"Corrupção moral é inevitável na sociedade capitalista"


De acordo com o resultado da pesquisa realizada em nível nacional pela Gallup dos Estados Unidos, 73% dos consultados criticaram a corrupta sociedade do seu país opinião que se deteriora cada vez mais a concepção de valor da moralidade.


O diário Rodong Sinmun publicou no dia 18 um artigo destacando que este fato demonstra quais são a civilização e a ética do Ocidente tão elogiadas pelos jornalistas vendidos burgueses e a que grau chegou a deformação moral da sociedade capitalista.


O artigo indica que a concepção de valor da moralidade na sociedade capitalista como a dos EUA se estabeleceu pondo em seu centro não as massas populares, mas os indivíduos.


Nos países capitalistas, que tomam o individualismo extremado como sua base espiritual e moral, ocorrendo com frequência terríveis assassinatos entre os familiares.


Nesse modelo social, caracterizado pelo extremado antagonismo de classes, não se pode existir a verdadeira moralidade, nem a ética.


Os burgueses ocupam a posição privilegiada exercendo autoridade absoluta enquanto as massas populares trabalhadoras não tem nenhum direito sendo vítimas de opressão e exploração de classe.


Os ricos prejudicam os pobres e os fracos devem ser vítimas dos fortes; isto é o peculiar princípio de existência do mundo capitalista.


A deformação da vida material, a pobreza da vida espiritual e cultural e o caráter reacionário da vida política constituem as características essenciais da sociedade capitalista moderna e os fatores principais de sua corrupção moral que chega agora a sua fase irreparável.


Da KCNA (Korean Central News Agency)

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube