"Vida longa ao legado do grande líder Kim Il Sung!"

10/07/2018

 

Nós, da Liga Internacional da Luta dos Povos, transmitimos nossos mais cordiais cumprimentos de solidariedade ao Camarada Kim Jong Un, Presidente do Partido do Trabalho da Coreia, à República Popular Democrática da Coreia (RPDC) e ao povo coreano, e assim como nós, nos juntamos na comemoração do 24º aniversário da morte do grande líder revolucionário Presidente Kim Il Sung em 8 de julho de 2018. Nesta ocasião, é justo lembrar os grandes feitos que o Presidente Kim Il Sung realizou em sua vida pelo povo coreano e por toda a humanidade progressista.

 

O Presidente Kim Il Sung deixou-nos um glorioso legado de luta resoluta pela independência nacional, democracia e socialismo contra o imperialismo e todas as reações. Seu registro revolucionário de 70 anos é uma inspiração brilhante não só para o povo coreano, mas também para toda a humanidade. O camarada Kim Il Sung levou o povo coreano a derrotar o imperialismo japonês na Segunda Guerra Mundial. Ele novamente liderou o povo coreano na defesa da agressão lançada pelo imperialismo estadunidense na Guerra da Coreia (1950-1953).

 

Ele liderou o Partido do Trabalho da Coreia na fundação da República Popular Democrática da Coreia (RPDC). Após a conclusão da revolução democrática, ele liderou e mobilizou o povo coreano na realização da revolução e construção socialistas.

 

Juntamente com o povo coreano, o camarada Kim Il Sung deu grandes passos na revolução e na edificação do socialismo, apesar da contínua pressão, bloqueio econômico, ameaças e outras formas de agressão realizadas pelo imperialismo estadunidense. Estas vitórias foram ganhas com base em sua ideia Juche de autoconfiança e fé na vontade revolucionária e na capacidade do povo coreano.

 

O camarada Kim Il Sung foi um destacado internacionalista proletário. Ele apoiou as lutas revolucionárias dos povos cubanos e vietnamitas contra o imperialismo ianque. Ele deu assistência às lutas de libertação nacional dos povos oprimidos da Ásia, África e América Latina. Foi também um firme defensor do movimento não-alinhado que se opunha aos males do neocolonialismo e promoveu o direito dos países recém-independentes e dos povos oprimidos à autodeterminação e a um curso independente de desenvolvimento.

 

Reconhecemos os esforços históricos do camarada Kim Il Sung para reunir a Coreia com base na independência, paz e união. Sob seu sábio conselho, a Coreia do Norte assinou com a República da Coreia (Coreia do Sul) o Comunicado Conjunto Sul-Norte de 4 de julho de 1972, que exigia a unificação pacífica do país sem interferência externa.

 

Seguindo o exemplo de Kim Il Sung, o Presidente da RPDC Kim Jong-Il, tomou a iniciativa de elaborar a Declaração de 4 de outubro de 2007 pelas duas Coreias, que pediam uma estreita cooperação para o desenvolvimento das relações norte-sul, paz e prosperidade na Península Coreana.

 

Essas iniciativas positivas foram desenvolvidas por Kim Jong-un, resultando na histórica cúpula entre os líderes das duas Coreias, em 17 de abril de 2018, que reafirmou o espírito e os princípios das duas declarações anteriores para a reunificação pacífica do país.

 

Apoiamos plenamente o desejo fervoroso do povo coreano pela reunificação pacífica de seu país sem interferência externa. Apoiamos plenamente sua aspiração de longa data pela independência, prosperidade e progresso.

 

Nós, a Liga Internacional da Luta dos Povos, expressamos nosso profundo respeito à memória eterna do Presidente Kim Il Sung como um grande líder e combatente revolucionário pela libertação nacional e social. Suas ideias e ações revolucionárias são um farol brilhante para os povos do mundo em sua luta contra todas as formas de exploração e opressão, na busca por um mundo novo e melhor.

 

Viva a memória e o legado do camarada Kim Il Sung!

 

Viva a luta pela libertação nacional, democracia e socialismo!

 

Viva a solidariedade internacional dos povos!

 

8 de julho de 2018

 

Emitido pelo Gabinete do Presidente da Liga Internacional da Luta dos Povos (ILPS)

 

Traduzido por I. Dias

 

Please reload

Leia também...

"RPDC responde provocações dos Estados Unidos"

31/03/2020

Aos 98 anos morre Riachão, sambista e cronista popular

31/03/2020

"Brasil, colônia e pilhagem"

30/03/2020

Bancos sobem os juros em meio a crise: quem sofre com isso?

27/03/2020

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube