Políticos reacionários brasileiros são rechaçados pelo povo venezuelano

18/06/2015

Um grupo de políticos brasileiros, liderados pelo senador tucano Aécio Neves (PSDB-MG), com figuras como Aloizio Nunes (PSDB-SP), Ronaldo Caiado (DEM-GO) e Agripino Maia (DEM-GO) e Sérgio Petecão (PSD-AC), iniciou uma “visita oficial” à Venezuela, para demonstrar sua solidariedade ao delinquente Leopoldo López, antigo político venezuelano.

 

López foi preso pelo governo bolivariano por incitar as chamadas “guaribas”: manifestações de caráter ultra violento que objetivavam desestabilizar o governo democrático popular de Nicolas Maduro, afim de derrubá-lo. Devido a estes atos de delinquência, 43 pessoas perderam suas vidas. O governo venezuelano apresentou inúmeras provas – incluindo vídeos – que tornam irrefutáveis as acusações do envolvimento de Leopoldo López com atos de subversão contrarrevolucionária.

 

Segundo informações fornecidas pela imprensa burguesa e pelos próprios políticos corruptos que integram o bando que está na Venezuela, os “solidários” a Leopoldo López foram recebidos com pedradas por manifestantes e apoiadores do governo venezuelano.

 

Que o episódio sirva de lição aos elementos que subestimam a inteligência não só do povo venezuelano, mas também do povo brasileiro. Figuras deprimentes como Aécio Neves, Agripino Maia, Ronaldo Caiado e outros de mesma estirpe, não merecem nada mais do que o desprezo por parte das massas populares.

 

por Gabriel Martinez

Please reload

Leia também...

"A crise da filosofia burguesa"

29/05/2020

"Diferenças entre socialismo e capitalismo na questão da habitação"

29/05/2020

Matanças contra ex-guerrilheiros das FARC persistem na Colômbia

28/05/2020

"As forças guerrilheiras na Segunda Guerra Mundial"

28/05/2020

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube