65 anos da participação dos voluntários chineses na Guerra da Coreia

25/10/2015

Hoje é o dia do 65º aniversário da participação dos voluntários do povo chinês na frente coreana. A amizade entre o povo coreano e o chinês, nascida nas chamas da sangrenta contenda antijaponesa, se manifestou plenamente na passada guerra coreana (1950-1953) como amizade combativa.


Os imperialistas ianques provocaram em 25 de junho de 1950 a guerra coreana com a ambição de tomar a hegemonia na Ásia e no resto do mundo, devido o que para a jovem República Popular Democrática da Coreia se aproximava um tempo de severas provas.


Então, o partido e o governo da China enviaram ao front coreano os voluntários compostos por seus valentes filhos. Eles lutaram abnegadamente nas mesmas trincheiras com o Exército Popular da Coreia defendendo a vida da terra coreana.


Em colaboração com as unidades do EPC, os voluntários chineses participaram nos grandes combates e operações na zona de Kaechon e nas cercanias do rio Chongchon e do lago Jangjin e destruíram as unidades combinadas imperialistas se destacando por seu heroísmo.


Os pilotos das forças aéreas dos voluntários chineses juntamente com os pilotos coreanos esmagaram os “piratas aéreos” ianques e também os soldados da artilharia antiaérea e outros combatentes lutaram com valentia.


O mártir Mao Anying, filho do Presidente Mao Tsé-tung, e outros muitos heróis chineses dedicaram sua vida contribuindo para vitória nos combates.

 

Ainda que nas condições difíceis da guerra, o povo coreano enviou com sinceridade provisões alimentícias e utensílios aos voluntários chineses. O camponês coreano Pak Jae Gun protegeu um voluntário chinês ferido sacrificando a sua vida e a morada An Ok Hui também deu sua vida para salvar um soldado chinês.


O governo e o povo da RPDC levantaram o Monumento à Amizade na costa da colina Moran e construíram os cemitérios dos mártires chineses caídos na guerra coreana em Hoechang, Unsan, Kaechon, Jangjin, Kaesong, na saia do pico Sanggam, na margem do rio Kumsong e em outros locais para homenagear seus méritos.


Da Korean Central News Agency (KCNA)

Please reload

Leia também...

"Necessidade contínua da Revolução Cultural"

18/11/2019

Mao: "À Memória de Norman Bethune"

15/11/2019

Stalin: "A Greve Geral Iminente"

14/11/2019

"O papel das mulheres na defesa de Stalingrado"

13/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube