“Contradições e antagonismo na sociedade capitalista são inevitáveis”

Hoje, os imperialistas anunciar mais alto do que nunca a "superioridade" do capitalismo, mas não pode encobrir o aspecto corrupto da sociedade capitalista sem palavras doces ou demagogia. É assim que Rodong Sinmun escreve em um artigo publicado neste domingo e continua: O agravamento dos antagonismos e antagonismos sociais e de classe é o produto inevitável da sociedade capitalista. O regime político capitalista é o mais reacionário que viola os direitos independentes das massas trabalhadoras do povo. A política nesta sociedade é controlada por monopólios e representa totalmente o interesse da classe exploradora. O regime econômico capitalista é o mais reacionário que engendra a extrema diferença entre ricos e pobres. Usando todos os meios e métodos, a classe capitalista satisfaz sua ganância inesgotável à custa das massas trabalhadoras em todos os domínios econômicos, eis o caráter reacionário do regime econômico capitalista. E o regime cultural capitalista é o mais reacionário que serve apenas para perceber o interesse da classe capitalista. Na sociedade capitalista, ela explora a cultura reacionária para entorpecer a consciência revolucionária das massas trabalhadoras e reprimi-las e explorá-las de acordo com o interesse da classe exploradora que possui os meios de produção. A sociedade capitalista é o "paraíso" da minoria privilegiada, e por outro lado, o inferno dos proletários. Em tal sociedade, o agravamento de antagonismos e antagonismos sociais e de classe é inevitável.

Da KCNA (Korean Central News Agency)

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube