Todas as forças armadas dos EUA em todo o país devem ir embora, declara Partido Comunista das Filipinas

15/09/2016

O Partido Comunista das Filipinas (PCF) saúda hoje o pronunciamento feito ontem do Presidente da Filipinas Duterte dizendo que as forças especiais dos EUA operando em Mindanao vão “ter que ir embora”. O PCF diz que o pronunciamento de Duterte vem em boa hora quando o povo filipino está para comemorar na Sexta o 25 º aniversário do fim do Acordo de Bases Militares. O povo filipino deve se unir e declarar “Yankees, go home!”

O PCF chama o regime de Duterte para seguir plenamente a declaração com medidas políticas e diplomáticas concretas para realizar a remoção de tropas americanas.

Alinhado à declaração de seu governo de buscar uma política externa independente, o PCF instiga o governo de Duterte a buscar a remoção de todas as tropas norte-americanas não apenas em Mindanao. Há forças especiais estadunidenses, tropas navais e do exército operando por todo o país.

Sob o Acordo de Cooperação de Defesa Aprimorada (EDCA) de 2014, os militares dos EUA estabeleceram ou estão estabelecendo facilidades dentro dos campos das Forças Armadas das Filipinas (AFP), tais como Fort Magsaysay em Nueva Ecija, a base aérea de Basa em Pampanga, a Base Aérea Antonio Bautista em Palawan, a Base Aérea Benito Ebuen em Mactan e o Aeroporto de Lumbian em Cagayan de Oro.

As tropas militares e consultores norte-americanos por muito tempo vem operando clandestinamente dentro dos campos das AFP em Cagayan Valley, Bicol, Samar, Panay, Negros e outros lugares. Tropas norte-americanas continuam estacionadas em Guian, Samar, onde não foram embora desde 2013 após a “ajuda” na época do super tufão de Yolanda. Muitos soldados dos EUA que aqui se instalam não são caucasianos de forma que não se atraia atenção.

Existem também “tropas de rotação” pelo país incluindo dentro da base aérea de Clark, a Base naval de Subic e a base aérea de Villamor. Milhares de Tropas dos EUA regularmente atracam em vários portos do país para “descanso e diversão” submetendo a mulher filipina a estupros e abusos.

Existem militares dos EUA dentro do Campo de Aguinaldo das forças armadas filipinas além de agentes do FBI e da NYPD dentro do Campo Crame da Polícia Nacional Filipina (PNP). Em uma exibição de total falta de dignidade nacional, as Forças Armadas Filipinas permitiram os militares norte-americanos a manter uma colaboração exclusiva dentro de seus principais quartéis-generais que é sem limites até mesmo para os generais de alto escalão da AFP. O governo dos Estados Unidos manteve o recruta da marinha condenado Joseph Scott Pemberton preso dentro de uma instalação americana em Camp Aguinaldo, em uma flagrante violação e desrespeito das leis filipinas.

O Governo de Duterte deve se posicionar firmemente contra os drones de vigilância militar dos EUA que voam e soltam as ditas "bombas inteligentes". Duterte deve exigir informações claras sobre o incidente de 2 de fevereiro de 2012, em que um grande número de civis, incluindo um líder religioso, foram mortos por uma "bomba inteligente" dos Estados Unidos que caiu em Parang, Sulu, onde a AFP anunciou pela primeira vez a "neutralização" do dito terrorista Marwan.

O Presidente do Governo da República das Filipinas, Duterte, pode apenas estabelecer relações mútuas com os Estados Unidos bem como com a China e outros países ao estabelecer as Filipinas como um país independente e não-alinhado.

Para tal, ele deve pôr fim a todos os acordos que prendem a Filipinas aos Estados Unidos e fazem do país um vassalo do poderio militar norte-americano. Ele deve revogar o Acordo de Mútua Defesa de 1951, o Acordo de Mútuo Serviço de Logística (MLSA), o Acordo de Forças Visitantes de 1998, e o EDCA.

Apenas assim as Filipinas podem  se manter em bases sólidas para exigir igualdade e respeito.



13 de setembro de 2016

Partido Comunista das Filipinas

Please reload

Leia também...

"O papel das mulheres na defesa de Stalingrado"

13/11/2019

Lenin: "Sobre os Sindicatos, o momento atual e os erros de Trotsky"

13/11/2019

URC: "Sobre o Golpe de Estado imperialista na Bolívia"

12/11/2019

Engels: "Marx e a Neue Rheinische Zeitung"

12/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube