1/10

"Verdadeiros Revolucionários"

Para se escrever sobre a revolução aqui nos EUA, deve se falar de Huey P. Newton e de Eldridge Cleaver.

O Black Panther Party provou através da prática social que não é uma organização racista e capitalista. O motivo para isso é que os dedicados membros do Partido seguiram e ainda seguem atentamente os ensinamentos do nosso Ministro de Defesa, Huey P. Newton e compreendem bem as palavras de nosso Ministro de Informação, Eldridge Cleaver. Aplicamos rigorosamente muitos princípios revolucionários marxista-leninistas assim como nosso Ministro de Defesa fez. Quando Huey estava aqui nas ruas com nós e com o povo, nos ensinou muitas coisas, principalmente pela prática, aplicando os princípios revolucionários na prática. Tendo uma ideologia revolucionária correta, Huey foi capaz de mobilizar uma nação de irmãos e irmãs negros e negras, que em um nível elevaram a sua consciência, principalmente onde o Partido dá exemplo de uma correta visão de mundo revolucionária. Muitos princípios revolucionários em revoluções anteriores deste século não se aplicam exatamente aqui nos Estados Unidos. Mas quando se olha todas as coisas que Huey P. Newton e Eldridge Cleaver disseram e fizeram, pode se ver claramente, caso seja objetivo, e não subjetivista, que estes dois irmãos são os líderes revolucionários do nosso tempo, confinados aqui mesmo na América racista-capitalista.

Dentro de Eldridge Cleaver e Huey P. Newton ainda temos Lu­mumba e Malcolm X. Temos Kwame Nkrumah e Stagger Lee (no sentido dos negros do campo que vão para a cidade, antes de levar a cabo uma luta revolucionária realmente organizada para seu povo). Huey P. Newton e Eldridge Cleaver dão o exemplo dos verdadeiros princípios revolucionários marxista-leninistas. Nosso Partido pode ver Lenin e Stalin quando queremos entender Huey e Eldridge. Existem níveis superiores de marxismo-leninismo com Mao Tsé-tung e Ho Chi Minh, Castro e Che, e lutas revolucionárias vivas chegando a níveis superiores a cada dia com toda a genialidade e compreensão da luta de classes que Frantz Fanon aprendeu vivendo e trabalhando com a revolução do povo argelino. Alprentice