"Defender a militância revolucionária de Bonifacio e continuar a resistência armada pela libertação nacional"

20/12/2016

 

O Partido Comunista das Filipinas (PCF) junta-se ao povo filipino, marcando hoje o 153º aniversário do seu herói revolucionário Andres Bonifacio.

 

Deixemos nos inspirar pela militância revolucionária exibida há mais de 120 anos por Bonifacio e os guerreiros Kaputinan em levar a resistência armada para botar um fim nos 300 anos de colonialismo espanhol e subsequentemente resistir à guerra de agressão e ocupação das forças imperialistas dos EUA.

 

Lembremos de como os Katipunans tiveram sucesso em estimular, organizar e mobilizar o povo filipino em uma guerra para alcançar a libertação nacional. Com armamento inferior, eles derrotaram o exército colonial espanhol com táticas superiores de guerrilha, maestria do terreno, e acima de tudo, pela grande aspiração patriótica de ser livre de seu jugo colonial e feudal.

 

Lembremos também de como a alta roda dos filipinos ilustres brigaram pela liderança da revolução e traíram os filipinos explorando as massas por vendê-las aos colonialistas espanhóis e posteriormente aos agressores coloniais estadunidenses. A traição deles inaugurou um novo século de subjugação colonial e neocolonial.

 

Por mais de um século agora, o povo filipino tem levado uma luta implacável para atingir a libertação nacional da dominação imperialista estadunidense. Por mais de uma década e meia, eles promoveram a resistência armada contra a cruel e brutal ocupação colonial das tropas americanas.

 

Eles se organizaram e se mostraram amplos números para demandar um fim do governo colonial estadunidense da virada do século e durante todo o período colonial. Promoveram a luta armada no período do colonialismo japonês e continuaram a resistência armada até o meio do século XX nos anos iniciais do governo neocolonial.

 

Por quase meio século agora, o povo filipino sob a liderança proletária tem perseverado em promover a guerra popular. Com o Novo Exército Popular (NEP), eles têm estabelecido as fundações e pilares pelo governo democrático popular. Eles promovem a revolução cultural e luta de massas para afirmar a demanda pela liberdade nacional e democracia.

 

Ao continuar a promover a guerra popular, o povo filipino se inspira em Bonifacio. As massas trabalhadoras e o povo seguem a emular a vida de Bonifacio dedicada à luta pela liberdade. Sua vida de sacrifícios envergonha aqueles que difamam o heroísmo. Sua eloquência nas palavras patrióticas correspondidas por atos concretos envergonha aqueles que só conseguem vomitar retórica vazia.

 

Imbuído com o espírito revolucionário dos Katipunans, eles estão sempre dispostos a encarar sacrifícios para realizar seu desejo de pôr um fim ao domínio neocolonial estadunidense e o domínio de classe da grande burguesia compradora e dos latifundiários, estabelecer o governo democrático e construir um sistema que servirá genuinamente os interesses do povo.

 

Partido Comunista das Filipinas

30 de Novembro de 2016

 

Traduzido por Henrique Monteiro

 

Please reload

Leia também...

"Como Mao Tsé-tung estudava e investigava"

21/11/2019

"Para você, amado camarada"

19/11/2019

"Necessidade contínua da Revolução Cultural"

18/11/2019

Mao: "À Memória de Norman Bethune"

15/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube