1/10

Entrevista de Jose Maria Sison sobre as relações entre Cuba e Filipinas


Como representante especial da International League of Peoples’ Struggle, eu gostaria de entrevistá-lo como Presidente do Comitê de Coordenação Internacional do ILPS e também como o ilustre líder do movimento de libertação nacional das Filipinas, não menos que o presidente fundador do Partido Comunista das Filipinas. Obrigada por concordar em fazer a entrevista.


1. Cuba e Filipinas pertencem a dois continentes diferentes e estão a milhares de quilômetros de distância de um do outro. Mas existe uma certa proximidade entre o povo cubano e filipino. Como você descreve isso?

JMS: Há um forte sentido de solidariedade e empatia entre o povo cubano e filipino porque eles sofreram sob o colonialismo espanhol e o imperialismo norte-americano e lutaram contra essas duas potências estrangeiras. Eles admiram uns aos outros pela suas lutas e vitórias revolucionárias. O povo filipino é inspirado pela grande vitória do povo cubano em libertar-se do imperialismo norte-americano e das classes reacionárias locais, dos grandes compradores e dos proprietários de terras representados pelo regime de Batista.