top of page
  • Foto do escritorNOVACULTURA.info

"Ser um aluno das massas antes de ser seu professor"



O camarada Mao Tsé-tung disse: "Aprender com as massas e continuar a ser um humilde aluno seu, junto com todos os camaradas do Partido: tal é o meu desejo”.


Esta atitude do nosso grande líder, o Presidente Mao, que recebe modestamente da escola das massas, é um exemplo para todos os membros do nosso Partido.


Todo o pessoal que dirige o movimento da Revolução Cultural Proletária deve considerar as massas como seus professores, buscar seus ensinamentos, seus alunos. Todos aqueles que assim agem têm a situação clara, a determinação firme, o método correto e as massas plenamente mobilizadas e o movimento desenvolvido de forma mais saudável.


Não encarregar tudo à escola das massas e dos “enviados imperiais” para fazer censuras, discursos, proclamar suas opiniões, estabelecer subjetivamente a posição dominante.


Não encarregar tudo à escola das massas e se fechem em seu escritório dando ordens de forma obscura e impossibilitem distinguir o bem do mal, o nosso inimigo e apreender a essência do problema.


Se for assim, então será impossível direcionar adequadamente qualquer movimento, pelo contrário, irá atrapalhar o bom andamento. É por isso que todos os membros do Partido Comunista devem seguir os ensinamentos do camarada Mao Tse-tung: “Livre-se de toda arrogância e torne-se um aluno humilde”.


Como estudantes das massas, devemos olhar para baixo com grande entusiasmo revolucionário e aprender respeitosamente com a escola das massas.


Como o camarada Mao Tsé-tung sempre nos ensinou, nunca devemos fingir que sabemos o que não é conhecido e “não tenha vergonha de perguntar a seus inferiores”. Você deve primeiro ser um estudante das massas antes de se tornar seus professores. Poder ou não o fazer não é simplesmente uma questão de método de trabalho.


É uma questão de posição de classe e atitude fundamentais; é uma questão de concepção revolucionária do mundo.


No curso da Grande Revolução Cultural Proletária, devemos abordar e estudar o ponto de vista das massas do camarada Mao Tsé-tung.


Muitos camaradas admitem por palavras que as massas criam a história, mas quando se deparam com o trabalho prático esquecem ou se recusam a reconhecê-lo. Assimilar as ideias do camarada Mao Tsé-tung neste ponto requer uma transformação completa da perspectiva do mundo.


Essa transformação representa uma grande revolução ideológica.


Ser aluno do povo e aprender modestamente em sua escola não significa apenas ouvir os pontos de vista de algumas pessoas, mas ouvir os diversos pontos de vista de todas as partes.


Da mesma forma, não devemos apenas ouvir a opinião da maioria, mas também da minoria.


Ser um grande aluno e aprender modestamente em sua escola significa não apenas ouvir a aprovação das opiniões, mas também desaprovar opiniões.


Em geral, aceitamos o primeiro facilmente, mas o último com mais dificuldade. Na verdade, muitas vezes é imperativo ouvir opiniões divergentes para fazer um julgamento sobre a situação.


Para chegar à escola das massas, é necessário não só ouvir e ver mais ao seu redor, mas também refletir e exercitar ainda mais o seu cérebro. Em outras palavras, deve-se tomar o pensamento de Mao Tsé-tung como um guia para analisar os vários dados e opiniões fornecidas pelas massas, sujeitas ao desenvolvimento, disposição e aumentar a rejeição do joio para manter o grão, eliminar o que é falso para manter a verdade, ir de um aspecto dos fenômenos a outro, de fora para dentro, para descobrir problemas e conseguir a captura da essência das coisas.


Desta forma, podemos focalizar as visões das massas dispersas e distantes e fazer com que as opiniões metódicas, sistemáticas e precisas sejam a direção certa para levar as massas à ação.


Devemos compreender que a única prática das massas é a base sobre a qual nosso Partido desenvolve sua política e os critérios para a verificação dessa política. Separando-nos das massas, nada alcançaremos.


Novos problemas e coisas novas surgem constantemente durante a Grande Revolução Cultural Proletária. Somente quando as organizações e dirigentes do Partido em todos os níveis estão nas escolas das massas, do começo ao fim, podem sempre permanecer à frente do movimento de massas e conduzi-lo na direção indicada pelo camarada Mao Tsé-tung.


Editorial de “Renmin Ribao”, 29 de julho de 1966

  • Instagram
  • Facebook
  • Twitter
  • Telegram
  • Whatsapp
PROMOÇÃO-MENSAL-mai24.png
capa29 miniatura.jpg