1/10

"Trabalhadores devem lutar pelo fim do capitalismo"


Recentemente, o semanário da Vanguarda Australiana Marxista-Leninista publicou um artigo no qual afirmava que “os sindicatos, como operam agora, são parte integrante do capitalismo. Eles estão ligados ao sistema capitalista. Como eles são atualmente, eles ajudam a perpetuar o capitalismo” e “a estrutura sindical, os órgãos sindicais centrais são um peso morto na iniciativa e na luta dos trabalhadores.”

Muitos sindicalistas honestos podem considerar difícil aceitar esta avaliação. Ainda assim, nós devemos nos esforçar em compreender a verdade essencial contida nesta avaliação e nos esforçar em testá-la sob a luz de nossa experiência no Sri-Lanka. Este é o mais vital assunto, que é particularmente importante para os membros da Federação Sindicalista do Sri-Lanka, tendo em vista a decisão tomada no seu 18º Congresso de politizar todos os seus membros. O problema com o qual estamos lidando é o papel dos sindicatos na sociedade capitalista.

Os sindicatos surgiram após o nascimento do capitalismo. Eles, naturalmente, surgiram primeiro na Inglaterra pois foi lá onde o capitalismo foi fundado. Os sindicatos foram uma tentativa dos trabalhadores em combater e reduzir a exploração forçada impo