1/10

A situação do sertão alagoano: Inhapi


Já estava com o compromisso de andar pelas regiões rurais de Alagoas com o intuito de se fazer uma análise de classes nas zonas rurais alagoanas, em seus sítios e povoados, e conhecer a situação da luta agrária no estado. Agricultura e características geográficas Inhapi é um município do alto sertão alagoano, muito provavelmente a região mais seca do estado. Possui uma população de cerca de 20 mil habitantes, segundo censos realizados no ano de 2010. Em termos de distância, fica a aproximadamente 300 quilômetros da capital Maceió. Há duas estradas que dão acesso ao município: A rodovia federal BR-423 e a estadual AL-140. Inhapi é um dos municípios mais pobres e atrasados do estado e do país. A população possui em atrasadíssimas agricultura e pecuária seminaturais sua principal fonte de renda, bem como em benefícios do governo como o Bolsa Família e aposentadorias. Quanto aos principais produtos agrícolas, foram colhidos em 2008: 30 hectares de algodão herbáceo, 3750 hectares de feijão, 435 hectares de mandioca e 300 hectares de milho. Com o algodão herbáceo a produtividade média foi de 233 kg por hectare, cerca de 12 vezes inferior à média nacional. Com o feijão, a produtividade média foi de 459 kg por hectare, ou 36% inferior à média nacional. Com a mandioca, a produtividade média foi de 9195 kg por hectare, ou cerca de 3000 kg superior à média nacional. Com o milho, a produtividade média foi de 690 kg por hectare, inferior em 5,2 vezes à média nacional. Os dados nos permitem confirmar que se trata de uma agricultura muito atrasada e extremamente minifundizada, o que inviabiliza o uso de técnicas modernas e a rentabilidade da mecanização e automatização agrícolas. O atrasado sistema do minifundismo-latifundismo, o atraso técnico somado às secas que todos os anos varrem a região, impossibilita o desenvolvimento de uma agricultura até mesmo para o autoabastecimento da população, que dirá então para o abastecimento dos centros urbanos brasileiros. Daí a enorme dependência que nos últimos anos o município vem tendo das verbas federais e do Bolsa Família, devido à completa inexistência de reforma agrária e industrialização. Inhapi possui uma extensão territorial de 375 km², com uma densidade populacional de cerca de 43 habitantes por km². É uma região densamente povoada, com uma população extremamen