1/10

"A guerra dos Estados Unidos contra a Venezuela"


O ataque terrorista aéreo que ocorreu no dia 27 de junho foi realizado por um helicóptero roubado no aeroporto de Carlota. Os terroristas atiraram granadas de origem colombiana e procedência israelense contra o Ministério do Interior, Justiça e Paz e o Supremo Tribunal venezuelanos, evidenciando a corrida desesperada de Washington frente a possibilidade de derrubar o presidente Nicolás Maduro e acabar com a revolução bolivariana.

Esta ação pode ser vista como um salto qualitativo e demonstra o fracasso das manifestações de rua (guarimbas) violentas, que vem causando mortes e destruição de cidades sem alcançar seus objetivos, fator que ocorre no país, incessantemente, há mais de três meses.

O helicóptero sequestrado do Corpo de Investigações Científicas, Penais e Criminalísticas (Cicpc) estava na base militar Francisco de Miranda (em Carlota, Caracas), que também tem sido alvo de sucessivos ataques da oposição nos últimos meses, criando provocações também contra outros quartéis.