• NOVACULTURA.info

"A navegação depende do timoneiro"



Na nova fase da revolução socialista em nosso país e neste momento crucial do desenvolvimento da Grande Revolução Cultural Proletária, a 11ª sessão plenária do Comitê Central do Congresso do Partido Comunista Chinês foi realizada sob a presidência do camarada Mao Tsé-tung.


Esta sessão constitui o marco da nova fase da revolução socialista em nosso país.


Nos países socialistas, depois de completados os fundamentos da transformação socialista da propriedade dos meios de produção, fica a questão: que direção seguir?


A revolução socialista deve ser realizada e gradualmente avançar para o comunismo?


Ou pode-se parar no meio do caminho e voltar ao capitalismo? Essa questão surge em nós de forma aguda. Fazendo a síntese e baseando-se nas experiências positivas e negativas da Revolução Chinesa e do movimento comunista internacional, o camarada Mao Tsé-tung respondeu teoricamente a esta questão e está em processo de ser gradualmente resolvida na prática.


Na 10ª sessão plenária do Comitê Central do Congresso do Partido em 1962, o camarada Mao Tsé-tung destacou mais uma vez a teoria relativa das contradições e da luta de classes na sociedade socialista e lançou contra nós o grande apelo: Nunca esqueça a luta de classes!


Nos últimos anos, o camarada Mao Tsé-tung traçou uma série de linhas políticas progressistas de importância decisiva na revolução e na construção socialista, formulou uma série de diretrizes importantes sobre o movimento de educação socialista e a Grande Revolução Cultural Proletária, e a importância de oposição ao imperialismo, na formação mais ampla da frente única internacional contra o imperialismo norte-americano e seus lacaios, em oposição ao revisionismo moderno e no apoio à luta revolucionária de todos os povos e nações oprimidas do mundo.


Todas essas são questões capitais para consolidar a ditadura do proletariado e o sistema socialista em nosso país, para evitar uma usurpação revisionista da direção, do Partido e do Estado, para impedir a restauração do capitalismo e para garantir que nosso país permaneça firme ao internacionalismo proletário.


A navegação depende do timoneiro.


O grande timoneiro da Revolução chinesa é o camarada Mao Tsé-tung.


Depois de dezenas de anos, em todos os momentos decisivos de nossa revolução, o Partido e as massas tiveram o camarada Mao Tsé-tung como um grande timoneiro, o grande pensamento de Mao Tsé-tung como seu guia, dispersando as brumas e corrigindo a tendência, o grande navio da nossa revolução foi capaz de evitar erros perigosos e avançar triunfantemente através das ondas e tempestades no caminho marxista-leninista revolucionário.


Lenin disse: “Sem teoria revolucionária, não há movimento revolucionário”.


Isso é totalmente verdade.


Sem o pensamento de Mao Tsé-tung, sem o grande Partido Comunista da China, glorioso e correto, sem a revolução democrática ou a revolução socialista vitoriosa em nosso país, sem a nova China; nosso país não poderia se tornar um grande país socialista e nosso povo não permaneceria para sempre no mundo, sempre avançando.


O camarada Lin Piao deu uma explicação muito justa sobre a extrema importância do pensamento de Mao Tsé-tung para a revolução e o futuro de nosso país.


Disse ele: “A China é um grande estado socialista de ditadura do proletariado e sua população atinge 700 milhões de habitantes. Você precisa de pensamento unificado, pensamento revolucionário, pensamento correto. Este é o pensamento de Mao Tsé-tung”.


A Grande Revolução Cultural Proletária de nosso país tem a tarefa fundamental de fazer com que o pensamento de Mao Tsé-tung seja o mais amplamente assimilado pelas massas, que a revolução ideológica do homem seja mais ampla e que a força do espírito seja uma força material maior na transformação da sociedade e da natureza.


Levantemos cada vez mais a grande bandeira vermelha do pensamento de Mao Tsé-tung, nos unamos ainda mais estreitamente em torno do Comitê Central do Partido liderado pelo camarada Mao Tsé-tung e nos esforcemos por aplicar todas as diretrizes políticas contidas no comunicado do 11º Sessão Plenária do Comitê Central do Congresso do Partido Comunista da China, unamo-nos a todos aqueles que estão dispostos a se juntar a nós, confiemos em nossos próprios esforços e trabalho árduo para superar todos os obstáculos e dificuldades, para realizar a grande revolução cultural e socialista proletária, e levar a cabo, até o fim, a luta contra o imperialismo e contra o revisionismo moderno.


Lute para fazer do nosso país um poderoso país socialista! Lute para unir os povos de todos os países do mundo, para criar um novo mundo sem imperialismo, sem capitalismo e sem sistema de exploração!


Viva a grande unidade do povo chinês!


Viva a grande solidariedade dos povos de todo o mundo!


Editorial de "Renmin Ribao", 15 de agosto de 1966