Pistoleiros atacam aldeia no sul da Bahia

13/05/2015

No dia 6 de maio, pistoleiros armados atacaram aldeia indígena Patiburi, do povo Tupinambá, na zona rural do município de Belmonte, litoral sul da Bahia. Agindo com rapidez, incendiaram lavouras e duas casas. Os aldeões, que no momento do ataque estavam na colheita do cacau, não puderam se defender dos agressores. O clima de tensão na região é grande, após os recentes assassinatos de lideranças indígenas no litoral sul baiano, bem como de ações ameaçadoras e agressoras como a presente.

 

Este não se trata do primeiro conflito pelo qual passa o território Tupinambá em Belmonte, com cerca de 41 famílias. No ano de 2006, a Polícia Federal realizou um violento despejo expulsando estas famílias de seu território natal, incendiando casas e roças. Porém, após a entrada de uma liminar de manutenção de posse, estas famílias retornaram ao território em que seguem vivendo hoje. 

 

A nomeação de Kátia Abreu para o Ministério da Agricultura significou um recrudescimento no massacre pelos campos a nível nacional, contra lavradores e povos originários. Devemos estar de prontidão para fazermos as devidas denúncias e manifestarmos nossa concreta solidariedade.

 

por Alexandre Rosendo

Please reload

Leia também...

Bancos sobem os juros em meio a crise: quem sofre com isso?

27/03/2020

Como o capitalismo põe o mundo de joelhos diante da crise sanitária?

27/03/2020

"Cuba, a humanidade e a Covid-19"

26/03/2020

"O coronavírus e a luta de classes: o monstro bate à nossa porta"

25/03/2020

1/3
Please reload

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube