"O governo ianque distribuiu dinheiro em abundância para opositores cubanos"



A Fundação Nacional para a Democracia (NED por sua sigla em inglês) publicou uma lista das organizações que, no decorrer de 2020, receberam financiamento desta fundação semigovernamental dos Estados Unidos para seu trabalho contra Cuba. A NED entregou um total de US $ 5.077.788 para o período de tempo e finalidade acima mencionados.


O Congresso norte-americano estabeleceu o NED em 1983, sob a presidência de Ronald Reagan, como um braço semi-público de política externa. O NED é um think tank e tem o propósito declarado de "promover a democracia liberal em todo o mundo". Este trabalho recebe financiamento anual do orçamento federal dos Estados Unidos.


Apesar do financiamento estatal, é legalmente uma organização privada sem fins lucrativos. Com isso, o governo de Washington cria a possibilidade de atingir seus próprios objetivos e propósitos políticos por meio da canalização de recursos para determinados grupos e organizações estrangeiras por meio de uma mão invisível. Isso foi aplicado principalmente contra Cuba, como se revelou a longa lista de beneficiários ou destinatários desses fundos.


Na lista de remessas publicadas, apenas em relação a Cuba, são mencionados 42 destinatários. O projeto com o maior patrocínio recebeu US $ 650 mil e foi intitulado “Fomentando um melhor acesso à informação sem censura para cubanos” (Beneficiário: Direção Democrática de Cuba). Os eixos temáticos são: mídia, jornalismo, arte e cultura, bem como Direitos humanos. Dos mais de 5 milhões de dólares usados ​​contra Cuba, cerca de 80% foram devidamente verificados.


No entanto, o NED reteve a divulgação de 21% dos recursos totais, conforme verificado pela norte-americana Tracy Eaton. Esses nomes censurados pelo NED estão relacionados a 15 organizações ou projetos que, no total, receberam financiamento de US $ 1.062.136. O plano de financiamento encoberto deve fluir nas seguintes áreas: promoção do acesso à radiodifusão esportiva independente em Cuba; promoção da expressão do pensamento independente através da arte; promoção do pensamento independente em Cuba, bem como promoção do uso de dados no jornalismo em Cuba.


É notável que, com esse dinheiro norte-americano, grupos e organizações de terceiros países também tenham recebido apoio. Por exemplo, o grupo eslovaco “Pessoas em necessidade” foi apoiado desta forma e $ 150.882 foram canalizados para o “Instituto Político para a Liberdade” no Peru para o fortalecimento da democracia e a capacidade de liderança dos jovens ativistas cubanos.


traducido de Amerika 21 por Memoria y Futuro

10 visualizações

Posts recentes

Ver tudo
JORNAL-BANNER.png

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube