top of page
partido-dos-panteras-negras.png
  • Foto do escritorNOVACULTURA.info

"A Revolução Filipina está ao lado do povo da Índia contra a brutal Operação Prahaar"



O Partido Comunista das Filipinas (CPP) e o Novo Exército Popular (NPA) estendem sua solidariedade ao Dia de Ação Internacional contra a campanha militar Prahaar do regime fascista de Narendra Modi. O povo filipino é um com as grandes massas de oprimidos e explorados na Índia e suas forças revolucionárias lideradas pelo Partido Comunista da Índia (Maoísta) na resistência à brutal campanha de repressão fascista.


O Partido Comunista da Índia (Maoísta) e seus grupos de apoio escolheram acertadamente 24 de novembro como o dia de ação que coincide com o 10º ano do martírio do Camarada Kisanji, um membro de seu bureau político.


A Operação Prahaar é a última de uma série de campanhas cruéis de contra-insurgência do governo indiano, como a Salwa Judum (2004-2009), a Operação Green Hunt (2009-2017) e o SAMADHAN (2017). Tudo isso visa em vão acabar com o movimento revolucionário liderado pelo PCI (Maoísta). Essas campanhas, no entanto, visavam principalmente ativistas, progressistas e organizações da sociedade civil no objetivo desesperado de incutir terror nas massas indígenas. O povo indiano, especialmente as massas de camponeses e adivasis, está sendo submetido a formas cada vez mais brutais de repressão militar e policial.


As classes reacionárias indianas estão ameaçadas e aterrorizadas pelo aumento da resistência revolucionária do povo liderada pelo Partido Comunista da Índia (Maoísta) ao longo das décadas. Nos últimos anos, incitou o “antiterrorismo” e o fanatismo étnico e religioso para intensificar os ataques fascistas contra as classes oprimidas e exploradas e grupos minoritários. Inúmeros revolucionários e ativistas foram assassinados, perseguidos e presos ilegalmente.


Apesar da intensificação dos ataques de estado, as classes oprimidas e exploradas da Índia continuam a perseverar e a desafiar o terrorismo de estado. No ano passado, centenas de milhões de camponeses e agricultores participaram de gigantescas ações de protesto contra as políticas neoliberais do regime de Modi. O anúncio de Modi de que irá revogar as três leis agrícolas anticamponesas promulgadas em setembro de 2020 é uma grande vitória e um retrocesso para o regime fascista.


A crueldade dos ataques do estado reacionário na Índia é semelhante à repressão brutal e cruel do impulso terrorista de estado que está sendo executado pelo estado fascista reacionário nas Filipinas sob o regime de Rodrigo Duterte. Tanto Modi como Duterte declararam acabar com a resistência armada popular até 2022 para agradar às grandes corporações imperialistas que procuram intensificar a exploração do povo e saquear os vastos recursos de ambos os países. Como o povo indiano, as classes e setores oprimidos e explorados nas Filipinas aspiram à libertação nacional e social.


O povo filipino se inspira nas lutas do povo da Índia ao enfrentar o ataque fascista semelhante montado pelo governo Duterte. Nas Filipinas, as forças armadas reacionárias realizam uma campanha brutal de repressão nas cidades e no campo. Como na Índia, o governo dos Estados Unidos está fornecendo aos reacionários equipamentos militares para realizar uma campanha diabólica de bombardeios aéreos, metralhadoras e bombardeios de artilharia, em violação das regras universalmente aceitas de guerra e do direito humanitário.


Estamos certos de que o povo indiano e suas forças revolucionárias serão capazes de defender seus direitos e interesses e frustrar a brutal Operação Prahaar do regime fascista de Modi. O Partido Comunista da Índia (Maoísta) tem se mostrado consistentemente capaz e determinado a liderar o povo da Índia em sua luta por uma nova democracia e socialismo.


Partido Comunista das Filipinas

23 de novembro de 2021


  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Telegram
  • Whatsapp
PROMOÇÃO-MENSAL-jun24.png
capa29 miniatura.jpg