Crise agrava miséria nas regiões siderúrgicas do MA

19/06/2015

Problemas colocados para a economia brasileira desde o estouro da crise capitalista de 2008, quando os países imperialistas centrais reduziram sua produção industrial e, consequentemente, sua demanda por matérias primas e produtos agrícolas, afetando seriamente os países dependentes da exportação de tais produtos (nos quais o Brasil está incluso), vêm se agravando nos últimos meses com o aprofundamento das políticas neoliberais anti-indústria e anti-povo.

 

As regiões siderúrgicas do Maranhão e Pará, responsáveis por 36% da exportação nacional de ferro gusa, vêm passando por sérios problemas econômicos. Tais problemas se manifestam de maneira particularmente séria no estado do Maranhão. No pólo siderúrgico de Açailândia, as empresas já reduziram drasticamente o ritmo de produção e estão estocando mais de 100 mil toneladas de ferro gusa nos pátios. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Açailândia, de outubro de 2014 a março deste ano, mais de 1000 operários da cadeia produtiva das siderúrgicas foram demitidos. Nas empresas, mais de 250 operários foram demitidos no mesmo intervalo de tempo.

 

Além das demissões, as indústrias siderúrgicas têm concedido férias aos operários como forma de "manter os empregos". Tais medidas mostram-se extremamente ineficazes diante do aumento enorme do desemprego e do "setor informal" da economia nestas regiões por efeito da crise industrial. Não por coincidência, a agência do SINE (Sistema Nacional de Emprego) em Açailândia e em outros municípios industriais limítrofes têm permanecido, nos últimos meses, abarrotada de desempregados em busca de novas fontes de renda. Muitos dos desempregados são operários demitidos das siderúrgicas, o que faz aumentar ainda mais a demanda por empregos e a queda relativa dos salários. Os sindicatos locais permanecem debatendo sobre a perspectiva de se levarem a cabo novas lutas contra os ataques dos patrões.

 

por Alexandre Rosendo

Please reload

Leia também...

"Entrevista de Stalin a Roy Howard"

12/12/2019

"A trabalhadora na Rússia Soviética"

11/12/2019

"Se querem a paz, vocês têm que lutar por ela"

10/12/2019

O Socialismo Científico de Marx e Engels e o combate às ideias antiproletárias

09/12/2019

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube