Lavradores acampados são baleados em Santa Luzia, no nordeste do PA

08/10/2015

Dois moradores do acampamento rural Quintino Lira, organizado pelo MST do estado Pará, sofreram nesta última sexta-feira (02) um atentado por parte de pistoleiros da Fazenda Cambará (sobre a qual está organizada o acampamento). O ataque foi feito na zona rural do município de Santa Luzia, na região nordeste do Pará. Um deles levou um tiro de raspão, e outro foi ferido no rosto a golpes de coronhadas.

 

A Fazenda Cambará pertence ao deputado federal paulista Josué Bengtson (PTB-PA). De acordo com sua última Declaração de Bens, este possui, apenas no município de Santa Luzia do Pará, ao menos 3850 hectares de terras, que nem de longe representam o total de seu poder político econômico, já que em sua declaração de bens constam também fazendas sem a extensão declarada.

 

A área, de cerca de 1800 hectares, é a antiga Gleba Pau de Remo e foi grilada por laranjas do deputado. Esta permanece ocupada por cerca de 200 famílias de camponeses sem terra desde 2010. Neste mesmo ano, o agricultor José Valmeristo, militante do MST, foi assassinado por pistoleiros da Fazenda. Lideranças esclarecem que Marcos Bengtson, filho de Josué Bengtson e administrador da fazenda, é o principal suspeito do assassinato de Valmeristo bem como por vários outros crimes contra as famílias do acampamento.

 

por Alexandre Rosendo

Please reload

Leia também...

"Como Mao Tsé-tung estudava e investigava"

21/11/2019

"Para você, amado camarada"

19/11/2019

"Necessidade contínua da Revolução Cultural"

18/11/2019

Mao: "À Memória de Norman Bethune"

15/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube