Continuam protestos nas Filipinas pela expulsão das tropas estadunidenses

03/11/2016

Erguendo cartazes onde se liam palavras de ordem anti-EUA, os participantes de uma marcha, realizada na última semana em Manilla, exigiram a retirada das forças dos Estados Unidos do território filipino.

 

Além disto, demonstraram seu apoio ao ultimato do presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, para que Washington retire suas tropas do país asiático durante os próximos dois anos.

 

Também membros dos povos indígenas nacionais se congregaram no Monumento Bonifácio em Manilla para denunciar, por sua parte, a presença militar dos Estados Unidos.

 

Durante a concentração condenaram também a violência da Polícia em uma manifestação organizada anteriormente em frente à embaixada americana, jogou várias vezes um veículo policial contra os manifestantes, deixando vários feridos. 

 

Desta vez, outro grupo de indígenas e ativistas filipinos voltaram a se reunir em frente a representação do país norte-americano e pediram o fim de todos os acordos militares com os EUA.

 

Filipinas e Estados Unidos, dois aliados históricos, vivem uma guerra de palavras desde a chegada ao poder do presidente filipino em junho. Duterte denuncia a hipocrisia de Washington e recrimina os massacres perpetrados no início do século XX no sul das Filipinas, quando o país era uma colônia estadunidense.

 

Duterte pediu aos EUA que se “esqueça” do acordo militar defensivo bilateral assinado com seu país em 2014, que facilita a presença estadunidense no mar do Sul da China.

 

O chefe de Estado filipino busca substituir os EUA pela Rússia e China na compra de armas e desafiou a Agência Central de Inteligência (CIA) a tentar derrotá-lo.

 

Da HispanTV

Please reload

Leia também...

"A trabalhadora na Rússia Soviética"

11/12/2019

"Se querem a paz, vocês têm que lutar por ela"

10/12/2019

O Socialismo Científico de Marx e Engels e o combate às ideias antiproletárias

09/12/2019

"Conversa entre J.V. Stalin e Mao Tsé-tung"

29/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube