Mao: "Exemplos de Dialética"



1. Entender Análise é Entender Dialética

Entender a análise é entender a dialética. Lenin disse que a dialética pode ser resumida como a doutrina da unidade dos opostos. Sendo assim, o núcleo da dialética pode ser compreendido imediatamente. Mas é necessário explicar e desenvolver essa doutrina. A unidade dos opostos é condicional, temporária, transitória, relativa e mutuamente exclusiva. Por outro lado, a luta dos opostos é absoluta, assim como o desenvolvimento e o movimento são absolutos.

Portanto, o equilíbrio é temporário e pode ser interrompido, e é nossa responsabilidade adquiri-lo de forma mais constante a cada dia que passa. No que diz respeito a uma pessoa habilidosa, não depende de, por exemplo ter ou não impedido o surgimento de incidentes húngaros e poloneses, mas, após o surgimento dos incidentes, que esta pessoa tenha os meios e formas de resolver os problemas.


2. Dialética é apresentar dois métodos de comparação em tudo

A integração da verdade universal do marxismo-leninismo e a prática específica da China é o materialismo. Ambos são a unidade dos opostos, que é a dialética.

Por que insistir em discutir? É simplesmente para evitar discutir dialética. A União Soviética tem seu próprio modo de fazer as coisas. As experiências soviéticas são um lado e a prática da China também é um lado. Esta é a unidade dos opostos. A União Soviética deve escolher os bons dentre suas experiências e segui-los, escolher os ruins e descartá-los.

Isolar as experiências soviéticas e não integrá-las à prática chinesa não é pegar as boas experiências e segui-las. Se alguém publica um jornal e argumenta da mesma maneira que o Pravda, que não é analítico, ele será como uma criança de três anos de idade, que precisa de apoio em todos os lugares, na medida em que perdeu seu pensamento independente.

Em tudo, é necessário apresentar dois métodos para comparação. Isso é dialético. Caso contrário, será metafísica.


3. Dialética é estudar a tendência principal e as questões paralelas, a essência e a aparência externa

Dialética é estudar a tendência principal e as questões paralelas, a essência e a aparência externa. Nas contradições, existem contradições principais e contradições secundárias.

No passado, erros como o avanço anti-aventuroso surgiram porque não apreendemos as principais contradições e a essência e tentamos resolver as contradições secundárias como contradições principais e porque consideramos as questões secundárias como a tendência principal e não apreendemos a essência.

O Conselho de Estado e o Gabinete Político do Comitê Central realizaram reuniões e resolveram muitas questões isoladas, mas não compreenderam as questões essenciais. Nesta reunião, levantamos muitas questões do passado para consulta e resolução.


4. Para examinar uma pergunta, é necessário considerar a essência e a tendência principal

O marxismo nos diz que, para examinar uma questão, é necessário considerar a essência, a tendência principal e a linha. Isso é para ver se ele constrói ou não o socialismo nacionalmente, se opõe ao imperialismo internacionalmente e trabalha para o internacionalismo dentro do campo socialista. Esses três itens constituem uma linha.

Como membros do Partido Comunista Chinês, também somos um partido que se opõe ao imperialismo e é para o socialismo e o internacionalismo. O mesmo acontece com a União Soviética e os outros países socialistas. Esses aspectos manifestam a essência da linha marxista-leninista.

Podemos fazer uma comparação para ver se são firmes ou não. Considerem o Tito. Ele é firme? Parece-me que todos os três itens estão faltando nas coisas que ele faz. Ele não quer nenhuma parte do anti-imperialismo. Ele está sempre falando sobre quão bom é o imperialismo americano e quão ruim é a União Soviética.


5. A unidade dos opostos e a transformação mútua

Todas as províncias, municípios e regiões autônomas devem convocar reuniões a cada dois meses para revisar e resumir seu trabalho. Eles devem convocar pequenas reuniões de várias pessoas ou uma dúzia de pessoas. No aspecto de coordenação e cooperação, eles também podem realizar uma reunião a cada dois ou três meses. Muitas mudanças podem ocorrer em um movimento e é ainda mais necessário trocar informações. As reuniões têm o objetivo de harmonizar o ritmo da produção.

Trabalho e produção devem ter ritmo. Uma onda entra como a crista da anterior. Esta é a unidade dos opostos de alta velocidade e baixa velocidade. Os avanços em forma de onda sob a Linha Geral de dar o seu máximo, visando alto e alcançando resultados maiores, mais rápidos, melhores e mais econômicos é a unidade dos opostos de alta e baixa velocidade, bem como a unidade de opostos de trabalho e descanso. Se houver apenas alta velocidade e trabalho, será unilateral. Se apenas há trabalho, e não há descanso, então como poderia isso funcionar?!

Ao fazer qualquer coisa, deve haver um período de alta velocidade e um período de baixa velocidade. No combate de guerra no passado, faziam-se necessários períodos de consolidação, reabastecimento e descanso entre duas campanhas. Seria impossível lutar uma campanha após a outra. A área soviética central era 100% bolchevizada. “Ela se opunha à consolidação e defendia a resolutividade, a destemor, a firmeza e a ousadia, avançando na vitória e fazendo um ataque direto a Nan-Ch’ang(1).” Como isso é possível?

Batalhas difíceis, descanso e consolidação são a unidade dos opostos. Esta é a lei. Eles também são mutuamente transformáveis. Não há nada que não seja mutuamente mutável. Alta velocidade se transforma em baixa velocidade e baixa velocidade se transforma em alta velocidade. O trabalho se transforma em descanso e o descanso se transforma em trabalho. Descanso, consolidação e batalha dura também são assim. Trabalho e descanso e alta velocidade e baixa velocidade também têm identidade! O descanso, a consolidação e a dura batalha também têm identidade. Sair da cama e ir para a cama também são a unidade dos opostos.

Um velho ditado diz: “Quem dorme há muito tempo pensa em se levantar”. Dormir se transforma em acordar e acordar se transforma em dormir. Abrir uma reunião se transforma em fechar uma reunião! Depois que uma reunião é aberta, ela abraça imediatamente o fato de encerramento da reunião. É exatamente isso que Wang Hsi-feng(2) quis dizer quando ela disse: “Embora os toldos fossem acondicionados por 500km, nunca houve um banquete permanente”. Lin Tai-yu ficou profundamente comovido quando o banquete terminou e os convidados se dispersaram. Isso foi metafísica. Foi pela ignorância das leis objetivas que, quando há uma reunião, deve haver separação. Wang Hsi-fang não tentou procurar o favor de Lin, mas disse: “Embora os toldos tenham sido acondicionados por 500km, nunca houve um banquete permanente.“ No entanto, isso era dialético. Essa é a verdade. Não pode ser decidido pelo ser humano. Deve ser decidido a partir da questão: se é verdade, ou não.

Depois que uma reunião é fechada, os problemas se acumulam e se transformam em abrir uma reunião. Depois que a união for implementada por um tempo, haverá uma diferença de opinião e ela se transformará em um conflito. Quando surgem diferenças, a desunião começa de novo. Não é possível ter união todos os dias ou todos os anos. Quando se fala em união, deve haver desunião. Desunião é incondicional. Às vezes, ainda não há união, mesmo quando se fala em unidade. Portanto, é necessário fazer algo para alcançar a unidade. Falar o tempo todo sobre união, e nunca sobre luta, não é marxismo.

A união deve passar pelo conflito antes que a unidade possa ser alcançada. É o mesmo nas fileiras do Partido, classe ou povo. A união se transforma em conflito e novamente em unidade. Não se pode falar sozinho de união sem falar de conflitos e contradições. A União Soviética não fala sobre contradições entre a liderança e o liderado. Sem contradições e lutas, não haverá mundo, nem desenvolvimento; sem vida, sem nada. Falar o tempo todo sobre a união pode ser comparado a uma poça de água estagnada. Isso é triste. Devemos quebrar a antiga base da união, atravessar o conflito e alcançar a união em uma nova base. O que é melhor: uma piscina de água estagnada ou o fluxo interminável das águas corrente do rio Yangtze? O partido é assim, as pessoas e as classes também. União — conflito — união. Então haverá trabalho a fazer.

Produção se transforma em consumo e consumo se transforma em produção. A produção é para o consumo. Os produtores não são meramente para o bem de outros trabalhadores, mas eles próprios também são consumidores. Marx disse que produção implica consumo. Produção e consumo, construção e destruição são a unidade dos opostos e mutuamente transformáveis. A produção de todo o país é para o consumo e a renovação de equipamentos e instalações ao longo de algumas décadas. A semeadura se transforma em colheita e a colheita se transforma em semeadura. Semear é usar sementes. Depois que as sementes são semeadas, elas se transformam em mudas. Se nenhuma semente for semeada, não haverá mudas. Após a colheita, novas sementes são semeadas.

Vida e morte também são mutáveis. A vida se transforma em morte e as coisas sem vida se transformam em coisas vivas. Mantenho que daqui em diante celebrações devem ser realizadas para pessoas que faleceram com mais de 50 anos de idade, porque as pessoas inevitavelmente morrerão. É uma lei natural. Grãos são plantas anuais. Todo ano, eles vivem uma vez e morrem uma vez. Além disso, quanto mais eles morrem, mais eles crescem. Se os porcos não forem abatidos, eles se tornarão cada vez menos. Quem vai alimentá-los? O “Dicionário Conciso de Filosofia” da União Soviética assume uma diferença comigo. Diz que a transformação da vida e da morte é metafísica e que a transformação da guerra e paz é errônea. Quem está certo, afinal? Por favor, pergunte se as coisas vivas não são transformadas das coisas sem vida, de onde elas vêm? A terra é composta de assuntos inorgânicos e orgânicos. Todos os organismos vivos são convertidos a partir de nitrogênio, hidrogênio e 10 outros elementos.

As coisas vivas invariavelmente são transformadas das coisas sem vida. Filhos se transformam em pais e pais se transformam em filhos. As fêmeas se transformam em machos e os machos se transformam em fêmeas. A transformação direta [do aparato reprodutor ovariano para o testicular] não é possível. Mas depois do casamento, quando filhos e filhas são gerados, isso não é transformação? A transformação mútua do oprimido e do opressor refere-se à relação entre proprietários e capitalistas, por um lado, e trabalhadores e camponeses, por outro. Obviamente, por opressor entendemos a classe dominante, não o povo. Estamos falando de ditadura de classe e não de opressores individuais. A guerra se transforma em paz, e a paz se transforma em guerra. A paz é o oposto da guerra. Quando não há guerra, é paz. Quando as hostilidades eclodem no 38º paralelo(3), é guerra. Uma vez que a guerra para, é a paz novamente.

Assuntos militares são um tipo especial de política. A guerra é uma extensão da política. A política também é um tipo de guerra. De qualquer forma, a quantidade se transforma em qualidade e a qualidade se transforma em quantidade. O dogmatismo é intenso na Europa. Como a União Soviética tem algumas falhas, a transformação é absolutamente necessária. Da mesma forma, se não fizermos o bem, também iremos nos transformar. Se nesse momento nossa indústria se tornar a primeira do mundo, possivelmente seremos convencidos, arrogantes e rígidos em nosso pensamento. Infinito se transforma em finito e finito se transforma em infinito. A dialética antiga se transforma em metafísica medieval e a metafísica medieval se transforma em dialética moderna. O universo é transformável. Assim é a sociedade. O capitalismo se transforma em socialismo e depois em comunismo. O comunismo também se transformará. Também tem um começo e um fim. Para ter certeza, será dividido em etapas. Talvez receba outro nome. Não será algo fixo.

Se houver apenas mudança quantitativa e nenhuma mudança qualitativa, ela atuará de maneira contrária à dialética. Não há nada neste mundo que não passe por surgimento, desenvolvimento e extinção. O macaco se transformou em humano, e o ser humano emergiu. O resultado final da humanidade como um todo é a extinção. O homem possivelmente mudará para outro tipo de coisa. Até então, a terra não existirá mais. O sol terá esfriado. Mesmo agora, o calor do sol esfriou consideravelmente, em comparação com os tempos antigos. No período glacial, as mudanças ocorriam a cada 12 milhões de anos. Quando as geleiras chegaram,os seres vivos morreram em grandes números. Sob o Polo Sul, existem depósitos de carvão. Assim, pode-se ver que estava muito quente lá nos tempos antigos. No condado de Yen-ch’ang, foram extraídos fósseis com vestígios de bambu da dinastia Sung. Nos tempos antigos, o bambu era cultivado em Yen-ch’ang. Agora não vai crescer lá.

As coisas invariavelmente têm um começo e um fim. Existem apenas dois infinitos: tempo e espaço. Infinitos são compostos de finitos. Todos os tipos de coisas se desenvolvem e mudam gradualmente.

Falar sobre tudo isso é nos fazer pensar e animar nosso pensamento. É muito perigoso imobilizar o cérebro. Quadros de liderança e quadros nos níveis central, provincial, regional e municipal são todos muito importantes. Todos os sistemas incluídos; existem várias centenas de milhares de quadros. Eles têm que pensar mais. Eles não devem sempre ler obras clássicas, mas sim colocar seus cérebros em movimento, a fim de animar seus pensamentos.


6. A linha correta é formada no curso da luta com a linha incorreta

Ainda serão cometidos erros. É impossível não cometer erros. Cometer erros é um pré-requisito indispensável para a formação de uma linha correta. Uma linha correta é mencionada em relação a uma linha incorreta. Os dois são a unidade dos opostos. Uma linha correta é formada no decurso da luta com uma linha incorreta. Dizer que todos os erros são evitáveis ​​e que apenas a precisão está livre de erros é um ponto de vista que viola o marxismo-leninismo. A questão é cometer menos erros ou cometer erros menores. Precisão e imprecisão são a unidade dos opostos. A teoria de dois pontos está correta, enquanto a teoria de ponto único está incorreta. Historicamente, não existe tal fato, apenas a precisão estar livre de erros. É apenas negar a unidade dos opostos. Este ponto de vista é metafísico. Se houvesse apenas homens e nenhuma mulher, ou negada [a existência de] mulheres, o que faríamos? É possível lutar para cometer o mínimo de erros. Cometer a menor quantidade de erros possível pode ser e deve ser feito. Marx e Lenin foram capazes de fazê-lo.


7. As coisas sempre vão rumo aos seus opostos

As coisas sempre vão na direção de seus opostos. A dialética da Grécia, a metafísica da Idade Média e o Renascimento. Foi uma negação da negação. A China também era assim. A contenção de cem escolas de pensamento no período dos Reinos Combatentes era a dialética e o aprendizado clássico dos tempos feudais era a metafísica. Agora voltamos a falar sobre dialética, não é? Camarada Fan Wen-Lan, você está bem familiarizado com isso. A minha maneira de ver é que, depois de 15 anos, nossa cauda definitivamente estará balançando no ar. É claro que, como as coisas se encaminham para seus opostos, não posso deixar de exercer meus maiores esforços. Mesmo que o chauvinismo das grandes nações surja no futuro, ele também seguirá em direção ao seu oposto. Se há uma coisa correta que substituirá o chauvinismo das grandes nações, o que há para temer? Não é possível que todos os países socialistas se tornem chauvinistas. A dialética de Lenin, a metafísica de Stalin e a dialética atual. Tudo isso também é uma negação da negação.


8. Há tensão e relaxamento e consolidação

Há tensão e relaxamento e consolidação. Não é necessário ter tensão contínua. Deveria haver tensão e relaxamento. Excesso de trabalho não é bom. O excesso de treinamento não serve. Escolas vermelhas e especializadas estão sendo organizadas extensivamente nas províncias de Hopeh e Honan. Isso é muito bom. Mas tudo é muito intenso. As pessoas cochilam na aula. Os professores também estão cansados, mas não se atrevem a cochilar. Devemos ser rápidos e lentos. Se houvesse tensão sem relaxamento, mesmo os [Imperadores] Wen e Wu [da Dinastia Chou] não seriam capazes de continuar por muito tempo. Se houvesse relaxamento sem tensão, Wen e Wu também não poderiam continuar por muito tempo! Tanto o Imperador Wen quanto o Imperador Wu eram santos! Mas, ainda assim, eles não teriam sido capazes de fazê-lo. Há tensão e há relaxamento. Há unidade e há conflito. Não é necessário ter apenas unidade e nenhum conflito. Devemos lutar contra os “Tomés incrédulos”(4) e aqueles que advogam o acerto de contas após a queda, mas nosso objetivo ao fazê-lo é a união. O que Ah Q(5) sente mais profundamente é que lhe foi recusada a permissão para fazer a revolução. Não é bom criticá-lo persistentemente e não ajudá-lo a reformar. Em primeiro lugar, luta; em segundo lugar, ajuda. Devemos ser de bom coração. É ruim não ter um bom coração ou gerar um desejo maligno, que nada mais é do que dizer “saia você daqui, agora eu assumo o controle”. É melhor ter uma pessoa a mais ou uma a menos? Ter mais algumas pessoas é melhor. Devemos colocar todos os fatores positivos em jogo.


9. Transformação de opostos

A China tem uma vantagem. É pobre e em branco. Isso também tem um caráter duplo. Ser pobre significa que a revolução é necessária. Não é bom ter apenas conhecimento limitado. Mas é comparável a uma folha de papel branco. Um lado foi escrito. Não há muito mais escrita a ser feita. O outro lado não foi escrito. Está em branco. Há muita escrita a ser feita. E depois de algumas décadas, seremos capazes de acompanhar os países estrangeiros.


10. A questão da morte e da vida

A questão da morte e da luta pela vida. Houve 10.000 anos de morte e luta pela vida. A morte deve ser mantida sob controle ou não? Também não é possível que não tenhamos mortes. Como a cota de aço, os mortos garantem o ponto-chave, enquanto os vivos ficam além do ponto-chave e não o obstruem. O sistema de atendimento público gratuito inclui os mortos e os vivos e cuida de todos. Os dois aspectos da morte e da vida são centralização e descentralização, que unem e possuem os dois. Precisamente, o sistema de atendimento público gratuito é a unidade das contradições entre morte e vida. Esse é o princípio de assumir o poder arbitrário e descentralizar parte dele.


11. Verdades e falácias são contraditórias; Precisões resultam de lutas com imprecisões

Verdade e falácias são contraditórias. Precisões resultam de lutas com imprecisões. Beleza e feiúra são contraditórias. Se não houver pessoas boas, não haverá pessoas más. Se não houver pessoas más, não haverá pessoas boas. Se não houver pessoas muito boas, não haverá pessoas muito más. Flores perfumadas e ervas daninhas venenosas. Não temos medo de ervas daninhas venenosas. Quando crescerem, todo mundo virá e as desenterrará. As verdades são desenvolvidas a partir da luta com as falácias. No curso dessas lutas, as pessoas boas aumentam em número e as pessoas más diminuem. O que são ervas daninhas venenosas? Certa vez, fiz a pergunta a Bulganin. Há mais de 100 anos, os tomates eram ervas daninhas venenosas na Europa. Eu também disse que muitas personalidades históricas como Jesus Cristo, Galileu, Copérnico, Martin Luther e Sun Yat-sen e os Partidos Comunistas foram considerados pelas pessoas como ervas daninhas venenosas. Uma classe pode ter algo como ervas daninhas venenosas, enquanto a outra classe pode estar convencida de que [a classe da erva daninha venenosa] são flores perfumadas. John Foster Dulles, por exemplo, era uma flor perfumada da burguesia americana, mas as pessoas de todo o mundo o consideravam uma erva daninha venenosa. O que é Chiang Kai-shek? Ele foi perfumado por um tempo. Durante a Grande Revolução, ele foi perfumado. Durante a Guerra de Resistência, as pessoas gritaram: Viva Longa Chiang Kai-shek. O Generalíssimo Chiang é um velho amigo meu. Tudo isso é a unidade dos opostos, a luta dos opostos. Somente quando há comparação é possível fazer uma distinção e o desenvolvimento se materializar. Quando não há comparação, como é possível desenvolver e criar? O Marxismo-Leninismo foi desenvolvido no curso da luta com a burguesia.


12. Estabelecer Opostos

Existem dois tipos de opostos estabelecidos. Um tipo existiu originalmente na sociedade. Por exemplo, os direitistas. Se vamos deixá-los “soltos” ou não, é uma questão de política. Quando decidimos organizar uma exibição franca de pontos de vista, deixamos que eles saíssem como opostos e mobilizamos o povo trabalhador para debater com eles, se opor a eles e derrubá-los. Havia muitos direitistas entre os professores da escola primária. Dos 300.000 direitistas, os professores das escolas primárias eram quase metade. Os opostos existiam nas pessoas dos 300.000 direitistas. Nós os liberamos para educar as pessoas e permitir que as pessoas as analisem. O outro tipo de oposto estabelecido não existe na natureza, mas possui condições materiais. Por exemplo, depois de construir uma barragem, podemos empregar métodos artificiais para estabelecer opostos, para que o nível da água possa ser aumentado ou diminuído para gerar energia ou navegar em um barco. Colocar uma fábrica em operação também é um oposto artificialmente estabelecido. A usina de aço An-Shan foi construída pelos japoneses. A fábrica de veículos a motor de Ch’ang-ch’un era nova. É um oposto estabelecido pelo povo. O que a natureza não possui pode ser construído artificialmente, mas deve haver uma base material. Os satélites são lançados no espaço artificialmente. Eles podem ser enviados para o espaço assim que as leis que os regem são encontradas. Somos objetivistas e não temos medo da secessão, porque a secessão é um fenômeno natural. Parece-me que a secessão de Vyacheslav M. Molotov foi vantajosa para a União Soviética, os esforços secessionistas de Ch’en Tu-hsiu, Lo Chang-lung, Chang Kuo-t’ao e Kao Kang foram a nosso favor, e a linha Wang Ming, uma e outra vez, e a linha desvio de “esquerda”, três vezes durante o período da guerra civil, educaram nosso Partido. Todos esses opostos têm suas vantagens. Obviamente, não é necessário criar Molotov, Kao Kang ou Ch’en Tu-hsiu artificialmente. Enquanto houver esse clima [as condições materiais para tal], estes irão emergir. Não há nada a temer, no entanto. Nós devemos superá-los. O chamado otimismo é o nosso principal aspecto. Também temos nossas preocupações. Quando surgiram os direitistas, alguém não poderia ter se preocupado? Eu estava um pouco preocupado. Era necessário falar sobre a arte da liderança para transformar uma coisa ruim em uma coisa boa. Se antes alguém tivesse a previsão [do surgimento de direitistas], poderia ter impedido que ocorresse ou depois que ocorresse, transformasse uma coisa boa. Não teremos medo se entre os 12 milhões de membros do Partido houver 20.000 ou 30.000 que possuem consciência e previsão. De qualquer maneira, o que há para ter medo! Não é bom ter medo! Vamos nos esforçar para não ter que lutar uma guerra mundial. Mas se tivermos que lutar, não teremos medo. A política geral é: “Receber avisos do passado para ter mais cuidado com o futuro; para tratar a doença, a fim de salvar o paciente. “ Devemos permitir que as pessoas que cometeram erros na linha corrijam esses erros. Hoje estamos muito unidos. Tudo está calmo. Tudo está bem no centro e localmente. Agora resolvemos o problema do avanço anti-riscos e alcançamos nova unidade em uma nova base.


13. Estabelecer opostos é muito importante

A iniciativa das massas existe objetivamente. É muito importante estabelecer opostos. Se permitirmos que os direitistas se soltem ou se manifestem, está de acordo com o plano. Fazemos isso para estabelecer opostos. Após a Campanha de Retificação, alguns camaradas ignoraram a retificação e a reforma e enfatizaram o jornal de parede de grandes personagens e o movimento 2-anti [contra desperdício e conservadorismo] com o objetivo de estabelecer opostos. Os chamados opostos só podem ser estabelecidos se forem coisas que existem objetivamente. As coisas que não existem objetivamente não podem ser estabelecidas como opostas.


14. Ouça as opiniões dos opostos

Respeitar a dialética materialista é incentivar o debate. Devemos ouvir as opiniões dos opostos, levantar questões e expor os opostos.


15. Estude questões da dialética

Não sei qual camarada levantou na Conferência de Chengchow a questão de “Grande Coletiva e Pequena Liberdade”. Enfim, é muito bom. Se fosse “Grande Liberdade e Pequeno Coletivo”, John Foster Dulles, Huang Yen-p’ei e Jung I-jen teriam aceitado. Temos que entender também a produção e os meios de subsistência. Esta é a unidade dos opostos. Andar sobre duas pernas também é a unidade dos opostos. Tudo isso pertence ao domínio da dialética. A teoria de Karl Marx sobre a dialética materialista fez grande progresso em nosso país em 1958. Por exemplo, sob o pré-requisito de priorizar o desenvolvimento da indústria pesada, realizamos o desenvolvimento simultâneo da indústria e agricultura, da indústria pesada e da indústria leve, indústrias nacionais e indústrias locais, de grandes, médias e pequenas empresas, de pequenos grupos indígenas e grandes grupos modernos e de métodos indígenas e modernos. Depois, há o sistema de administração — liderança unificada central e administração local de nível a nível. A autoridade deve ser distribuída entre todos os lugares do governo central, através de províncias, regiões, condados e comunas, às equipes de produção. Não é benéfico não lhes dar nenhuma autoridade. Essas várias concepções foram afirmadas em nosso Partido e isso é muito bom. Pequenos grupos indígenas e grandes grupos modernos também estão sendo promovidos simultaneamente. Ainda existem grupos modernos médios. T’ang-shan e Lien-yun-kang, por exemplo, não são de tamanho médio? Existem pequenos grupos modernos? Sim, existem. Além disso, existem grupos integrados indígenas modernos. Em uma palavra, isso é muito complicado.Alguns países do campo socialista considerarão essas coisas ilegítimas e não permitidas. Nós permitimos. Em um país como o nosso, que é pobre ao extremo, é muito bom organizar alguns pequenos grupos indígenas! Será monótono demais para se concentrar na organização de grandes grupos modernos. Na agricultura, também é muito complicado. Existem altos e baixos rendimentos. Existem altos e baixos rendimentos simultaneamente. A política do “sistema de três terços” agora sendo amplamente implementada no cultivo foi uma criação das massas. Foi apreendida pela Conferência Pei-tai-ho, que estabeleceu um terço da terra para o cultivo de alimentos, um terço da terra para ficar ocioso e um terço da terra para o cultivo de árvores. É possível que essa seja a tendência do desenvolvimento agrícola. A Conferência de Pei-tai-ho também saiu com uma “Carta dos Oito Pontos para a Agricultura” — irrigação, fertilizantes, melhoramento do solo, sementes, plantio próximo, proteção de culturas, reforma de ferramentas agrícolas e gerenciamento de campo. Irrigação significa água. O ser humano não pode ficar sem água. Da mesma forma, as plantas não podem ficar sem água.

No que diz respeito aos sistemas sociais, existem no estágio socialista dois tipos de propriedade que existem lado a lado e são a unidade dos opostos. A propriedade coletiva contém os fatores de propriedade comunista de todas as pessoas. Yu-chin disse recentemente que a China está correta ao apresentar o ponto de vista de que a propriedade coletiva contém os fatores comunistas e que a propriedade coletiva da União Soviética e a propriedade de todo o povo também contêm os fatores comunistas. A sociedade capitalista não permite organizar o modo de produção do coletivo socialista, mas os fatores comunistas devem crescer nas empresas socialistas, sob a liderança dos partidos comunistas. Stalin estava errado ao tornar absolutos os três tipos de propriedade, a saber, propriedade coletiva, propriedade socialista por todas as pessoas e propriedade comunista por todas as pessoas e descrevendo-as como distintamente separadas. Os itens acima constituirão o desenvolvimento da dialética ou não?

A Conferência de Chengchow apresentou os slogans “Grande coletiva e pequena liberdade” e “Segure a produção e segure a subsistência”. Esta é uma extensão da dialética. A conferência de Wu-ch’ang levantou a questão de combinar entusiasmo com análise científica. Ao mapear um plano, que pode estar soprando quente e frio, é preciso ter não apenas grande determinação e zelo, mas também uma análise científica considerável. Obviamente, não será possível para esta resolução resolver todos os nossos problemas. Parece que é melhor adiar a proclamação desta resolução por um tempo. Por enquanto, emitiremos apenas um comunicado. No próximo ano, em março, tornaremos pública a resolução no Congresso Nacional do Povo. Dessa maneira, será consistente com nossa determinação e zelo em geral. Evitará certas noções impraticáveis ​​concebidas como resultado do Grande Salto Adiante em 1958. Será mais impositivo e mais analítico cientificamente. Por um tempo, fui a favor da produção de 30 milhões de toneladas de aço no próximo ano. Ao chegar em Wu-ch’ang, pensei que não era uma idéia tão maravilhosa, afinal. Até então, eu estava preocupado apenas com a questão de saber se havia uma necessidade e não havia considerado a questão de saber se era possível. Mais tarde, levei em consideração a questão da possibilidade. Este ano, a produção de 10,7 milhões de toneladas já foi uma grande pressão para nós. A produção de 30 milhões de toneladas no próximo ano, 60 milhões de toneladas no ano seguinte e 120 milhões de toneladas em 1962 é uma possibilidade enganosa e não realista. Agora devemos reduzir um pouco a cota fixa de produção e não defini-la tão alta. Deveríamos conceder alguma permissão e deixar a prática das massas exceder o nosso plano. Essa também é uma pergunta na dialética. A prática das massas também inclui os esforços de liderar quadros. Se definirmos a cota um pouco mais baixa e a prática aumentar, não é oportunismo. Após a libertação, a produção de aço dobrou novamente e novamente! Neste mundo, desde os tempos antigos isso nunca havia acontecido. Como pode isso ser chamado de oportunismo? Aqui há uma conexão internacional. O campo socialista liderado pela União Soviética está ligado à solidariedade internacional da classe trabalhadora de todo o mundo. Sobre esta questão, não devemos tentar ser os primeiros da fila. Atualmente, alguns municípios estão lutando um pouco por precedência. De fato, se devemos ser os primeiros a entrar no comunismo, deve ser a Usina An-Shan, Fu-Shan, Província de Liaoning, Xangai ou Tientsin. Parece vergonhoso que a China seja a primeira a entrar no comunismo. Além disso, se existe uma possibilidade ou não, também é uma questão. Os cientistas da União Soviética somam 1,5 milhão, intelectuais altamente qualificados vários milhões e engenheiros meio milhão, todos mais do que os Estados Unidos. A União Soviética já possui 55 milhões de toneladas de aço, enquanto ainda temos apenas um pouquinho. Sua acumulação está sempre aumentando, enquanto apenas começamos a crescer. É por isso que a possibilidade também é uma questão. Khrushchev notou que a União Soviética se prepara para entrar no comunismo daqui a 15 anos e que os dois tipos de propriedade serão fundidos gradualmente em um. Isso é uma coisa muito boa. Mesmo que seja possível sermos os primeiros a entrar no comunismo, não devemos fazê-lo. A Revolução de Outubro foi um empreendimento de Lenin. Não estamos todos aprendendo com Lenin? Qual é o sentido de se apressar? Não passa de uma tentativa de ir a Karl Marx e pedir uma recompensa. Se for esse o caso, provavelmente cometeremos um erro em uma questão internacional. Isso também é um problema. Devemos falar sobre benefícios mútuos. A dialética foi desenvolvida substancialmente e envolve imediatamente esse problema.


16. É necessário adotar métodos dialéticos para tratar nossos camaradas

Ao tratar nossos camaradas, independentemente de quem eles sejam, desde que não sejam elementos hostis ou subversivos, devemos adotar uma atitude de unidade e métodos dialéticos em vez de métodos metafísicos. O que se entende por métodos dialéticos? Significa que devemos analisar tudo e que devemos reconhecer que a pessoa invariavelmente cometerá erros e não negar tudo dela só porque ela cometeu erros. Lenin disse uma vez que não há sequer uma pessoa no mundo inteiro que não tenha cometido um erro. Eu cometi muitos erros. Esses erros foram úteis para mim e me educaram. Qualquer pessoa precisa do apoio de outras. “Um bom sujeito ainda precisa de três ajudantes, uma cerca de bambu ainda precisa de três postes.” Este é um provérbio chinês. Outro provérbio chinês tem o seguinte a dizer: “Embora o nenúfar esteja muito bem, ainda precisa de folhas verdes para dar apoio.” Você, Khrushchev, embora seu nenúfar esteja bem e bem, ele ainda precisa de folhas verdes para dar apoio. Eu, XXX, meu nenúfar não está muito bem, ele precisa de folhas verdes para dar apoio ainda mais. Nós, na China, temos outro provérbio, que é mais ou menos assim: “Três sapateiros com o juízo combinado podem ser iguais a Chu-ko Liang, a mente-mestre(6). ” Estamos lidando com liderança coletiva. Um único Chu-ko Liang não está completo e sempre terá deficiências. Para mim, parece uma atitude imprudente chamar a si mesmo de onisciente e onipotente como Deus. Portanto, que atitude devemos adotar em relação aos camaradas que cometeram erros? Devemos ser analíticos e adotar métodos dialéticos, e não métodos metafísicos. Nosso Partido já havia se atolado na metafísica — dogmatismo — destruindo completamente as pessoas de quem não gostava. Com o passar do tempo, criticamos o dogmatismo e aprendemos dialética pouco a pouco. O ponto de vista básico da dialética é a unidade dos opostos. Depois do reconhecimento desse ponto de vista, o que devemos fazer com um camarada que cometeu erros? Em primeiro lugar, conduziremos uma “sessão de conflito” para criticar completamente e erradicar completamente sua ideologia errônea. Em segundo lugar, nós vamos ajudá-lo. Primeiro, combater; segundo, ajudar. A partir disso, vamos ajudá-lo a corrigir seus erros para que ele tenha uma saída.

Será diferente tratar outro tipo de pessoas. Pessoas como Tito e o chinês Ch’en Tu-hsiu. Em relação a eles, não há como adotar uma atitude útil, porque eles estão além do remédio. Pessoas como Hitler, Chiang Kai-shek e os Czars também são incorrigíveis e não há nada a fazer além de derrubá-las. Isso ocorre porque, para nós, eles não são de natureza dupla, mas de natureza única. Em última análise, é assim também no que diz respeito aos sistemas imperialista e capitalista. No final, eles certamente serão deslocados pelo sistema socialista. O mesmo com a ideologia. Substituiremos o idealismo com o materialismo e o teísmo com o ateísmo. Isso é estrategicamente falando. Taticamente, será diferente. Será necessário fazer compromissos. Na Coréia, no 38º paralelo, não fizemos acordos com os estadunidenses? No Vietnã, não fizemos acordos com os franceses? Em todas as etapas táticas, precisamos ter habilidade para conduzir lutas e, ao mesmo tempo, fazer compromissos. Agora, voltemos ao relacionamento entre camaradas. Sugiro que onde houver distanciamento entre camaradas, eles iniciem negociações. Algumas pessoas parecem acreditar que, uma vez que entrem no comunismo, todos se tornarão santos, sem discordâncias e falhas. Quando alguém não consegue fazer uma análise, ou seja, quando ele é como uma chapa de ferro ajustada à uniformidade, não há necessidade de negociações. Parece que uma vez que entramos no comunismo, não vai adiantar de nada, a não ser que sejamos 100% marxistas. Na realidade, existem vários tons de marxistas. Existem 100% marxistas, 90% marxistas, 70% marxistas, 60% marxistas, 50% marxistas. Algumas pessoas são apenas 10% ou 20% marxistas. Podemos ou não manter negociações dentro de um pequeno círculo, digamos, entre duas ou entre várias pessoas? Podemos ou não negociar, partindo da unidade e no espírito de ajuda? Naturalmente, estas não são negociações com os imperialistas, mas negociações dentro das fileiras do povo comunista. Desta vez, nós e outros 12 países estamos conduzindo negociações ou não? Internacionalmente, mais de 60 [países e] partidos estão conduzindo negociações ou não? Eles estão de fato conduzindo negociações. Isso quer dizer que, sob o princípio de não prejudicar o marxismo-leninismo, devemos aceitar algumas das opiniões aceitáveis ​​de outros e descartar algumas das opiniões descartáveis ​​de nossa autoria. Desta forma, teremos duas mãos. Por um lado, lutaremos contra um camarada que cometeu erros e, por outro, falaremos sobre a unidade com ele. O conflito tem o objetivo de defender resolutamente os princípios do marxismo-leninismo. Esta é uma mão. A outra mão é falar sobre unidade. A união tem o objetivo de dar a ele uma saída e fazer acordos com ele. Isso é chamado de flexibilidade. A integração da questão de princípio e flexibilidade é um princípio do marxismo-leninismo. Esta é a unidade dos opostos. A integração da questão de princípio e flexibilidade é um princípio do marxismo-leninismo. Esta é a unidade dos opostos. A integração da questão de princípio e flexibilidade é um princípio do marxismo-leninismo. Esta é a unidade dos opostos.

Não importa qual mundo, particularmente uma sociedade de classes, é claro, sempre está cheio de contradições. Algumas pessoas dizem que é possível “encontrar” contradições em uma sociedade socialista. Para mim, parece que esta interpretação está incorreta. Não se pode dizer “encontrar” contradições, quando o mundo está cheio delas. Se algo existe, contradições também existem nesse algo. Toda pessoa pode ser analisada. Se uma pessoa é considerada não analisável, isso é metafísica. Olhe para o interior de uma bomba atômica. Este também é cheio de contradições e unidades de contradições. Existe a unidade dos dois opostos do núcleo atômico e dos elétrons. Dentro do núcleo existem os opostos de nêutrons e prótons. Dentro de um próton existem prótons e antiprótons e dentro de um nêutron existem nêutrons e anti-nêutrons. Em poucas palavras, as unidades de opostos são infinitas. No que diz respeito ao ponto de vista da unidade dos opostos e da dialética, temos de continuar com extensa propaganda. Nossa dialética deve deixar o círculo de filósofos e entrar no meio das grandes massas. Sugiro que discutamos esse problema nas reuniões do gabinete político e nas sessões plenárias do comitê central do partido comunista de todos os países e em diferentes níveis dos comitês do partido local. De fato, nosso secretário de núcleo entende de dialética. Quando ele se prepara para apresentar seu relatório ao congresso do núcleo, costuma escrever dois pontos em seu pequeno caderno. O primeiro são os méritos, o segundo são defeitos, que é um dividido em dois. Este é um fenômeno universal. Isso é precisamente dialético.


17. A relação entre certo e errado

Dentro e fora do Partido, devemos distinguir entre certo e errado. Uma pergunta importante é como tratar as pessoas que cometeram erros. A atitude correta é permitir que todos façam revolução. Quando alguém cometeu um erro, é necessário adotar a política geral de “receber advertências do passado para ter mais cuidado com o futuro e tratar a doença para salvar o paciente” e ajudá-la a corrigir seu erro. “A verdadeira história de Ah Q” é uma boa leitura nestes casos. Aconselho as pessoas que o leram a reler e as que não o leram a lerem com cuidado. Nesta história, Lu Hsun escreveu sobre um camponês [com pensamento] atrasado e sem consciência de classe que mais temia as críticas dos outros e discutia com quem o criticasse. Em seu couro cabeludo, havia cicatrizes de micose em alguns lugares. O próprio Ah Q não queria falar sobre essas cicatrizes e tinha medo de que outros falassem sobre elas. Quanto mais ele agia assim, mais as pessoas conversavam. No final, Ah Q seria colocado na defensiva. No entanto, Lu Hsun escreveu especialmente um capítulo sob o título “Barrado da Revolução”, no qual o magistrado Chao teria impedido Ah Q de fazer a revolução. Na verdade, o que Ah Q chamou de revolução foi meramente saquear algumas coisas para si mesmo. Mas o magistrado Chao nem o deixou fazer a revolução dessa maneira. Quanto aos camaradas como Huang I-feng e Chang Hsiu-yun que cometeram erros, algumas pessoas dizem que teremos que ver se eles aprenderam com isso ou não. Eu digo que não serve apenas para ver. Ainda temos que ajudá-los a mudar. Isso quer dizer, primeiro, ver e, segundo, ajudar. A ideologia de pessoas que não foram “ajudadas” o suficiente não pode estar correta. Se as pessoas cometem erros e você se deleita com sua calamidade, isso é sectarismo. Foi aqui que Kao Kang caiu, de cabeça para baixo. Ele fabricou uma camarilha de quatro homens e duas bancas do mercado. Supondo que estes fossem verdadeiros, o que ele deveria ter feito era primeiro, ver e, em segundo lugar, ajudar. Mas ele não estava pronto para fazer isso. No final, ele caiu com tanta força que não conseguiu se levantar novamente. No que diz respeito à revolução, é sempre melhor ter mais algumas pessoas. Exceto um punhado [de pessoas] que persiste em erros ou tem uma participação neles sempre que os erros são cometidos, a maioria das pessoas que cometeram erros pode ser corrigida. Eles são exatamente como pessoas que obtiveram imunidade depois de sofrerem, digamos, febre tifóide. Desde que sejam bons em tirar lições dos erros no futuro. Pelo contrário, pessoas que nunca cometeram erros são especialmente propensas a eles, porque são muito arrogantes. Devemos notar que, se alguém retifica excessivamente pessoas que cometeram erros, muitas vezes acaba se tornando a pessoa a ser retificada. Se tratarmos sinceramente as pessoas que cometeram erros, podemos obter apoio popular e solidariedade com as pessoas. Quando uma atitude, seja ela hostil ou útil, é adotada no tratamento de camaradas que cometeram erros, esta será um critério pelo qual distinguir as pessoas de bom coração das pessoas de coração ruim; A política geral de tratar a doença para salvar o paciente é a política geral que une todo o Partido. Devemos nos apegar a essa política geral.


18. A questão dos dez dedos

É permitido despertar emoções, mas não dar vazão a elas. Às vezes, devido à inexperiência, fazemos com que as massas sofram contratempos. Por um tempo, ocorreram erros em questões variadas. Exemplos: houve pessoas que disseram que muitas cooperativas haviam sido organizadas e queriam cortar 10.000 delas. O arado de dupla ação de duas rodas recebeu um nome ruim no sul. Agora pegue a poesia lasciva de um homem lascivo, por exemplo. Sung Yu atacou um ponto e não conseguiu criticar os outros. Esse método não foi bom. Mas foi com esse método que os direitistas nos atacaram. Uma pessoa tem 10 dedos. Se um furúnculo aparecer em um deles, ele terá que pedir a um médico para tratá-la. Ele não pode cortá-la fora. Os outros nove dedos ainda estão bons. Frequentemente, quando as pessoas vêem que um dedo está ferido, elas dizem que todos os dez estão com defeito. Os direitistas nos atacaram dessa maneira. No entanto, as pessoas boas, às vezes, também olham da mesma maneira, e existem pessoas assim no Partido Comunista. Sejam membros do Partido Comunista, ou partidos democráticos, ou círculos de negócios, ou sejam intelectuais altamente qualificados, a maioria das pessoas pode progredir. Mesmo os direitistas, a maioria deles pode se tornar bom novamente. Se você não acredita na maioria, perde a confiança. E não é bom perder a confiança na causa das pessoas. Hoje, 70% a 80% dos estudantes universitários vêm de famílias das classes exploradoras. Mas os direitistas constituem apenas 2% a 3% desses estudantes. Exceto em casos individuais, esses alunos não serão expulsos da escola. Empregando essa política, podemos reformá-los.


19. A Questão de Nove Dedos e Um Dedo

Nossos camaradas geralmente ficam confusos com seus 10 dedos. Sempre que algo der errado, eles esquecerão os 10 dedos. Quando deficiências aparecem nas fileiras das pessoas trabalhadoras, é uma questão de nove dedos e um dedo. Quando nossos camaradas cometem erros, também é assim. Aqui não estou falando de Ku Ta-ts’un, Li Shih-nung, P’an XX, Ch’n Tsai-li e Li Feng. O camarada Wu P’u-chih fez um discurso muito bom. Por que a delegação provincial de Anhwei não falou sobre Li Shih-nung em seu discurso? A delegação provincial de Chekiang falou sobre Sha Wen-han, mas não o suficiente. Eles devem oferecer suas valiosas opiniões e deixar que todos compartilhem suas experiências e conhecimentos. Por que eles não conversaram sobre essas pessoas? Essas pessoas não são uma questão de um dedo e nove dedos. Sha Wen-han é um homem com 10 dedos sujos. O mesmo acontece com Ch’en Tsai-li. Li Shih-nung tem nove dedos sujos, apenas um dos dedos está limpo. Camaradas que cometeram erros e a quem eu me referi como pessoas com nove e um dedos, vacilaram em tempos de tempestade, mas agora estão vendo claramente. Eu não quero dizer essas pessoas. Deveríamos nos unir com ativistas de várias formas, protegê-los e persistir em protegê-los. Embora tenham cometido erros, são ativistas. Eles tinham medo de se culpar durante a exibição completa e franca de seus pontos de vista. Se insistirmos em protegê-los, tudo ficará bem. Seus erros são apenas um décimo. Na Campanha de Retificação, devemos persistir na proteção desses oficiais. A questão de proteger os oficiais do partido é mencionada nos documentos da conferência de Tsing-tao. Como no passado, as contradições dentro das fileiras das pessoas que trabalham são, em geral, uma relação entre nove dedos e um dedo, exceto casos individuais. Entre os burgueses do meio da rua, os que estão no centro são coisas burguesas com cinco e cinco dedos, os que estão à esquerda do centro são coisas burgueses com seis a sete dedos bons e os que estão à direita do centro são coisas burguesas com seis a sete dedos sikps. Eles se opõem à ideologia do povo há tanto tempo que não conseguem se lavar de uma só vez e precisam ser limpos constantemente e gradativamente. A ideologia burguesa ainda buscará restauração. Não haverá grandes restaurações, mas pequenas restaurações são bastante prováveis. Lo XX disse que a restauração contra-revolucionária ainda viria e mencionou a linha de massas. Ele falou bem. De fato, a burguesia também é capaz de provocar uma tempestade. Alguns de nossos camaradas ainda vacilarão diante de um tufão de grau 12. No momento em que a inquietação começar, a restauração se seguirá. Mas o partido inteiro passou por mais um ano de fortalecimento com a experiência do ano passado e deve poder sentar-se firme em seu barco de pesca, apesar do vento e das ondas. Durante os incidentes poloneses e húngaros, não tivemos nenhum problema. E embora a tempestade do ano passado tenha sido tão grande, nosso barco não virou. Algumas pessoas dizem que nosso editorial intitulado “Por que será?” foi escrito um pouco cedo demais. Não foi tão cedo. Se esperássemos mais, alguns dos esquerdistas apodreceriam. De fato, depois de dezembro do ano passado, ainda expusemos entre os professores da escola primária mais de 100.000 direitistas, que constituíam metade dos 300.000 direitistas em todo o país. Eles estavam fazendo ataques frenéticos contra nós. Alguém não disse que depois que Chang e Lo delimitaram claramente os direitistas, eles não nos atacariam mais? Eles atacaram da mesma forma. Enquanto a temperatura atingir um certo grau, essas coisas serão divulgadas da mesma maneira antiga. Não esqueça “nove dedos e um dedo”. Esquecemos precisamente essa questão durante o movimento de avanço anti-risco de 1956. Não devemos olhar para um problema em sua essência. Devemos tirar uma lição disso.Não esqueça nove dedos e um dedo. Esquecemos precisamente essa questão durante o movimento de avanço antisseguro de 1956. Não devemos olhar para um problema em sua essência. Devemos tirar uma lição disso.Não esqueça nove dedos e um dedo. Esquecemos precisamente essa questão durante o movimento de avanço antisseguro de 1956. Não devemos olhar para um problema em sua essência. Devemos tirar uma lição dele.


20. A questão dos 10 dedos

A questão de 10 dedos. O ser humano tem 10 dedos. Devemos ordenar aos quadros que aprendam a distinguir nove dedos de um dedo, ou a maioria dos dedos da minoria dos dedos. Há uma diferença entre nove dedos e um dedo. Parece simples, mas muitas pessoas não entendem. Devemos divulgar esse ponto de vista. Há uma diferença entre situação geral e situação local, entre geral e individual, e entre as principais tendências e questões paralelas. Devemos estar atentos a compreender a tendência principal. Se entendermos a coisa errada, certamente cairemos de cabeça para baixo. É uma questão de reconhecimento e também uma questão de lógica. Dizemos “um dedo e nove dedos”, porque é uma maneira mais viva de falar e mais em conformidade com nossas condições de trabalho. Exceto quando surgiram erros na linha básica, sempre conseguimos grandes conquistas em nosso trabalho. No entanto, esse modo de falar não se aplica a algumas pessoas. Por exemplo, quase todos os 10 dedos dos direitistas, muitos deles ultra-direitistas, apodreceram. Entre os estudantes, a maioria dos direitistas comuns tem mais de um dedo podre. Mas nem todos os dedos estão apodrecendo. É por isso que eles ainda podem permanecer na escola.

“Ataque um ou vários pontos, exagere o máximo possível e fique aquém do resto.” Este é um método metafísico, divorciado das condições reais. Foi o método usado pelos direitistas burgueses quando lançaram seus ataques frenéticos ao socialismo em 1957. Historicamente, nosso Partido sofreu grandes danos ao usar esse método. Foi durante o tempo em que o dogmatismo reinou supremo. A linha Li Li-san também era assim. O revisionismo, ou oportunismo de direita, também empregaram esse método. A linha Ch’en Tu-hsiu e a linha Wang Ming durante a guerra de resistência contra o Japão eram assim. Em 1934, Chang Kuo-t’ao também usou esse método.


21. Dialética é abordar problemas através de opostos e unidade, e a partir daí de maneira abrangente

Vida e morte, guerra e paz são antagônicas e contraditórias. No entanto, existe uma conexão interna entre eles. Portanto, esses opostos às vezes podem ser unidos. Em nossa abordagem aos problemas, não podemos apenas olhar para um lado. Deveríamos fazer uma análise abrangente para ver através de sua essência. Assim, no que diz respeito a julgar uma pessoa, não é possível que de uma só vez ela seja boa ou má, sem um mérito sequer. Por que nosso partido está correto? É porque podemos começar de condições objetivas na avaliação e resolução de todos os problemas. Dessa maneira, o Partido pode ser relativamente completo e não absoluto.


22. Teoria da revolução ininterrupta e teoria da revolução por etapas

O desenvolvimento de cooperativas exige que sejam feitos progressos na forma de ondas — uma onda sucedendo a outra com uma vala no meio, como um vale entre dois picos.

A liderança deve cortar as velas de acordo com o vento e se adaptar às circunstâncias. E quando as condições são desfavoráveis, eles devem aplicar os freios imediatamente. Em um momento oportuno, eles devem comprimir a cabeça das pessoas, o que é necessário quando as cabeças incham. Algumas pessoas perguntam se precisamos de preocupação ou de tabus e mandamentos. Claro, temos necessidade. Precisamos da preocupação necessária e dos tabus e mandamentos necessários. Chu-pa-chieh (Porco) [personagem do romance da dinastia Ming, “A Peregrinação ao Oeste”] também tem três tabus e cinco mandamentos. Precisamos do descanso necessário, das pausas necessárias, da frenagem ou do fechamento necessários do portão. O método a ser tentado quando as pessoas começam a abanar o rabo no ar é estabelecer novas tarefas para elas, como a unidade de emulação de qualidade que estamos apresentando agora, para que não tenham tempo para se sentirem arrogantes.


23. A unilateralidade é de natureza dupla

Existem dois tipos de unilateralidade: dogmatismo e oportunismo (revisionismo). Lu Ting-i disse isso em um artigo. Os dogmáticos querem afirmar tudo e são 100% bolcheviques. Mais tarde, fizemos algumas checagens. Após 10 anos (1935–1945), eles quase desapareceram. Existem dogmáticos na China e também em países estrangeiros. Para tornar o marxismo-leninismo unilateral, eles o explicam da metafísica. Sobre o trabalho, eles permitem que você fale sobre o lado bom, mas não o lado ruim. Você só pode elogiar, mas não criticar. No “Cerco e supressão de Wang Ming”, também dei um relato ampliado dos fatos. Agora vamos levantar o cerco para aliviar Wang Ming. Havia defeitos em seus escritos, mas ele não podia criticar o burocratismo como ele fez, ou falar sobre pessoas em círculos oficiais? No passado, definitivamente tínhamos muito conhecimento em falar sobre luta de classes. Mas também geramos algumas simplificações em excesso e decretos administrativos. Antes, devido à urgência na organização de lutas revolucionárias, certamente não podíamos gastar muito tempo em discussões para encontrar uma solução para os problemas. Esse foi o nosso modo de ação no período de apreensão do poder. Alguns camaradas cultivaram esse estilo de trabalho. É fácil para aqueles que tiveram apenas esse tipo de experiência e conheceram apenas esse modo de ação, especialmente aqueles que se dedicam ao trabalho do exército há muito tempo, cometer tais falhas. O cerco e a supressão de Wang Ming foi o mesmo que a situação quando o Exército de Libertação transferiu alguns regimentos para cercar o inimigo em batalha. O outro tipo de unilateralidade é “negar tudo” — negar os empreendimentos dos trabalhadores e camponeses, negar a luta de várias centenas de milhões de pessoas, a fim de fazê-los perder a confiança e tornar tudo sombrio. Isso não corresponde aos fatos. O fato de tudo estar bem na colossal tarefa de construir o socialismo também não corresponde aos fatos. Chung Tien-fei fez uma coisa boa ao expor as deficiências do trabalho cinematográfico. Devemos ter o cuidado de corrigir todas as deficiências que já foram expostas, mas devemos destacar as unilaterais. O artigo de Ch’en Ch’i-t’ung e outros três foram mal transmitidos. Hoje, devo dizer isso na cara deles. Eu discordo muito desse artigo. Eu disse que a lealdade deles ao tentar salvaguardar os interesses do Partido e da classe trabalhadora são sentimentos de ódio contra ervas daninhas venenosas. Mas depois de apenas alguns meses de “florescimento”, surgiram Wang Ming e outros monstros e aberrações. A opinião é expressa de que as conquistas são poucas e os erros são muitos. — “Reportando ao meu senhor, algo desastroso aconteceu! Um fantasma apareceu!” As condições são tais que certamente não parece que sequer chegaremos ao fim do dia. Agora, esta é uma avaliação incorreta da situação e uma expressão de dúvidas sobre a política geral do Partido. O método seguido aqui é simplificação excessiva. Não tem o poder de persuadir. O método usado para criticar Wang Ming é o método de “choque breve”. Isso deixa as pessoas que lêem isso não convencidas. Eu não estou convencido. Até agora, não conheci Wang Ming. Ele também não tem relações matrimoniais com meus filhos ou filhas. Mas não estou convencido. Dogmatismo e oportunismo são dois tipos de unilateralidade. Um afirma tudo e o outro nega tudo. Tanto os dogmáticos quanto os oportunistas são metafísicos. No entanto, devemos ajudá-los a corrigir seus erros. Este não é apenas o seu problema pessoal. Eles representam um grande número de pessoas. Existem dogmáticos e oportunistas entre os membros do Partido Comunista. Não existe ninguém fora do Partido? Existem dogmáticos e oportunistas entre cinco milhões de pessoas. Dentro do Partido Comunista existem “esquerdistas” e direitistas. Isso significa que existem dogmáticos e oportunistas. Algumas pessoas dizem que, por escrito, é impossível não ser unilateral. Há algo nessa afirmação! O que acabei de dizer foi muito pensamento marxista, que exige que todos descartem a unilateralidade. Isso não é possível. Também não está de acordo com a realidade. De fato, ao fazer críticas, todos falam de acordo com sua própria experiência e se posicionam de um lado. Mas, por outro lado, a unilateralidade é contrária à dialética. Podemos ou não pedir que um pouco mais de dialética seja usada? É possível ou não popularizar a dialética gradualmente, para que mais dialética seja usada gradualmente? Eu acho que isso pode e deve ser feito. Dia após dia, ano a ano, haverá mais pessoas, mais escritores e professores, que adotam uma abordagem mais abrangente dos problemas. É por isso que digo que a existência de unilateralidade é um fato. Mas peço que a unilateralidade seja superada gradualmente. É assim ou não, que haverá unilateralidade no futuro? Ainda haverá. Haverá unilateralidade mesmo depois de 10.000 anos. Temos que popularizar a dialética e a dialética deve ser desenvolvida. Em uma palavra, peço que a dialética seja popularizada passo a passo, para termos 600 milhões de dialéticos [pessoas que pensam de forma dialética]. No que diz respeito aos assuntos dentro das fileiras do povo, é necessário analisar e raciocinar, não depender de xingamentos, mas praticar dialética. Por escrito, devemos ser persuasivos. Além disso, não devemos nos dar ares burocráticos ou agir de maneira burocrática, considerando que somos chefes de um ministério, agência ou departamento. Devemos descartar essas noções. Devemos esquecer que somos oficiais; devemos estar em pé de igualdade com todos. Sua posição pode estar alta, mas de nada importará quando você cometer um erro. A posição de Stalin não era alta o suficiente? Mas de nada adiantou quando ele cometeu erros. Algumas pessoas gostam de soar como um veterano, dizendo: “Quando eu estava fazendo a revolução, você ainda estava rastejando debaixo da mesa!” Se você empregar essa linha, as pessoas não vão gostar de ouvi-la. À medida que a dialética aumenta pouco a pouco, a metafísica diminui pouco a pouco. Isso vai nos livrar da unilateralidade gradualmente.

24. Dois tipos de unilateralidade

Dentro das fileiras do Partido Comunista, há todo tipo de pessoas. Existem marxistas, que compõem a maioria maior. Eles também têm deficiências [em sua forma de pensar e agir]; mas nada sério. Uma parte das pessoas abriga equívocos dogmáticos. Na maioria das vezes, essas pessoas são leais e dedicadas ao Partido e ao país, mas seus métodos de abordagem dos problemas possuem a unilateralidade “esquerdista”. Quando acabarem com esse tipo de unilateralidade, terão dado um grande passo à frente. Outra parte do povo considera certos equívocos oportunistas ou revisionistas como corretos. Essas pessoas são relativamente perigosas, porque seu pensamento é um reflexo da ideologia burguesa dentro do Partido. Elas anseiam pelo liberalismo burguês e negam tudo, e sua relação com os intelectuais burgueses da sociedade é extremamente complicada. Há vários meses, as pessoas criticam o dogmatismo, mas omitiram o revisionismo [de críticas]. O dogmatismo deve ser submetido a críticas. Se o dogmatismo não for criticado, muitos equívocos não poderão ser corrigidos. Agora, devemos começar a fazer com que o revisionismo seja criticado. Os dogmáticos podem ir em direção aos opostos, que é o marxismo ou o revisionismo. À luz da experiência do nosso Partido, mais dogmáticos se dirigirão ao primeiro, enquanto apenas casos isolados se dirigirão ao segundo. Isso ocorre porque eles são uma facção ideológica do proletariado, que foi afetada pelo ponto de vista frenético da pequena burguesia. Alguns dos “dogmáticos” que foram atacados eram de fato pessoas que cometeram erros em seu trabalho. Alguns “dogmáticos” que foram atacados eram de fato marxistas; eles foram atacados por certas pessoas que os levaram erroneamente como “dogmáticos”. Os dogmáticos reais têm uma razão para sentir que “esquerda” é melhor que direita. A razão é que eles querem fazer a revolução. No entanto, em termos de perdas factuais da revolução, “esquerda” não é melhor que direita. Portanto, isso deveria ser corrigido resolutamente.


25. A questão dos eventos alegres em vermelho e branco

- Mudanças repentinas são as leis mais fundamentais do universo -

A questão dos eventos alegres vermelhos e brancos. Quando no passado falamos sobre como lidar com possíveis súbitas grandes mudanças, estávamos nos referindo principalmente a questões de guerra ou perturbação dentro do Partido. O povo chinês denomina casamentos como eventos alegres vermelhos e funerais como eventos alegres brancos. Parece que há algo a mais nisso. O povo chinês entende dialética. Como eles terão filhos após o casamento, as mães separarão três ou dois, ou até dez ou oito deles, da mesma forma que um porta-aviões separa aviões.

Muitas crianças também não são boas. Quando um ser humano dá à luz um ser humano, é um evento alegre. Um se torna dois, dois se torna quatro. Quanto à morte, as pessoas vão chorar e realizar uma cerimônia fúnebre. É também um evento alegre. O ser humano invariavelmente morrerá. Se Confúcio ainda estivesse vivo e participando da reunião aqui em Huai-jen T’ang (Salão da Benevolência), ele teria mais de 2.000 anos. Isso teria sido ruim. Dialeticamente, é incorreto e metafísico não ter mortes. Quando há um desastre, deve ser chamado de um tipo de fenômeno natural. Mudanças repentinas são as leis mais fundamentais do universo. O nascimento é uma mudança repentina e a morte também. Se Chiang Kai-shek morrer, podemos bater palmas. Se John Foster Dulles morrer, não derramaremos lágrimas. Mas quando coisas novas morrem, como a derrota da revolução russa de 1905 ou a perda de nossos baixos no sul, isso não é bom. Quando as mudas são derrubadas por uma tempestade ou granizo, é claro que isso não é bom, porque a questão da substituição das mudas surge imediatamente. Nosso Partido Comunista espera que as coisas irão … [incompleto]


26. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . [Nunca foi achado]


27. A questão de duas possibilidades

A questão de duas possibilidades. Serão refeitórios, creches e comunas capazes de se consolidarem ou não? Parece que serão, sim, capazes de se consolidarem. Mas também devemos estar preparados contra o colapso de alguns deles. Duas possibilidades — consolidação e colapso — existem simultaneamente. Se não estivermos preparados, podemos falhar completamente. Nossa resolução é possibilitar a consolidação. Se alguns deles não entrarem em colapso, o trabalho de consolidação não poderá ser bem feito. Por exemplo, várias crianças morreram nos berçários e várias pessoas idosas morreram nos lares da felicidade [creio que sejam asilos]. Quando a felicidade não pode mais ser encontrada no lar da felicidade, de que maneira eles ainda são superiores? Um grupo de refeitórios também falhará se servir o arroz frio ou servir arroz sem os pratos que o acompanham. Pensar que nenhum deles falhará não está de acordo com a realidade. Eles falham por causa de má gestão. Isto é muito razoável. No geral, o fracasso será parcial e temporário. A tendência geral é desenvolvimento e consolidação. Nosso Partido também tem duas possibilidades. Uma possibilidade é consolidação e a outra é divisão. Quando em Xangai, um comitê central foi dividido em dois. Durante a Longa Marcha, Chang Kuo-t’ao novamente dividiu um comitê central em dois. Kao Kang e Jao Shu-shih representaram uma divisão parcial. As divisões parciais são frequentes. Desde o ano passado, ocorreram divisões nos principais grupos de metade das províncias do país. Dentro de um corpo humano, as células morrem todos os dias. Desde a infância ocorre esse fenômeno. Somente dessa maneira o crescimento poderá ser beneficiado. Se não houver mortes, o homem não poderá mais sobreviver. Se o homem não morre, isso não é possível. A morte pode ser benéfica; fertilizante pode resultar dela. Divisões parciais existem todos os dias. A extinção total também é uma inevitabilidade histórica. Em suma, tanto o partido quanto o Estado, que serviram como ferramentas da luta de classes, devem perecer. Mas antes que a tarefa histórica do Partido esteja concluída, é uma questão de consolidação. Não esperamos divisões, mas devemos nos preparar contra elas. Se estivermos preparados, possivelmente evitaremos grandes divisões. Divisões grandes e médias são temporárias. O incidente húngaro foi uma grande divisão, enquanto os incidentes de Kao e Mo foram divisões médias. Cada ramo do partido está passando por uma mudança. Alguns membros estão sendo expulsos, outros estão sendo admitidos. Alguns estão fazendo um trabalho muito bom, outros estão cometendo erros. É impossível nunca sofrer uma mudança. Lenin costumava dizer que uma coisa invariavelmente tem duas possibilidades: vitória ou extinção. A República Popular da China também tem duas possibilidades: vitória após vitória ou extinção. Como Lenin não escondeu a possibilidade de extinção, a República Popular não deve negar essa possibilidade. Não temos uma bomba atômica em nossas mãos. Se o inimigo ocupar Pequim, Xangai e Wuhan, iremos para as montanhas e travaremos uma guerra de guerrilha. Vamos retroceder 10, 20 anos e retornar ao período Yenan. Portanto, precisamos fazer preparativos vigorosos, exercer nossas energias para produzir dezenas de milhões de toneladas de aço dentro de três ou quatro anos e estabelecer uma base industrial para estarmos mais consolidados do que agora. Atualmente, nosso nome é bastante famoso em todo o mundo. Um, por causa do bombardeio de Quemoy; dois, por causa das comunas populares; e três, 10,7 milhões de toneladas de aço. Parece que, por causa dessas várias coisas, nossa reputação é ótima. Mas nossa força não é. Ainda somos pobres e em branco. Adquirimos uma ferramenta de uma polegada de comprimento em nossas mãos e não conseguimos nada, embora agora tenhamos uma polegada de ferro, nosso país é realmente fraco. Politicamente, somos um país poderoso. Economicamente e militarmente somos um país fraco. É por isso que a tarefa diante de nós é transformar a fraqueza em força. Devemos exercer nossas energias para sofrer uma mudança para melhor em três anos. Dentro de três anos, podemos realizar apenas uma mudança parcial, e não uma mudança básica. Depois de mais quatro anos, que totalizam sete anos, tudo ficará melhor e nossa reputação corresponderá à realidade. Agora, nossa reputação é excelente e nossa força, insignificante. Isso devemos entender completamente. Não comece a andar no ar no momento em que você é elogiado por um estrangeiro ou no momento em que abre um jornal e vê que está cheio de relatos de nosso crescente entusiasmo e de nossas ações milagrosas. De fato, o aço bom era de apenas 9 milhões de toneladas. A produção de aço laminado deve ser estimada em 30% menos, portanto, apenas 6 milhões de toneladas. Não devemos nos enganar. Muito grão foi produzido. Depois que as reduções foram permitidas, a produção em todos os lugares foi de 430 milhões de toneladas. Dissemos que eram 375 milhões de toneladas. Isso significa que apareceram um pouco mais depois de cutucar aqui e ali. As 55 milhões de toneladas que surgiram não foram levadas em consideração. Sofre ninguém se realmente temos, mas não levamos em conta as 55 milhões de toneladas, pois elas ainda estarão lá. Só tínhamos medo de ficar sem e fizemos uma redução. Concedendo que existiam 430 milhões de toneladas, devem ser concedidos subsídios para um quarto da produção de tubérculos. É melhor deixarmos isso claro. Uma reunião deve ser realizada em todas as províncias, regiões ou municípios para discutir esse problema. Algumas pessoas não gostam de ouvir o que estou dizendo. Mas insisto em falar sobre essa coisa muito infeliz. Seja o colapso das comunas ou os serviços públicos, as divisões no Partido, o divórcio das massas, a ocupação pelos EUA, a extinção da nação ou o envolvimento na guerra de guerrilhas, temos uma lei marxista, que cuida de tudo. E isto é, todas essas coisas infelizes são temporárias e parciais. Historicamente, nossas muitas derrotas provaram esse ponto. Durante a Longa Marcha, a redução de nossas forças de 300.000 em número para pouco mais de 20.000 e a dos membros do Partido de 30.000 para alguns mil eram todas temporárias e parciais. A extinção da burguesia e do imperialismo é permanente, no entanto. Os contratempos, a derrota ou a extinção do socialismo serão temporários, pois serão restaurados em breve. Mesmo se a restauração for derrotada, também será temporária. Depois que a grande revolução de 1927 foi derrotada, pegamos novamente em armas para combater uma guerra de guerrilha. “Vento e nuvens imprevistos podem aparecer no céu de repente. A sorte ou o infortúnio podem acontecer entre o homem e a tarde.” Todos nós devemos estar preparados. “Desde os tempos antigos, pessoas de setenta anos raramente são vistas.” O ser humano invariavelmente perecerá. Uma pessoa sempre vai morrer. Ele não pode viver até 10.000 anos. A pessoa deve se preparar para organizar seus negócios antes que morra. Isso é tudo conversa sombria. Todos os humanos irão morrer. Mas a humanidade como um todo crescerá e florescerá. Se morrermos, devemos morrer. Quanto ao socialismo, ainda queremos nos ocupar com ele por mais alguns anos…


28. Dois tipos de possibilidades práticas

Existem dois tipos de possibilidades práticas. Um tipo é possibilidade realista e o outro tipo é possibilidade irrealista. Se alguém quer agora ir ao planeta Marte, é uma possibilidade irrealista. No entanto, pode ser uma possibilidade realista no futuro. As possibilidades são de dois tipos. Se é possível transformar em realidade, é uma possibilidade realista. O outro tipo de possibilidade é algo que não é possível transformar em realidade. Como o dogmatismo no passado, não era 100% a prova? Não foi descartado em todos os lugares? Parece-me que não casar até que a produção por mou atinja 400.000 quilos também é uma possibilidade irrealista.


29. O avanço em forma de onda é inevitável

A construção econômica não é algo que não tenha os menores movimentos para frente e para trás, mas que avança com segurança e firmeza. A construção também pode ter, às vezes, um pouco mais de volume e, às vezes, um pouco menos. Um cavalo galopa às vezes um pouco mais rápido, às vezes um pouco mais lento. Às vezes, alguém monta no cavalo, às vezes ele desmonta. Tais condições são completamente possíveis. Isso ocorre porque, em primeiro lugar, somos inexperientes e, em segundo lugar, nossa construção econômica depende das circunstâncias. Por exemplo, a construção econômica possivelmente foi concluída em um ritmo um pouco mais rápido no passado, porque as condições de guerra existiam na época. Se a guerra é iminente, é imperativo que desenvolvamos a indústria pesada em maior escala. A construção econômica prossegue de maneira ondulatória, com seus altos e baixos, e uma onda perseguindo outra. Isso significa que há equilíbrio, interrupção e equilíbrio restaurados após a interrupção. Obviamente, os avanços em forma de onda não podem ser grandes demais. Se forem grande demais, subitamente se tornará um avanço aventureiro e subitamente se tornará um avanço conservador. No entanto, é inevitável que a construção econômica siga a lei dos avanços parecidos com as ondas e faça progressos. Se você reconhecer esse ponto, não o surpreenderá mais quando fizermos um avanço ousado neste ano e apresentaremos um pouco menos no próximo ano. Isso é tudo. Tomando como um todo, nosso primeiro plano quinquenal estava correto.


30. Tudo tem sua unidade e independência

Agora vamos falar sobre a questão da independência de todas as fábricas sob liderança centralizada. Tudo tem sua unidade e independência. O ser humano também tem sua unidade e independência. Agora que esta reunião está acontecendo, é a unidade. Depois que a reunião termina, é independência. Algumas pessoas vão dar um passeio, outras vão ler um livro, outras vão fazer suas refeições. Todo mundo tem sua independência. Um senso de disciplina e um senso de não-disciplina são coisas mutuamente contraditórias. É necessário ter um senso de disciplina, bem como um senso de não-disciplina. É necessário ter coletivismo e “liberalismo”. Se não dermos a um indivíduo sua independência após a reunião, um senso de não-disciplina e “liberalismo”, mas continuamos a reunião sem interrupção ou fim, não iriam todos morrer? Portanto, toda fábrica,toda cooperativa, toda pessoa deve ter sua independência — uma independência que está ligada à unidade. Devemos cuidar dos trabalhadores das fábricas e de todos os camponeses dos coletivos. Este é um grande problema, que diz respeito a 600 milhões de pessoas. Devemos chamar a atenção do Partido para isso.


31. Queremos unidade e também detalhes

Queremos unidade, também queremos detalhes. Cada local deve ter suas especificidades adequadas às condições locais com o objetivo de colocar a iniciativa local em ação. Tais detalhes não serão os tipos específicos de Kao Kang, mas específicos no interesse do coletivo e indispensáveis ​​ao fortalecimento da unidade nacional.


32. Deveríamos ter a iniciativa adequada e a independência adequada

Todos devemos ter a iniciativa adequada e a independência adequada. Todas as províncias, regiões, condados, áreas e municípios devem tê-las. O Governo Central não deve compreender as províncias e os municípios com muita força e, por sua vez, as províncias e os municípios não devem compreender as regiões, condados, áreas e municípios com muita força. Tudo o que pode ser unido deve e será unido; tudo o que não pode ser unido não deve ser unido e não deve ser unido pela força. As diferentes regiões devem lutar por esse direito e não ter medo de receber o rótulo de localismo. Esse tipo de luta por um direito procede de todos os interesses do país e não de interesses locais. Não pode ser chamado de localismo. A independência sancionada pelo Governo Central é a independência adequada. Não pode ser chamado de afirmação de independência.



Compilação de Excertos de Mao Tsé-tung de 1959, do Long Live Mao Zedong Thought, a Red Guard Publication.


NOTAS


(1) Uma referência à linha ‘esquerdista’ no CPC durante o início dos 30 ‘. Neste contexto, veja “Resolução sobre certas questões da história de nosso partido” SW, vol. III, pp. 177–220 (1965, Pequim).


(2) Um personagem do romance Story of the Stone.


(3) O 38º paralelo é o nome popular da linha de latitude que demarca a Coreia do Norte e a Coreia do Sul, e foi escolhida pelos planejadores estadunidenses no fim da Segunda Guerra Mundial como um limite — a União Soviética deveria aceitar a rendição japonesa do norte da linha, e os estadunidenses aceitariam a rendição japonesa do sul da linha.


(4) Uma referência a “Tomé, o Incrédulo”, que fora canonizado. Recebeu este nome pois não acreditou que Jesus teria voltado dos mortos, e precisou vê-lo com seus próprios olhos para crer — este virou um apelido para pessoas incrédulas. Após o fato, Tomé veio a se tornar “Tomé, O Crente”. Uma expressão popular relacionada é: “Fulano é feito São Tomé: precisa ver para crer.”


(5) Ah Q é um personagem do livro A verdadeira história de Ah Q, escrito por Lu Hsun.


(6) Chu-ko Liang (1818–234), primeiro ministro da dinastia Shu Han ou Han Menor, foi um dos estrategistas militares mais famosos da China antiga. Ele é um personagem central no romance dos três reinos e foi, como Mao diz, conhecido ao longo de sua carreira por sua grande prudência e previsão.

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube