIA (MAOISTA)


  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Telegram
  • Whatsapp
PROMOÇÃO-MENSAL-mai24.png
capa29 miniatura.jpg