Exército Popular da Coreia adverte belicistas militares do estado fantoche do Sul

21/08/2015

O Comando Supremo do Exército Popular da Coreia publicou no dia 20 a seguinte informação urgente: "Na tarde do 20 de agosto, na parte centro ocidental da fronteira voltou a ocorrer uma grave provocação militar dos belicistas da casta militar fantoche da Coreia do Sul. Sob o pretexto ilógico do lançamento de um projétil pelo nosso exército para a parte sul, os belicistas sul-coreanos fantoches dispararam 36 obuses contra os postos da polícia civil do EPC.

 

Seis projeteis caíram nos arredores dos postos 542, 543, 15, 250 e 251, devido a qual não houve nenhuma perda de nosso exército. Mas, o presente disparo selvagem contra nosso sagrado território, posto da defesa a pátria é uma grave e imperdoável provocação militar.

 

A gravidade da situação reside em que a casta militar fantoche perpetrou sem vacilação tal provocação militar sem confirmar ao menos o lugar original do disparo da artilharia da EPC, nem o ponto de caída do projétil que deveria estar em sua zona, nem disse se o projeteis disparados para a parte sul-coreana e que insiste que é nosso era de canhão antiaéreo, bala de rifle ou se era um míssil.

 

Há alguns dias, os belicistas sul-coreanos reativaram em toda a fronteira radioemissões psicológicas contra a RPDC sob o pretexto da explosão de uma mina suspeita e hoje, lançaram inúmeros projeteis contra nosso território sem fundamento claro, o qual é precisamente a imprudente fúria provocativa dos belicistas da casta militar sul-coreana.

 

Em relação a tal grave situação criada, foi convocada na noite do dia 20 uma reunião ampliada de emergência da Comissão Central do Partido do Trabalho da Coreia.

 

Agora, estamos observando agudamente a atitude do Ministério de Defesa Nacional da Coreia do Sul em respeito ao ultimato do Estado-Maior Geral do EPC de que passará a forte ação militar se não for interrompido dentro de 48 horas a radioemissão psicológica anti RPDC nem se retirem todos os meios psicológicos.

 

Esta imprudente provocação deve ser castigada devidamente. Os belicistas militares sul-coreanos tem que atuar com prudência tendo em mente o ânimo vingativo dos oficiais e soldados enfurecidos da unidade combinada da frente do EPC."

 

da Korean Central News Agency (KCNA)

Please reload

Leia também...

Avançam as lutas do proletariado e do povo do Uruguai contra a crise a repressão

05/08/2020

Lenin: "A Chantagem Política"

05/08/2020

Choro: As Bandas Militares e Anacleto de Medeiros

04/08/2020

Engels: "Bruno Bauer e o Início do Cristianismo"

04/08/2020

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube