Ho Chi Minh: "Elevemos a nossa Moral Revolucionária, combatamos o Individualismo"

12/06/2018

 

Nossos compatriotas têm o hábito de dizer: os membros do Partido dão o exemplo, a população segue-os. É um elogio sincero aos membros e aos quadros do Partido.

 

Por já ter mantido já 39 anos de uma luta heroica, assegurado o triunfo da Revolução de Agosto, assim como a vitória da primeira resistência, e conduzido hoje, simultaneamente, a edificação do socialismo no Norte e a luta patriótica contra a agressão estadunidense, nosso povo deu-se conta de que a direção do nosso Partido é muito clarividente, que conduziu nossa nação de vitória em vitória a caminho do progresso. Na luta do Partido, como na vida cotidiana, sobretudo nas frentes de combate e da produção, inúmeros quadros e militantes mostram-se valentes e e­xemplares; os primeiros na tarefa e os últimos na honra, puderam cumprir um trabalho glorioso.

 

Nosso Partido formou uma geração revolucionária, moças e rapazes plenos de entusiasmo e coragem no cumprimento das suas tarefas.

 

São flores resplandecentes saídas do heroísmo revolucionário. O nosso povo e o nosso Partido estão orgulhosos destes filhos dignos.

 

Mas a par destes bons elementos, há ainda quadros e membros do Partido cuja moral deixa a desejar.

 

Dominados pelo individualismo, em todas as coisas eles pensam, antes de tudo, nos seus próprios interesses. A palavra de ordem não é “um por todos”, mas “todos por mim”.

 

Individualistas, temem as privações e as dificuldades, caem na avidez, na corrupção, no desperdício, no luxo. Eles correm atrás das honrarias e do lucro, dos títulos e do poder. Seu orgulho faz com que não prestem atenção à coletividade; desprezam as massas, mostram-se arbitrários e tiranos. Desligando-se das massas e da realidade, caem na burocracia e no autoritarismo. Eles perdem o gosto pelo esforço no trabalho e no estudo e não procuram sequer corrigir-se.

 

Também por causa do seu individualismo, provocam a desunião, faltam aos princípios da organização, à disciplina, as suas responsabilidades. Eles não aplicam seriamente a linha e a política do Partido e do Estado, prejudicam os interesses da revolução e do povo.

 

Em resumo, o individualismo conduz a muitas faltas e erros.

 

Para tornar seus quadros e seus membros dignos de ser combatentes revolucionários, nosso Partido deve prodigalizar todos seus esforços para inculcar-lhes o ideal comunista, fazer-lhes compreender e aplicar sua linha e sua política, iluminá-los nas suas tarefas e na moral do militante. A crítica e a autocrítica devem ser praticadas seriamente no seio do Partido. É preciso aceitar e encorajar as críticas sinceras feitas pelas massas. A vida da célula deve ser estritamente regulamentada, a disciplina do Partido imparcial e justa, o trabalho de controle, rigoroso.

 

Cada quadro, cada membro do Partido deve colocar os interesses da revolução, do Partido e do povo acima de tudo e antes de tudo. É preciso combater energicamente o individualismo e elevar a nossa moral revolucionária, cultivar o espírito coletivo, o espírito de união, o respeito pela organização e o sentido da disciplina. Nós devemos seguir de perto a realidade, consultar as massas, respeitar e fazer vingar o direito do povo de ser o dono de seu próprio destino. Devemos esforçarmo-nos para estudar, elevar o nível dos nossos conhecimentos para podermos levar a bom ter­mo todas as nossas tarefas.

 

Esta é uma forma realista de celebrar o aniversário da fundação do Partido, o grande Partido da nossa classe operária e do nosso povo. É também um trabalho necessário para ajudar os quadros e os militantes a progredirem, a contribuírem mais eficazmente na luta patriótica contra a agressão estadunidense, e na edificação vitoriosa do socialismo.

 

Por Ho Chi Minh, escrito por ocasião do 39º aniversário do Partido dos Trabalhadores do Vietnã

 

Please reload

Leia também...

Stalin: "Marx e Engels Sobre a Insurreição"

20/02/2020

Lenin: "O capitalismo e o parlamento"

19/02/2020

Engels: "Barbárie e Civilização"

18/02/2020

Marx: "Mensagem à União Operária Nacional dos Estados Unidos"

17/02/2020

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube