PTD: "Milhares contra milhões"


No 125º aniversário do dia das(os) trabalhadoras(es) tem chegado as ruas das principais cidades do estado dezenas de milhares de pessoas para protestar contra a política de ajustes e cortes que vem provocando a piora das condições de vida e trabalho da imensa maioria da população trabalhadora. Sindicatos, partidos políticos e outras organizações sociais aplaudem a luta da classe operaria e comemoram dessa maneira a história de todas(os) as(os) trabalhadoras(es) do mundo.


As sucessivas reformas trabalhistas impostas pelo PSOE e PP, as cifras do desemprego maquiadas com contratos extremamente precários, a privatização progressiva dos serviços públicos e a necessidade de varrer do governo os partidos políticos que governam contra os interesses do povo trabalhador centraram a atenção da maioria das palavras de ordem.


Celebrar o dia da classe operaria põe de imediato a necessidade de reivindicar nossa obra como trabalhadores e as aspirações justas de sermos nós quem administremos a riqueza gerada por nós mesmos e assim poder livrar a sociedade da visão míope de interesses privados para substituir pela garantia de satisfazer todas as nossas necessidades.


O Partido do Trabalho Democrático participou ativamente nas diferentes mobilizações. Lamentamos que a classe operaria não possa caminhar junta em uma grande só mobilização, e queremos dar ênfase na necessidade da unidade operaria como condição fundamental para conseguirmos ganhar as sucessivas batalhas que a luta de classes nos apresenta. Somente unidos e organizados é possível enfrentar o inimigo comum. Lênin disse “é a luta de milhares contra milhões”.

por Partido del Trabajo Democrático (Espanha)

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube