"Discurso de Kim Il Sung em banquete para celebrar o Dia Internacional dos Trabalhadores"

01/05/2019

 

Queridos convidados,

Queridos camaradas,

Na ocasião de Primeiro de Maio, um feriado internacional para fortalecer e demonstrar a amizade internacionalista e solidariedade entre os trabalhadores ao longo do mundo, eu gostaria, em nome do Governo da República e do Partido do Trabalho da Coreia, oferecer minhas calorosas congratulações aos trabalhadores da União Soviética, da China e de outros países fraternos que estão participando da luta atual para reconstruir nossa economia nacional devastada pela guerra e nos dando preciosa ajuda técnica, e para todos os camaradas aqui presentes.

Hoje, os trabalhadores de todo o mundo estão celebrando o significativo Primeiro de Maio, o tradicional festival de primavera do povo trabalhador, com firme crença na justeza de sua causa histórica, em sua força indomável e seu futuro brilhante.

O campo da paz, democracia e socialismo está agora demonstrando sua força unida, imensamente orgulhoso de seus grandes sucessos nas construções política, econômica e cultural e de sua vitória histórica na luta pela paz mundial duradoura, pela segurança do povo, e pela felicidade e futuro da humanidade.

Em contraste, o campo reacionário do imperialismo, em esforço para encontrar uma saída para impedir a crise econômica geral e disfarçar as contradições e conflitos internos do capitalismo, está agravando a tensão internacional e tentando freneticamente derrubar a luta pela libertação nacional que segue pelo caminho da paz, liberdade e da nova vida.

Os imperialistas dos EUA e seus lacaios, a camarilha traidora de Syngman Rhee, estão fazendo todos esforços possível para obstaculizar o caminho da resolução pacífica da questão da Península Coreana, uma questão de grande significância na manutenção da paz no Extremo Oriente e no alivio da tensão internacional. Eles se recusam a aceitar a proposta sensata feita por nossa delegação na conferência de Geneva para a resolução da questão coreana.

Todo o povo coreano apoia unanimemente esta proposta e ao mesmo tempo deseja que a questão coreana seja resolvida pelo próprio povo coreano, livre de interferência estrangeira. Eles estão se esforçando para realizar seu desejo.

Nosso povo, que está celebrando o Primeiro de Maio pela primeira vez desde o armistício, está lutando como um só para levar a cabo o Plano Trienal para a Reabilitação e Desenvolvimento da Economia Nacional no Pós-Guerra para fortalecer a base democrática na parte Norte da República, consolidar as fundações materiais para a reunificação pacífica e independente e trazer prosperidade e desenvolvimento ao nosso país.

Nosso povo já logrou considerável sucesso na reconstrução durante os nove meses desde o armistício. O trabalho colossal de limpar as cidades, vilas e distritos de trabalhadores devastados foi realizado, e  milhares de moradias, escolas, hospitais e estabelecimentos culturais foram construídos. Como resultado dos esforços para reconstruir a economia nacional em todas áreas, algumas empresas começaram a produzir produtos.

O Governo da República abaixou os preços de alguns bens de consumo diário e introduziu o sistema de pagamento adicional por trabalhador - de fábrica e escritório - para melhorar o padrão cultural e material do povo, organizou o Plano Trienal para a Reabilitação e Desenvolvimento da Economia Nacional no Pós-Guerra e tomou outras várias medidas. O Plano Trienal visa não somente alcançar o nível pré-guerra de todos os ramos da economia nacional, mas também ultrapassá-lo o quanto for possível. Prevê crescimento um crescimento radical tanto qualitativo quanto quantitativo na indústria, transporte, agricultura e outros principais setores da economia nacional, que serão afetados pela difusão da introdução da tecnologia moderna.

Com certeza, cada tarefa estabelecidas no Plano Trienal tem nível elevado de dificuldade. Porém, não há dúvidas que as tarefas serão exitosamente cumpridas através do trabalho criativo, devoção patriótica e indomável luta de nosso povo que está mais solidamente unido em torno do Partido do Trabalho da Coreia e do Governo da República após as provações da guerra.

A assistência técnica dada por vocês camaradas de países fraternos tem tremenda significância para o cumprimento destas tarefas hoje quando não temos ainda quadros técnicos bem qualificados e especialistas. Nosso povo aprecia altamente o serviço rendido pelos técnicos e especialistas de países fraternos que estão realizando seus deveres internacionalistas na construção de fábricas e empresas e em diferentes estabelecimentos em nosso país e expressa sua gratidão a vocês.

Queridos camaradas,

Hoje, celebrando o Primeiro de Maio, gostaria de propor um brinde à amizade proletária internacionalista e solidariedade entre os povos da União Soviética, da República Popular da China e de outros países fraternos, à grande vitória na luta contra o imperialismo e a guerra e pela paz, democracia e socialismo, e à boa saúde de todos camaradas aqui presentes.

Discurso de Kim Il Sung em Pyongyang, no Primeiro de Maio de 1954.

Tradução do A Voz do Povo de 1945
Centro de Estudos da Política Songun

Please reload

Leia também...

"Conversa entre J.V. Stalin e Mao Tsé-tung"

29/11/2019

"Carta da Komintern ao Comitê Central do PCB em 1933"

28/11/2019

Gramsci: "Legalidade"

27/11/2019

140 anos do camarada J.V. Stalin é celebrado na USP

27/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube