1/10

Novo Exército Popular mantém ofensivas contra os ataques do governo nas Filipinas


Há meses, principalmente após a eclosão da pandemia da Covid-19, o Partido Comunista das Filipinas (PCF) denuncia que o atual governo de Rodrigo Duterte violou sistematicamente suas propostas de cessar-fogo unilateral e união nacional para combater o contagio do coronavírus entre a população filipina. Em suas bases de apoio [1], o Novo Exército Popular (NEP), braço armado do PCF, tem conduzido diversas campanhas de prevenção e educação para conter o avanço do coronavírus. Em meio a estes esforços, observamos como o governo de Rodrigo Duterte se aproveitou das atenções dos comunistas filipinos voltadas ao combate à pandemia para expandir suas ações de militarização, repressão e massacre nas comunidades filipinas, desdenhando da real luta contra o coronavírus.