A Formação da União das Repúblicas Soviéticas


Camaradas, este dia marca um ponto de inflexão na história do poder soviético. Põe um marco entre o velho período, agora no passado, onde as repúblicas soviéticas, embora agindo em comum, ainda seguiam seus próprios caminhos e estavam primariamente preocupadas com sua própria preservação, e o novo período, que já começou, quando é colocado um fim na existência isolada das repúblicas soviéticas, quando as repúblicas estão sendo unidas em um só estado de união por uma triunfante luta contra a ruína econômica, e quando o poder soviético não está preocupado apenas com sua própria preservação, mas também em desenvolver-se em uma importante força internacional, capaz de influenciar a situação internacional e modificá-lo nos interesses do povo trabalhador.


O que era o Estado soviético cinco anos atrás? Uma entidade pequena, dificilmente perceptível, a qual evocava o escárnio de todos os seus inimigos e a pena de muitos de seus amigos. Aquele era o período da ruína dos tempos de guerra, quando o poder soviético não contava tanto com sua própria força quanto com a impotência dos seus oponentes; quando os inimigos do poder Soviético, dividido em duas coalizões, a coalizão Austro-Alemã e a coalizão Anglo-francesa, estavam envolvidos em uma guerra mútua e não estavam em posição de virar suas armas contra o poder soviético. Na história do poder soviético aquele foi o período da ruína dos tempos de guerra. Na luta contra Kolchak e Denikin, no entanto, o poder soviético criou o Exército Vermelho e emergiu com sucesso do período da ruína dos tempos de guerra.


Mais tarde, o segundo período na história do poder soviético começou, o período da luta contra a ruína econômica. Este período ainda não terminou, mas já deu frutos, pois durante este período o poder soviético lidou triunfantemente com a fome que afligiu o país no ano passado. Durante este período nós testemunhamos um avanço considerável na agricultura e um considerável renascimento das indústrias leves. Quadros de líderes industriais já passaram à frente e são o objeto de nossa esperança e confiança. Mas isso está longe de ser o suficiente no propósito de superar a ruína econômica. Para vencer e eliminar tal ruína as forças de todas as repúblicas soviéticas devem ser trazidas à tona; todas as potencialidades financeiras e econômicas das repúblicas devem estar concentradas na tarefa de restaurar nossas indústrias básicas. Por isso a necessidade de se unir todas as repúblicas soviéticas em um só estado de união. Hoje é o dia da união de nossas repúblicas em um só estado pelo propósito de se trazer à tona todas as nossas forças para a restauração da nossa economia.


O período em que se combatia a ruína dos tempos de guerra nos deu o Exército Vermelho, um dos alicerces da existência do poder soviético. O próximo período, o período da luta contra a ruína econômica, nos está dando uma nova estrutura de existência quanto Estado – a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, a qual sem dúvida promove o trabalho de restauração da economia soviética.


O que é o poder soviético agora? Um grande Estado do povo trabalhador o qual evoca dentre nossos inimigos um escárnio de fazer ranger de dentes.


Tais são os resultados do desenvolvimento do poder soviético durante os cinco anos de sua existência.


Mas, camaradas, hoje não é só um dia de resumo, é ao mesmo tempo o dia do triunfo da nova Rússia sobre a velha Rússia, a Rússia que era o gendarme da Europa, a Rússia que era o carrasco da Ásia. Hoje é o dia do triunfo da nova Rússia, que estraçalhou as correntes da opressão nacional, organizou a vitória sobre o capital, criou a ditadura do proletariado, despertou os povos do Oriente, inspirou os operários do Ocidente, transformou a Bandeira Vermelha de um estandarte partidário em um estandarte do Estado, e agrupou em volta desse estandarte os povos das repúblicas soviéticas para uni-los em um único Estado, a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, o protótipo da futura República Socialista Soviética Mundial.


Nós Comunistas somos frequentemente insultados e acusados de sermos incapazes de construir. Deixe que a história do poder soviético durante esses cinco anos de sua existência sirva de prova que os Comunistas são capazes de construir. Deixe que o Congresso dos Sovietes de hoje, cujo a função é ratificar a Declaração e o Tratado de União das Repúblicas que foi adotado ontem na Conferência de Delegações Plenipotenciárias, deixe que esse Congresso Unificado demonstre à todos aqueles que ainda não perderam a capacidade de entender, que os Comunistas também são capazes de construir o novo enquanto destroem o velho.


Aqui, camaradas, está a Declaração que foi adotada ontem, na Conferência de Delegações Plenipotenciárias. Vou lê-la.


E aqui está o texto do Tratado que foi adotado na mesma conferência. Vou lê-lo. [1]


Camaradas, sobre as instruções da Conferência de Delegações Plenipotenciárias das Repúblicas Soviéticas proponho-vos que ratifiquem os textos que acabo de ler da Declaração e do Tratado sobre a formação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.


Camaradas, proponho que vocês adotem-nos com a unanimidade característica dos Comunistas, e assim acrescentem um capítulo na história da humanidade. (Aplausos)


Relatório proferido no Primeiro Congresso dos Sovietes da U.R.S.S.


J. V. Stalin

Publicado no Pravda, nº298, 31 de dezembro de 1922

Traduzido por Henrique Monteiro


Notas:

[1] A Conferência de Delegações Plenipotenciárias das R.S.F.S. da Rússia, R.S.S. Ucraniana, R.S.S. Bielorrússia e R.S.F.S. Transcausiana aconteceu em 29 de dezembro de 1922. A conferência examinou e adotou a Declaração e o Tratado sobre a Formação da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas. J. V. Stalin fez um relatório à conferência sob a ordem dos procedimentos no Primeiro Congresso dos Sovietes da U.R.S.S. A conferência instruiu J. V. Stalin à proferir o relatório sobre a formação da U.R.S.S. no congresso. Na manhã de 30 de dezembro, as delegações plenipotenciárias assinaram a Declaração e o Tratado sobre a Formação da U.R.S.S.

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube