PTD: "Sempre 26"

25/07/2015

Em 1952, a situação de Cuba para a imensa maioria da população era terrível. Os trabalhadores não tinham acesso aos meios de vida indispensáveis, como a saúde, a educação e as condições de trabalho eram miseráveis. Cuba de fato era uma colônia dos Estados Unidos.

 

Por isso, um grupo de jovens, operários, camponeses, empregados do comércio e profissionais da educação e do direito, se uniram para lutar por uma sociedade mais democrática e equitativa.

 

No 26 de julho de 1953 decidiram se levantar contra a tirania, atacando o Quartel de Moncada, longe de Havana. Fidel alguns minutos antes do ataque exclamou:

 

“Companheiros: dentro de algumas horas poderão vencer ou ser vencidos; porém de todas as maneiras, ouçam bem, companheiros! De toda forma o movimento triunfará. Se vencemos amanhã se completará o que aspirou Martí. Se ocorrer o contrário, o gesto servirá de exemplo para o povo de Cuba, a tomar a bandeira e seguir adiante. O povo nos respaldará no Oriente e em toda a ilha. Jovens do centenário do apóstolo! Como em 1968 e em 1895, aqui no Oriente damos o primeiro grito de Liberdade ou Morte! Já conhecem os objetivos do plano. Sem dúvida alguma é perigoso e todos que saem comigo daqui esta noite deve fazê-lo por sua absoluta vontade. Ainda está a tempo de decidir-se. De qualquer forma, alguns terão que ficar por falta de armas. Os que estão determinados a ir, deem um passo à frente. A palavra de ordem é não matar senão por última necessidade”.

 

O ataque fracassou. Porém em 1955, no exílio, os jovens com uma ideologia nacionalista, anti-imperialista e democrática, dirigidos por Fidel Castro criaram o Movimento 26 de Julho.

 

Assim em 1956, um grupo de 82 guerrilheiros do Movimento 26 de Julho, embarcaram no iate Granma, desembarcando em Cuba na Praia das Coloradas, no Oriente de Cuba. Após intensos combates 20 pessoas conseguiram chegar à Serra Maestra e depois de anos de guerra venceram as forças do imperialismo de Fulgencio Batista, e tomaram Havana no 1º de janeiro de 1959.

 

O Movimento 26 de Julho, em 1961, foi um dos grupos que se integraram no ORI (Organizações Revolucionárias Integradas), que junto ao Partido Socialista Popular e o Diretório Revolucionário, em 1962 decidem formar o Partido Unido da Revolução Socialista de Cuba, que se converteria mais tarde no Partido Comunista de Cuba.

 

Sempre, todos os anos comemoraremos estes fatos, prelúdio da Cuba socialista. Nos corações revolucionários, o dia do Assalto ao Quartel de Moncada, o 26 de Julho, é um grito de dignidade, liberdade e confiança em um futuro mais equitativo e social para a humanidade.

 

do Partido del Trabajo Democratico

Please reload

Leia também...

"O papel das mulheres na defesa de Stalingrado"

13/11/2019

Lenin: "Sobre os Sindicatos, o momento atual e os erros de Trotsky"

13/11/2019

URC: "Sobre o Golpe de Estado imperialista na Bolívia"

12/11/2019

Engels: "Marx e a Neue Rheinische Zeitung"

12/11/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube