"O povo laosiano caminha sobre as ondas da vitória"

06/08/2018

 

“A guerra revolucionária é uma guerra das massas; ela pode ser travada somente pela mobilização das massas e confiando nela.” - Mao Tsé-tung

 

Notícias animadoras das vitórias continuam chegando do campo de batalha no Laos. As patrióticas forças armadas e o povo do Laos, exibindo o espírito de temer sem fadiga e lutando continuamente, têm tido sucessos impressionantes nas extensivas invasões do inimigo, seguida pela grande vitória de Nam Bac. Suas ações heroicas, que sofreram fortes golpes do imperialismo dos Estados Unidos da América (EUA) e seus lacaios, têm conduzido a uma nova situação na guerra do povo Laosiano contra as agressões dos Estados Unidos e pela salvação nacional.

 

Nos últimos anos, por incessantes vezes o imperialismo dos E.U.A. tem ampliado sua guerra de agressão no Laos. Fez um grande esforço para preparar e equipar o exército de direita laosiano, que assumiu o comando direto da guerra de agressão movendo um grande número de militares e enviando aeronaves piratas bombardearem as áreas libertadas no Laos. Destemidas e fortalecidas a cada batalha, as patrióticas forças armadas do Laos responderam sucessivamente os ataques do imperialismo norte-americano e seus capangas. Desde o começo deste ano, eles têm travado magnificamente uma série de batalhas e libertado muitos postos importantes. Eles têm quebrado o esquema inimigo de “mordiscar” as áreas libertadas e, tendo conseguido isso, consolidaram e expandiram estas áreas.

 

Nosso professor Presidente Mao Tsé-tung tem apontado: “...no curso desta longa e cruel guerra de guerrilha demonstrará seu imenso poder; este não é um empreendimento comum.” Esta verdade foi eloquentemente confirmada pelas esplêndidas vitórias do povo laosiano em sua guerra contra a agressão norte-americana e pela salvação nacional.

 

Em 1967, as patrióticas forças armadas e o povo do Laos expulsaram aproximadamente 16.000 tropas inimigas em mais de 1.800 ações. Nos primeiros dois meses deste ano, eles envolveram o inimigo em mais de 100 ações e aniquilaram ou derrotaram mais de 5.000 de suas tropas. Desta forma, o povo laosiano tem eliminado o inimigo pouco a pouco, trazendo para o jogo o imenso poder da guerra de guerrilha. Se eles perseverarem na guerra de longo prazo e acumularem pequenos sucessos adicionados a grandes vitórias, eles serão,  gradualmente, capazes de mudar a força relativa do inimigo e, assim, derrotarão completa e minunciosamente o imperialismo norte-americano e seus lacaios.

 

Assim como nos campos de batalha do Vietnã, onde encararam sua ruína após sofrerem derrota após derrota, o imperialismo norte-americano no Laos também está numa situação desesperada – situação esta que se trata de ter sido forte e continuamente atacado no campo de batalha. Porém, ainda não conformado com a derrota, ele força a luta até a última trincheira. Para libertar-se da sua situação no campo de batalha laosiano e reverter o fracasso de sua guerra de agressão contra o Vietnã, a Administração Johnson está fervorosamente trabalhando para intensificar sua aventura militar na Indochina, planejando cometer tropas dos EUA para o Laos e ter a Tailândia reacionária enviando mais tropas para a invasão também. A camarilha renegada revisionista soviética, trabalhando de mãos dadas com os imperialistas dos EUA, têm colaborado ainda mais intimamente com os reacionários laosianos numa vã tentativa de estrangular a luta revolucionária do povo laosiano e do povo da Indochina como um todo. Mas todas estas lutas moribundas dos agressores norte-americanos e seus cães podem apenas acelerarem sua ruína.

 

O Comitê Central do Neo Lao Haksat recentemente emitiu um solene chamado que dizia: “Povos de todas as nacionalidades do Laos devem compreender a excelente presente situação, acompanhar suas vitórias e destruir o inimigo.”. O heroico povo laosiano claramente conquistará a vitória final em sua guerra contra a agressão dos EUA no Laos e pela salvação nacional, desde que eles lutem ainda mais fortemente e permaneçam lutando até o fim. Os 700 milhões de chineses armados com o pensamento Mao Tsé-Tung fornecem um apoio poderoso para o povo laosiano. Eles apoiam firmemente o povo laosiano em levar a cabo a guerra contra a agressão dos EUA e pela salvação nacional até o fim e cumprir com a grande causa da libertação nacional!

 

Peking Review, Nº 15, 27 de março de 1968.

 

Escrito por um comentador do “Renmin Ribao”

 

Traduzido por J. Lima

 

Please reload

Leia também...

Stalin: "A Greve Geral Iminente"

14/11/2019

"O papel das mulheres na defesa de Stalingrado"

13/11/2019

Lenin: "Sobre os Sindicatos, o momento atual e os erros de Trotsky"

13/11/2019

URC: "Sobre o Golpe de Estado imperialista na Bolívia"

12/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube