"O grande Líder do povo coreano"

15/04/2020

  

"Iminwichon" (considere o povo como o céu) foi a máxima do Presidente Kim Il Sung, que dedicou toda a sua vida à prosperidade do país e à felicidade da população.

 

Confiando nas pessoas

 

Kim Il Sung nasceu em 15 de abril da primeira era Juche (1912), quando a Coreia estava sob a ocupação militar do imperialismo japonês. Desde a tenra idade, ele cresceu sofrendo as dores e infortúnios sofridos pelo país e embarcou no caminho da revolução logo cedo, com o grande propósito de libertar o país tomado por forças estrangeiras. Consciente das experiências e lições deixadas pelo fracasso dos movimentos voluntários antijaponeses, da independência incipiente e do exército comunista, ele concluiu que só poderia alcançar a independência quando lutasse contra o império japonês, contando com a força do povo.

 

Na conferência dos quadros partidários e da União da Juventude Comunista da Coreia, reunida em dezembro de 1931 em Mingyuegou, na China, ele confirmou sua decisão.

 

“Somos filhos de um povo escravizado, privado de poder do Estado, território e recursos naturais do país. Somos jovens de mãos vazias, vivemos em uma terra estranha, como na casa de outra pessoa, alugada. No entanto, desafiamos sem hesitação os imperialistas japoneses. Em que confiamos? Estamos determinados a começar a guerra antijaponesa confiando no povo. Para nós, isso representa o Estado, a retaguarda e o exército regular. Se a guerra começar, todos os membros da cidade se tornarão soldados. Por esse motivo, podemos dizer que a guerra de guerrilha, que vamos desenvolver, será uma guerra popular”.

 

Kim Il Sung organizou e implantou a luta armada antijaponesa, confiando ao povo e em seu poder, e finalmente alcançou a causa histórica da libertação do país em agosto de 1945.

 

Entre as pessoas

 

O Presidente Kim Il Sung considerou que havia políticos, escritores e artistas entre o povo e ele estava sempre em harmonia. Ele tratou os trabalhadores com clareza, segurando suas mãos esforçadas e conversou cordialmente com os camponeses, sentados nos limites das plantações, para discutir seu trabalho juntos. Quando falou com as crianças, entendeu perfeitamente seus sentimentos e falou com os idosos e com os amigos.

 

Durante a feroz Guerra de Libertação da Pátria (1950-1953), ele foi à comuna Wonhwa, no distrito de Phyongwon, quando tomou medidas para melhorar a vida dos camponeses empobrecidos. Em sua visita ao então distrito de Pongsan, na província de Hwanghae do Sul após o cessar-fogo, apontou o remédio para a produção do cimento. Ele estava em suas viagens intensas, percorrendo trilhas pantanosas e terrenos lamacentos, para visitar fazendas de gado localizadas na parte norte do país e para abrir uma perspectiva sobre a quebra de pântanos na costa do Mar Ocidental da Coreia.

 

Ao longo de sua vida, ele percorreu mais de 1.445.000 ríes (um rí é igual a 0,4 km), caracterizado por sua abnegação patriótica.

 

Para as pessoas

 

Foi em 51 de janeiro da era Juche (1962) quando o Presidente Kim Il Sung visitou a fiação de Pyongyang, na época, para selecionar o terreno para um novo edifício. Um funcionário explicou que sua construção era muito cara em comparação com os produtos que seriam obtidos. O Presidente recomendou: “Vamos calcular o custo da construção após a conclusão da obra, faremos tudo ao nosso alcance pelos trabalhadores. E foram tomadas medidas para acelerar a construção da planta”.

 

Em 65 de setembro da era Juche (1976), ele estava na comuna Sangso do distrito de Anju (nome na época), quando sugeriu que, embora o trabalho de irrigação fosse como um canhão matando um pardal, era necessário regar até os campos de arroz de a zona montanhosa, para que os camponeses pudessem dedicar-se às tarefas agrícolas sem conhecer os danos da seca.

 

O presidente considerou que a revolução, a transformação da natureza e as numerosas construções eram para a felicidade do povo. Portanto, na RPDC estabeleceu-se um regime socialista onde o povo é o dono do país e tudo o serve.

 

Todas as medidas populares aplicadas na Coréia, como sistemas gerais de assistência médica gratuita, educação obrigatória gratuita, previdência social e aposentadoria e construção de escolas, hospitais e moradias às custas do Estado, devem-se ao Presidente Kim Il Sung, que apresentou como a coisa mais importante era colocar os interesses do povo acima de tudo e servir ao seu bem-estar.

 

Do Naenara

 

Please reload

Leia também...

Novas crueldades cometidas durante o despejo do acampamento Quilombo Campo Grande em Minas Gerais

14/08/2020

Propaganda enviada aos soldados negros dos EUA durante a Guerra da Coreia

14/08/2020

Gorki: "Um Apelo para o Mundo"

14/08/2020

Primeiro discurso de Fidel Castro após a tomada do poder em Cuba

13/08/2020

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube