Mazumdar: "Um ano da luta de Naxalbari"

16/07/2019

 

Um ano inteiro se passou desde que a luta camponesa em Naxalbari começou. Esta luta é diferente de todas as outras lutas camponesas. Onde reside tal diferença? O campesinato sempre lutou contra várias formas de opressões e injustiças. Esta é a primeira vez que o campesinato lutou não somente por suas demandas parciais, mas também pela tomada do poder do Estado. Se o campesinato de Naxalbari tem alguma lição para nós, é esta: lutas militantes devem ser levadas a cabo não pelas terras ou pelo cultivo, mas pelo poder estatal. Isto é precisamente o que dá a luta de Naxalbari sua singularidade. Camponeses em diferentes áreas devem preparar-se de modo que sejam capazes de tornar ineficaz o aparato estatal em suas respectivas áreas. Foi em Naxalbari que tal caminho fora adotado pela primeira vez na história das lutas camponesas na Índia. Em outras palavras, a era revolucionária fora anunciada, e aquele ano foi o primeiro desta era. E é por esta razão que os revolucionários de todos os países estão saudando calorosamente a luta de Naxalbari.

 

A Índia tem se tornando em uma base do imperialismo e do revisionismo, e está atuando hoje em dia como uma base de forças reacionárias contra os povos que lutam por sua libertação. É por isso que a luta de Naxalbari não é meramente uma luta de âmbito nacional; é também uma luta internacional. Esta luta é difícil, e o caminho que escolhemos não é fácil ou suave. O caminho da revolução é complexo, não é fácil ou suave, e as dificuldades, perigos e até mesmo recuos estarão presentes. Mas os camponeses dos quais estão nas chamas do espírito do novo internacionalismo rejeitaram tudo isso e recusam-se a submeter-se. Eles continuam a persistir em seu caminho de luta.

 

Nossa experiência durante o último ano mostra que a mensagem desta luta em uma pequena área espalhou-se para todos os cantos da Índia. Cada um dos existentes partidos políticos têm feito oposição a luta de Naxalbari, já o povo tem pensado nos termos desta luta e está caminhando adiante rumo a via traçada por esta. Os líderes heroicos da luta de Naxalbari ainda estão vivos e o governo reacionário, apesar de todas as suas tentativas, não foi capaz de destruí-los. Isso mostra quão verdadeiras são as palavras do Presidente Mao: “Todos os reacionários são tigres de papel. Na aparência, os reacionários são aterrorizantes, mas na realidade não são tão poderosos”.

 

O Presidente disse que “o colapso total do colonialismo, do imperialismo e de todos os sistemas de exploração e a completa emancipação de todos os povos oprimidos e nações do mundo não estão longe”.

 

Marchemos adiante para fazer surgir o brilho do sol da libertação!

 

 

Charu Mazumdar

Publicado em Liberation, em junho de 1968.

 

Traduzido por Igor Dias

Please reload

Leia também...

Stalin: "A Greve Geral Iminente"

14/11/2019

"O papel das mulheres na defesa de Stalingrado"

13/11/2019

Lenin: "Sobre os Sindicatos, o momento atual e os erros de Trotsky"

13/11/2019

URC: "Sobre o Golpe de Estado imperialista na Bolívia"

12/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube