1/10

"A generosa luta da guerrilha do Araguaia"



Já houve quem dissesse que a justeza de um fato político não se mede pelo seu êxito ou seu fracasso ocasionais, mas pela sua necessidade histórica. Este elemento de reflexão me vem ao pensamento ao escrever sobre a guerrilha do Araguaia, movimento político e militar.


Para configurarmos o significado global da guerrilha do Araguaia, temos de considerar vários aspectos para não nos limitarmos a uma visão parcial, setorizada ou distorcida dos fatos. Não quero comentar aqui as diversas opiniões que acharam a guerrilha precipitada, inoportuna, e, em consequência, antecipadamente derrotada.


O conceito de oportunidade, parece- me, é, indubitavelmente, um conceito político. Não podemos, por isto, julgara oportunidade ou não da guerrilha por alguns aspectos conjunturais da época em que ela eclodiu (como o do “milagre brasileiro”) ou a falta de um apoio mais significativo da massa urbana em seu favor. Temos de ver a essência do momento político e as suas contradições fundamentais e, a partir daí, analisar não apenas a sua oportunidade, mas a sua inevitabilidade.


A guerrilha do Araguaia teve início num momento em que todos os canais de respiração política da sociedade brasileira estavam trancados. A classe operária impedida de reivindicar os seus mínimos dire