"Repúdio à cúpula do G20 em Buenos Aires"

29/11/2018

 

Nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, deliberará em Buenos Aires os presidentes e chefes de governo do chamado Grupo dos 20 (G-20). Entre eles estão o imperialista Donald Trump e os pelegos sujos como Mauricio Macri, além da pirata inglesa Theresa May, da Alemanha, Angela Merkel, e outros presidentes da União Europeia, o premier canadense, o presidente russo Vladimir Putin e o presidente chinês, Xi Jinping, assim como o direitista Sebastián Piñera como convidado de Macri, entre outros.

 

Tomado geral desta cúpula não representa o povo ou a maioria dos países, que são 193 representados na Assembleia Geral da ONU (deve ser pelo menos 194 quando finalmente reconhecer plenamente a Palestina, pária desta história por causa do imperialismo e do sionismo).

 

A maioria dos governos do G-20 não possui uma agenda que seja amigável com as demandas dos trabalhadores e povos do planeta. No caso de Trump e seus aliados imperialistas isso é visível com as políticas do FMI, de guerra para outras nações como a Síria, sanções e bloqueio contra Cuba, Irã e Venezuela em aparar as liberdades e conquistas, agressão ao ambiente, abandonando os acordos de Mudanças Climáticas e pôr em risco a paz mundial com os seus orçamentos e manobras de guerra e bases militares para anos têm colocado como alvo, em meio a mídia sensacionalista, a República Democrática Popular da Coreia e seu líder Kim Jong Un.

 

Assim, o Partido da Libertação (PL) da Argentina e o Partido Comunista do Chile (Ação Proletária) PC (AP) repudiando o sentido geral da cúpula do G-20 e participando das mobilizações populares, com as palavras de ordem “Fuera los imperialistas Trump y May”, “Abajo Macri, el lamebotas yanqui, y su socio derechista empresarial Piñera”.

 

Especificar os alvos dessa mobilização é importante, porque quando os inimigos não estão bem indicado, o curso geral da luta popular sai fora de curso. É algo que eles fazem partidos trotskistas da FIT e da Argentina PCR e os trotskistas de PTR e um par de grupos autoreclamados “guevaristas”, deformadores da prática e a teoria da Che Guevara no Chile, que colocou o presidente chinês Xi Jinping e o presidente russo Putin como se fossem imperialistas e neonazistas como Trump.

 

O PC (AP) e o PL rejeitam essa visão falsa e funcional do imperialismo. Por exemplo, a Rússia está ajudando a Síria a repelir a guerra e o terrorismo impostos pelos Estados Unidos; também ajuda o Irã e a Venezuela a enfrentar as sanções de Trump. Então é uma mentira complicada identificar Putin com a Casa Branca.

 

E em maior medida é uma provocação para colocar o presidente chinês a par com o Trump neonazista. A China é um país socialista que ajuda os povos do Terceiro Mundo com empreendimentos mutuamente benéficos. E isso foi certificado por muitos países africanos, o presidente venezuelano Nicolás Maduro e o presidente cubano, Miguel Diaz-Canel, em suas recentes viagens a Pequim, onde assinaram acordos benéficos para ambas as partes. Também o apoio que a China sempre deu a Kim Jong Un e os presidentes anteriores da República Popular Democrática da Coreia e seu povo.

 

O G-20 não expressa ao mundo o melhor que é possível, e pelo qual a humanidade deve lutar seguindo os ensinamentos de Fidel Castro. É por isso que PL e PC (AP) repudiam a cúpula. Mas não são iguais todos os presidentes visitantes: os principais alvos são Trump e o inglês May, que usurpa as Malvinas; o lacaio Mauricio Macri e seu sócio Sebastián Piñera, grandes empresários que governam para si e seus amigos monopolistas.

 

Por uma frente mundial anti-imperialista e pela paz!

 

 

Sergio Ortiz, Secretário Geral do Partido de Libertação (PL) da Argentina.

 

Eduardo Artés Brichetti, Primeiro Secretário do Partido Comunista Chileno (Ação Proletária), PC (AP).

 

Buenos Aires Argentina e Santiago do Chile,

27 de novembro de 2018.

 

Please reload

Leia também...

"Para você, amado camarada"

19/11/2019

"Necessidade contínua da Revolução Cultural"

18/11/2019

Mao: "À Memória de Norman Bethune"

15/11/2019

Stalin: "A Greve Geral Iminente"

14/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube