RPDC repudia preparativos de guerra de agressão dos EUA e títeres sul-coreanos


Sobre o fato de que os imperialistas ianques e os títeres sul-coreanos decidiram desenvolver a partir de hoje o treinamento militar conjunto Key Resolve e Foal Eagle 16 de maior envergadura, o Comitê de Defesa Nacional da República Popular Democrática da Coreia deu a seguinte declaração:


Os ianques e os títeres sul-coreanos falam tanto de que a presente simulação se trata de uma “pressão importante” segundo a “resolução de sanção” da ONU, fabricada injustamente questionando sem razão o teste da primeira bomba H de caráter auto defensivo e o lançamento do satélite de observação Kwangmyongsong-4 da RPDC.

Os inimigos inflamados pela febril obsessão de agredir o Norte da Coreia, abandonaram até o vistoso rótulo “anual” e “caráter defensivo”.

Redobra a gravidade da atual situação o fato de que os inimigos decidiram desenvolvimento a simulação da forma de cumprimento de guerra real de executar até a “operação de decapitação” que busca atingir nossa Direção Suprema e derrubar nosso regime atendo-se ao aventureiro “OPLAN 5015”.


Acerca da situação criada que chegada a fase tão acirrada que não se pode olhava de braços cruzados, o Comitê de Defesa Nacional da República Popular Democrática da Coreia declara a seguinte posição de princípios:


1. Nosso exército e povo coreanos entrarão na ofensiva geral para fazer frente a fúria provocativa de guerra de agressão do império ianque e as forças seguidoras que insatisfeitos com violar flagrantemente a soberania e a segurança da digna RPDC se desesperam para levar nosso espaço de subsistência ao turbilhão da calamidade nuclear.


A tragédia é que os Estados Unidos e suas forças títeres não percebem ainda como a injusta e ilegal “sanção” converterão este território no centro do extermínio dos inimigos e como a loucura da guerra de agressão ao Norte acompanhada de ameaça nuclear enfurece a ira dos militares e civis coreanos.


Dado que os inimigos recorrem estupidamente aos meios militares, inclusive o ataque nuclear à RPDC, nosso exército e povo se levantarão na ofensiva geral para manifestar sem reserva o inesgotável poderio militar, cuja medula são as forças armadas nucleares, consolidadas sob a consigna de extermínio completo do império ianque e aos traidores títeres. 2. Frente à grave situação em que os inimigos fazem esforços desesperados para eliminar a soberania e o direito de viver da RPDC, nosso exército e povo tomarão a contramedida de ataque preventivo para deferir-lhes um golpe demolidor e impiedoso.

Contamos com o autônomo modo de enfrentamento militar com o qual podemos defender inexpugnavelmente a pátria socialista de qualquer agressão e guerra deste mundo.


Posto que a presente simulação dos inimigos é a aberta provocação de guerra nuclear contra a soberania da RPDC, nossas contramedidas militares também serão o ataque nuclear mais surpreendente e ofensivo.

Nosso impiedoso ataque nuclear demonstrará de modo assustador a quem se entrega à agressão e à guerra qual é o ímpeto militar da Coreia do Juche.


O ataque preventivo nuclear de justiça será executado conforme a ordem assinalada na declaração crucial de nosso Comando Supremo.

3. Se os inimigos se atrevem a mostrar um mínimo alvoroço militar falando tanto da “operação de decapitação” que busca atentar contra nossa direção e derrubar nosso regime, lhes responderemos com a justa guerra sagrada pela reunificação sem perder esta oportunidade para cumprir o máximo desejo da nação coreana.

Já temos o plano de operações militares ao nosso estilo firmado pela dignificada Direção Suprema para conquistar a emancipação do Sul da Coreia e golpear o território norte-americano.


Segundo este plano, entraram em posição de combate os meios ofensivos que tomam como alvo os importantes postos da zona operacional do Sul da Coreia e se encontram em constante estado de espera de lançamento dos poderosos meios de ataque nuclear apontando as bases de tropas agressoras ianques na Ásia e Pacífico e o território dos Estados Unidos. Se apertarmos agora mesmo o botão de lançamento, os mísseis lançados converterão em um instante as principais bases de provocação em um mar de fogo e cinzas e os bens estratégicos nucleares do império ianque estimados como salvadores pelos títeres sul-coreanos, independentemente de ser encontrarem em céu, mar ou terra, em sucata irreparável.


O tempo testemunhará como se acabará a criminosa história do imperialismo ianque alimentado com a agressão e a guerra e como se dará o ponto final à vergonhosa vida restante da hora da enlouquecida Park pela confrontação fraticida.


O exército e o povo da RPDC converterão a detonação da imprudente guerra de agressão no canto fúnebre mais cruel dos provocadores.

da KCNA (Korean Central News Agency)

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube