banner VII Salao do Livro Político.gif
  • NOVACULTURA.info

"A situação dos 'reis' e 'vagabundos' refletidas na garantia dos direitos das crianças"



Proteger os direitos das crianças é um assunto muito importante relacionado com o desenvolvimento do país e da nação e com o futuro da humanidade.


Há um ditado que diz “se quer conhecer o caráter progressista de uma sociedade, olhe para as crianças”.


Em nosso país, as crianças são exaltadas como os reis do país e o trabalho para a geração vindoura é priorizado como o mais importante do Partido e do Estado.


Se pode observar bem a superioridade de nosso sistema através da Lei de Proteção e Promoção dos Direitos das Crianças que está cheio de amor à posteridade e ao futuro.


A Lei de Proteção e Promoção dos Direitos das Crianças da República Popular Democrática da Coreia contribui a garantia máxima dos direitos e interesses das crianças em todos os setores como a vida social, educação, saúde pública, família e administração jurídica, através do fortalecimento e desenvolvimento do sistema de garantia dos direitos das crianças.


A Lei estipula como segue.


O Estado fará com que se forneça com máxima qualidade e prioridade todo o necessário à saúde, educação e vida das crianças de acordo com o princípio “Tudo de melhor para as crianças”. A criança deve receber a educação gratuita obrigatória geral de 12 anos e desfrutar dos benefícios do sistema de atenção médica gratuita geral e completa.


Além disso, a lei estipula que as crianças que não podem receber atenção dos pais ou protetores serão criadas nos orfanatos, asilos infantis e escolas para órfãos por conta do Estado.


Todos estes artigos da lei, tal como também o que foi nos tempos ordinários, são implementados invariavelmente como política do Partido e do Estado também no período difícil em que o país passa por dificuldades.


Embora o sistema profilático tenha mudado para o de máxima emergência devido à situação da pandemia maligna, a produção de uniformes escolares de verão para os estudantes é realizada sem cessar e está terminando na última etapa e foram tomadas as medidas para fornecer os produtos lácteos às crianças das regiões bloqueadas e por isso chegam leite em pó e farinha de arroz de amor até nas casas afastadas da região montanhosa e a cada dia e cada momento são transmitidas tais histórias surpreendentes. Esta é a realidade de nosso país.


Tal realidade de que as crianças são exaltadas como reis do país e apresenta o trabalho para as futuras gerações como o de máxima importância do Partido e do Estado e oferece amor ilimitado, é algo que não se pode encontrar em nenhuma parte do mundo fora de nosso sistema socialista.


Hoje em dia, se olhamos para o mundo, muitas crianças, longe de receber o ensino, recebem a cada momento a ameaça às suas vidas devido aos conflitos armados e sofrem com duros trabalhos sem poder ir à escola, e incluso nos países que se gabam de ser desenvolvidos em ciência médica, dezenas de milhares de crianças padecem de enfermidade pela impossibilidade do controle da transmissão do vírus maligno e os pequenos perdem suas vidas.


São perpetradas sem cessar as extremas violações de direitos humanos como o trabalho infantil, o tráfico de seres humanos e a detenção forçada e abuso aos refugiados e crianças aborígenes e muitos órfãos são abandonados pela sociedade e vagam pelas ruas porque o problema de quem deve cuidar dos órfãos se torna uma dor de cabeça da sociedade. Esta é a realidade dos países capitalistas.


Embora haja muitos países no mundo, não há nenhum país como o nosso que prioriza absolutamente o trabalho de formação das crianças como protagonistas do futuro.


Nosso futuro será infinitamente brilhante junto com a canção “Não temos nada a invejar no mundo” que ressoará eternamente no céu claro e azul de nosso país.


Do Ministério das Relações Exteriores da República Popular Democrática da Coreia


Tradução do A Voz do Povo de 1945