“The Black Panther: espelho do povo”



O que é o Black Panther Black Community News Service? É algo como a imprensa burguesa, para ser lida uma vez e depois descartada na lixeira mais próxima, ou é outra coisa, algo mais? O Black Panther Black Community News Service, não é apenas um jornal no sentido tradicional da palavra, é mais do que isso.

O Black Panther Black Community News Service é uma história viva da luta de nosso povo pela libertação no nível das bases. É algo a ser estudado e compreendido, e guardado para as futuras gerações lerem, aprenderem e entenderem.

O Black Panther Black Community News Service conta a história da luta de nosso povo nas ruas. Sua história não se desenrola a partir dos salões perfumados da pequena burguesia. Ele conta a verdadeira história do que acontece nas selvas de concreto da Babilônia. Quando os irmãos e irmãs, trabalhadores e membros da pequena burguesia decidem deixar de lado seus objetivos e aspirações individuais e mesquinhas, e começar a trabalhar desinteressadamente juntos com um objetivo comum em mente: servir o povo e libertar a colônia, pelo único meio possível – as armas.

A história do Black Panther Black Community News Service, remonta para a primeira edição impressa em 1967 (Vol. I No.1), de volta ao assassinato cruel de Denzil Dowell por porcos fascistas em Richmond, Califórnia, e documenta o que acontece quando as pessoas da comunidade disseram “já basta” e decidiram se armar para pôr fim na exploração e opressão e isto é uma lição objetiva na arte de autodefesa, servindo as pessoas, para a libertação nacional e revolução.

O The Black Panther documenta passo a passo todas as ações tomadas e os programas instituídos pelo Partido dos Panteras Negras em sua unidade indissolúvel para servir ao povo; e documenta antes de tudo ao mundo a repressão e os assassinatos cometidos pelo capitalismo monopolista corrupto da Amerikkka em suas tentativas covardes para acabar com este movimento de instituir o poder do povo.

O Black Panther Black Community News Service, conta como corajoso é o nosso Ministro da Defesa, Huey P. Newton, o irmão mais valente a pisar na história, levantou-se nas entranhas da Amerikkka fascista com uma espingarda nas mãos e contra os cães raivosos disse aos assassinos que ocupam nossa comunidade como um exército estrangeiro “meu nome é Huey P. Newton, ministro da Defesa do Partido dos Panteras Negras eu estou no meu direito constitucional de portar armas para defender o meu povo. Se você atirar em mim, porco, vou atirar de volta”. E assim o seu exemplo corajoso levou a luta do nosso povo a um nível mais alto – de atirar pedras e garrafas a armar-se para a sua sobrevivência. O The Black Panther ensina as pessoas sobre os meios estratégicos para resistir à estrutura de poder.

O Black Panther Black Community News Service, conta como os exemplos corretos do partido, liderada por Huey P. Newton, se espalhou como fogo em toda Amerikkka fascista – como exemplificado em Detroit e Newark – e como, na manhã de 28 de outubro de 1967 dois porcos gordurosos da Oakland tentaram assassinar nosso ministro da Defesa em uma emboscada. Ele também conta como isso falhou e um porco, chamado Frey, foi para o chiqueiro no céu, e o outro, Haines, de alguma forma recebeu três buracos de bala.

O The Black Panther documenta para toda a humanidade ver como os “desprezíveis escravos” de Amerikkka se moviam destemidamente para estabelecer a palavra de ordem Todo poder ao Povo. Também mostra como as forças da reação aperfeiçoaram suas emboscadas e assassinaram Li'l Bobby, Robert, Tommy, Steve e outros membros do Partido na tentativa de nos parar. As questões semanais do The Black Panther também mostram como as pessoas estarão livres ao se recusar a ser intimidadas pela morte ou pela prisão ou exílio, e continuar a se desenvolver e expandir. É uma lição da verdade objetiva de que o espírito do povo é realmente maior do que a tecnologia do homem. O melhor que a humanidade possui nunca se renderá a qualquer opressor.

Questão por questão da luta revolucionária do povo para a salvação nacional se desenrola nas páginas do Black Panther Black Community News Service, livre das distorções, preconceitos e mentiras dos meios de comunicação controlados pelo opressor. O jornal do povo diz como o Partido dos Panteras Negras começou com nada, cresceu com as pessoas para implementar programas da manhã grátis para alimentar nossos filhos famintos, clínicas gratuitas de saúde para cuidar dos doentes, programas de vestimentas para vestir os nossos necessitados, Escolas de Libertação para educar os nossos jovens e Centros Comunitários para manter a comunidade informada; e como a cada refeição servida, com a cada criança vestida e com a cada curativo aplicado, nós temos sido atacados com mais e mais violência – Fred Hampton e Mark Clark assassinados em seu sono em Chicago em 04 de dezembro de 1969 e o escritório em L.A. atacado por 400 porcos enlouquecidos em 8 de dezembro de 1969 (VOL. IV NO.2).


O Black Panther Black Community News Service não é apenas uma história do crescimento do povo, mas também da repressão fanática dos porcos quando eles se aproximam da destruição total. O The Black Panther documenta e indicia a Amerikkka pelo seu Estado policial fascista, isto é, tentando esmagar toda a dissidência pela força.

O Black Panther Black Community News Service é uma gloriosa história viva, um testemunho do fato de que não importa como os porcos tentem nos impedir, as pessoas estarão livres; indica claramente que todos os ataques selvagens dos porcos são como um idiota pegando uma pedra apenas para soltá-la em seu próprio pé; e comprova a verdade objetiva de que a opressão só cria resistência.

O Black Panther Black Community News Service é a história viva que se respira todos os dias. Cada nova questão tem sua mensagem, suas lições a serem aprendidas, sua verdade objetiva.


Não! O Black Panther Black Community News Service, não é um jornal comum. É a carne e o sangue, o suor e as lágrimas do nosso povo. É uma continuação da história da passagem do meio, da Denmark Vesey, de Nat Turner, de Harriet Tubman, de Malcolm X, e inúmeras outras pessoas oprimidas que colocaram a liberdade e dignidade além do ganho pessoal. O Black Panther Black Community News Service, é verdadeiramente um espelho do espírito do povo.

TODO O PODER AO POVO

Landon Williams

Partido dos Panteras Negras

Prisioneiro político, Denver, Colorado

publicado no The Black Panther, em 17 de janeiro de 1970

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube