"ILPS apoia o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, contra o usurpador apoiado pelos EUA e ultrarreacionários"

25/01/2019

 

Nós, da Liga Internacional da Luta dos Povos, apoiamos vigorosamente o presidente democraticamente eleito e recém empossado da República Bolivariana da Venezuela, Nicolás Maduro, contra o usurpador apoiado pelos EUA e ultrarreacionários e condenamos veementemente Juan Guaidó, que se proclamou o “presidente interino” da Venezuela em uma tentativa de golpe de bronze.

 

Guaidó é meramente um fantoche do imperialismo dos EUA e o representante dos ultrarreacionários da Venezuela. Portanto, consideramos os EUA os principais responsáveis ​​por seu ato inconstitucional e antidemocrático e elogiamos e apoiamos o presidente Maduro por romper relações diplomáticas com o governo intervencionista norte-americano.

 

O imperialismo dos EUA está mais interessado em pilhar a enorme riqueza em petróleo da Venezuela, cujas reservas provadas de petróleo chegam a 300.878 milhões de barris. Isso é muito maior do que os da Arábia Saudita, com 286.455; Iraque em 142.503; Rússia a 80.000; e a Líbia, com 48.000.

 

O governo dos EUA vem travando uma campanha de desestabilização contra a presidência de Maduro, impondo sanções, congelando os ativos da Venezuela no exterior e ameaçando um golpe de Estado e uma intervenção militar dos EUA e seus fantoches na Organização dos Estados Americanos (OEA).

 

Mas o povo da República Bolivariana da Venezuela, especialmente os operários e outros trabalhadores, continua a inspirar-se no chavismo e a seguir a corajosa liderança de Maduro em defesa da soberania nacional, da democracia e da paz. As forças armadas e a polícia da Venezuela reafirmaram sua lealdade ao presidente Maduro e agiram com sucesso contra um pequeno motim militar.

 

As grandes massas do povo estão se aglomerando nas cidades da Venezuela para expressar seu apoio ao seu presidente e condenar o fantoche Guaidó e seu mestre imperialista dos EUA. Eles estão sempre prontos a resistir com armas a qualquer tentativa de golpe ou intervenção militar estrangeira.

 

A Câmara Constitucional do Supremo Tribunal de Justiça da Venezuela chamou a atenção da acusação para a violação grosseira do artigo 236, números 4 e 15, proibindo a usurpação da competência e poderes do Presidente.

 

Por Prof. José Maria Sison

Presidente da Liga Internacional da Luta dos Povos (ILPS)

 

24 de janeiro de 2019

 

Please reload

Leia também...

Avançam as lutas do proletariado e do povo do Uruguai contra a crise a repressão

05/08/2020

Lenin: "A Chantagem Política"

05/08/2020

Choro: As Bandas Militares e Anacleto de Medeiros

04/08/2020

Engels: "Bruno Bauer e o Início do Cristianismo"

04/08/2020

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube