Notícias

Três anos da Reforma Trabalhista: a bravata cai por terra

Uma das maiores campanhas da camarilha golpista e reacionária que realizou a chamada “Reforma Trabalhista”, trazida pela lei 13.467 de 2017, era que salvaria o Brasil do desemprego, levaria a mais contratações, e uma melhoria de vida por parte dos trabalhadores. A principal mudança, tida na referida Lei que altera a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), seria a mudança nas formas de contratação, que a partir desta lei, duas formas de contratação que já ocorriam no Brasil, seriam validadas, nominalmente a contratação de “autônomos, e o “trabalho intermitente”. A contratação de autônomo, segundo a nova Lei o autônomo não é subordinado ao empregador, portanto não vincula relação empregatícia

"O tédio como fator de corrosão do socialismo"

No passado, alguns partidos adotaram uma abordagem mecânica da proposição materialista histórica de que as condições materiais e econômicas na sociedade determinam a consciência social, e que a consciência social muda com as mudanças nas condições materiais e econômicas. Eles acreditavam que quando os padrões materiais e culturais das pessoas se tornavam elevados com o estabelecimento do sistema socialista e a promoção da construção socialista, sua consciência ideológica seria transformada de acordo. Portanto, eles não prestaram muita atenção ao trabalho ideológico. Acreditar que a consciência ideológica das pessoas irá espontaneamente mudar ao longo das linhas socialistas após a transformaç

"A Questão da Palestina"

A Palestina é um país agrário. É fraco seu desenvolvimento industrial. Aproximadamente 67% de sua população (1.912.000 habitantes, dos quais 1.143.000 Árabes e 600.000 Judeus)(1) ocupam-se na agricultura. Entretanto, a superfície de suas terras de cultura é muito restrita, não ultrapassando 8.000 quilômetros quadrados numa extensão total de 26.000 quilômetros quadrados. A densidade média da população é de 73 habitantes por quilômetros quadrado. A quem pertencem as terras? Perto de 45% dessas terras estão concentradas nas mãos dos senhores feudais árabes, mais de 20% pertencem aos fundos de colonização judaicos, que os cedem em arrendamento a longo prazo aos colonos individuais e às cooperati

"A censura norte-americana e a propagação do Coronavirus"

Muitas questões e dúvidas pairam a nível internacional sobre as origens da Covid 19. Os Estados Unidos apontaram os seus dedos contra a China, identificada como a origem da propagação do Sars-CoV2. Não seria esse o caso. A população continua apavorada e um quadro sombrio foi pintado sobre a origem do virus, talvez para distrair as pessoas do curso real das coisas. Mas nos meses anteriores, era possível que este Covid não fosse conhecido por uma potência mundial como os Estados Unidos? Esse é um tópico de grande interesse no qual intervém um blog de informações sérvio que esclarece muitos aspectos. De acordo com essas informações, parece que nos Estados Unidos pode haver uma equipe secreta es

Sison: "Dissecando os regimes de Marcos e Duterte nas Filipinas"

Caros companheiros ativistas, Deixe-me parabenizar o Movimento da Juventude Contra a Tirania - Metro Manila por ter se erguido como uma aliança de conselhos estudantis, publicações estudantis, e a juventude em Metro Manila que mira unir todos os filipinos amantes da liberdade para lutar contra a tirania e o fascismo, exemplificados pela ditadura fascista de Marcos e agora recorrente sob o regime tirânico de Duterte. Obrigado por terem me convidado para ser um dos palestrantes desse evento, “Lei Marcial Antes e Agora(1): dissecando os regimes de Marcos e Dutertes”. Eu agradeço Paaralang Joma Sison, YMAT (sigla em inglês para Movimento da Juventude Contra a Tirania) Metro Manila e a UPM USC (

Fome e inflação dos alimentos: uma consequência do modelo agroexportador

Já se sabe da atual disparada dos preços dos alimentos, que arranca o couro das famílias trabalhadoras quanto mais pobres forem. A despeito de se colocar apenas o preço do arroz como o “vilão da inflação”, os dados mostram que diversos produtos da cesta básica passaram também por grandes aumentos. Vejamos o que dizem estes dados recentemente elaborados pelo DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). De acordo com números de São Paulo, o preço da cesta básica (R$ 539,00) aumentou 2,9% de julho para agosto, e 6,6% desde o início do ano. Entre agosto de 2019 e 2020, aumentou 12,15%. A partir dos produtos tomados por separado, o óleo de cozinha aumentou 31,85%

Supremo Tribunal Federal e militares: a estratégia de pinça

Dias Toffoli e o “Acordão” Já não é de hoje que a corte suprema do nosso país demonstra não só a suposta contradição com os generais presentes no gerenciamento do Estado, como também relações escusas com os militares no trato das questões políticas e jurídicas. O que só comprova a tese do Golpe Militar em curso no Brasil, e também a existência do Partido Fardado que age no oculto no nosso país. A presença militar no Estado e no gerenciamento, diz muito mais do que a imprensa burguesa nos fala. Em 2019, o Ministro Dias Toffoli, então presidente do STF, em entrevista à Veja, afirmou que articulou um grande acordo nacional com o Presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e o Presidente da Câmara, R

Camponeses organizados expulsam grileiros na Baixada Maranhense

No início do mês de setembro, a organização política promovida pelos Fóruns e Redes de Cidadania (FER) junto às populações interioranas do estado do Maranhão teve uma importante vitória sobre a reação local no município de São Mateus do Maranhão, norte do estado. Desde há muitos anos, o grileiro Savigny Sauaia tem perseguido agricultores e pescadores de comunidades ribeirinhas, violando seus meios de produção e colocando capatazes seus para soltar gado para pastar em terras dos camponeses. A atividade de criação de gado bufalino, para além dos problemas ambientais que tem causado, está relacionada a uma série de violência perpetradas por seus puxa-sacos contra trabalhadores rurais locais, qu

Mao: "Exemplos de Dialética"

1. Entender Análise é Entender Dialética Entender a análise é entender a dialética. Lenin disse que a dialética pode ser resumida como a doutrina da unidade dos opostos. Sendo assim, o núcleo da dialética pode ser compreendido imediatamente. Mas é necessário explicar e desenvolver essa doutrina. A unidade dos opostos é condicional, temporária, transitória, relativa e mutuamente exclusiva. Por outro lado, a luta dos opostos é absoluta, assim como o desenvolvimento e o movimento são absolutos. Portanto, o equilíbrio é temporário e pode ser interrompido, e é nossa responsabilidade adquiri-lo de forma mais constante a cada dia que passa. No que diz respeito a uma pessoa habilidosa, não depende d

70 anos da Revolta de Porecatu: quando o PCB foi às armas

No mês de outubro deste ano, saudaremos os setenta anos de um grande episódio da luta do nosso povo pela reforma agrária: a Revolta de Porecatu. A revolta camponesa, que também é conhecida como Revolta do Quebra-Milho, ocorreu no norte do estado do Paraná, no vale do Rio Paranapanema, e se insere no contexto das lutas contra o latifúndio feudal nas décadas de 1940 e 1950. Nesta esteira, também tivemos a Revolta de Trombas e Formoso, em Goiás, dirigida pelo líder camponês José Porfírio, em que os camponeses armados se revoltaram contra o pagamento dos arrendamentos (nos quais os grileiros chegavam a cobrar por metade das safras pelo direito dos camponeses de seguirem morando e cultivando suas

Stalin: "Sobre os Problemas da Política Agrária na URSS"

Camaradas: O fato fundamental de nossa vida econômico-social no momento presente, fato que chama a atenção geral, é o gigantesco desenvolvimento do movimento kolkosiano. O traço característico do atual movimento kolkosiano está na afluência aos kolkoses não só de grupos isolados de camponeses pobres, como acontecia até agora, mas também de massas de camponeses médios. Isto quer dizer que o movimento kolkosiano se converteu, de um movimento de grupos isolados e camadas intermediárias de trabalhadores camponeses, num movimento de milhões e milhões de camponeses, das grandes massas camponesas. E é assim, entre outras coisas, como se explica o fato extraordinariamente importante de o movimento k

"A brilhante vida de Kim Jong Suk"

Passaram-se mais de sessenta anos desde o falecimento de Kim Jong Suk, em 22 de setembro de 1949. Sua existência foi demasiado curta, porém brilhante, como classificada pelo povo coreano e outros povos progressistas do mundo. Kim Jong Suk deu tudo de si pela saúde e segurança pessoal do Presidente Kim Il Sung, fundador da Coreia socialista e promotor da causa pela independência no mundo. Quando o país estava sob a ocupação militar japonesa, incorporou-se à luta revolucionária dirigida por Kim Il Sung e, vendo nele o destino do país e o Sol da nação, considerou que defendê-lo a custo de sua própria vida era sua nobre missão que deveria assumir ante o país e o povo. Em fins de junho de 1940, u

Lenin: "Marxismo e Revisionismo"

Um conhecido aforismo diz que, se os axiomas geométricos contrariassem os interesses dos homens, seguramente haveria quem os refutasse. As teorias das ciências naturais, que contrariavam os velhos prejulgamentos da teologia, provocaram e seguem provocando, até hoje em dia, a luta mais raivosa. Nada tem de extraordinários, portanto, que a doutrina de Marx que serve diretamente à educação e à organização da classe de vanguarda da sociedade moderna, que indica as tarefas desta classe e demonstra a inevitável substituição – em virtude do desenvolvimento econômico – do regime atual por uma nova ordem; não é de estanhar que esta doutrina teve que lutar a cada passo dado ao longo da história. Não

"Amor Pantera: Atendendo as necessidades do povo e construindo a unidade Pan-Africana"

"O capitalismo internacional não pode ser destruído sem que haja os extremos da luta. Todo o mundo colonial está olhando para os negros que estão nos EUA, imaginando e esperando que voltemos aos nossos rumos. Seus problemas e suas lutas contra o monstro americano são muito mais difíceis do que seria se ajudássemos ativamente. Estamos do lado de dentro. Somos os únicos (com exceção à pequena minoria branca que resta) que podem chegar ao coração do monstro americano sem submeter o mundo ao fogo nuclear. Temos um importante papel histórico a desempenhar, se quisermos. O mundo inteiro no futuro nos amará e se lembrará de nós como as pessoas justas que tornaram possível que o mundo continuasse vi

Engels: "Carta sobre Bakunin"

Londres, 24 de Jan[eiro] de 1872 ... Bakunin, que até 1868 tinha intrigado contra a Internacional, aderiu então, depois do fiasco sofrido no Congresso da Paz em Berna à Internacional e começou imediatamente a conspirar dentro dela contra o Conselho Geral. B[akunin] tem uma teoria à parte, uma mixórdia de proudhonismo e de comunismo, em que, primeiramente, o principal é que não considera como mal principal a eliminar o capital, i. e., a oposição de classe entre capitalistas e operários assalariados surgida através do desenvolvimento histórico, mas o Estado. Enquanto a grande massa dos operários sociais-democratas partilha conosco a opinião de que o poder de Estado nada mais é do que a organiz

"O único autor intelectual do assalto ao Moncada é José Martí"

É 21 de setembro de 1953. Todos foram levados algemados ao tribunal. O ruído metálico que assustou o público havia sido produzido pelas correntes cromadas que prendiam mais de cem pulsos. Fidel fez uma pausa para tentar falar com o Tribunal e os guardas, em atitude de luta, empunharam as armas. Havia 200 deles dentro do Salão Plenário - uma sala retangular de 15 metros de comprimento por sete de largura - e muitos mais fora. No total, seriam 600 militares ocupando o bloco onde está localizado o Palácio da Justiça em Santiago de Cuba. Fidel chamou a atenção ao bater as algemas que seguravam suas mãos presas. Em seguida, ele estendeu os braços e, apontando com eles para o enorme grupo de joven

Sobre o problema da transição e a ditadura do proletariado na visão de Kim Il Sung

Sabemos que a ditadura do proletariado é um conceito de suma importância no léxico marxista. Karl Marx, em carta endereçada à J. Weydemeyer (1852), afirmou que o que existia de novo em sua teoria não era o fato de ter descoberto a existência das classes na sociedade moderna, nem a existência da luta entre as classes, mas sim de que tal luta “necessariamente levaria à ditadura do proletariado (...) que essa luta apenas constitui uma transição para a “abolição de todas as classes e a sociedade sem classes “ (Marx, Engels and Lenin. On the Dictatorship of the Proletariat. Foreign Language Pres, Peking, 1975, pg.5). Lenin, em Estado e a Revolução afirma que “confinar o Marxismo a doutrina da lut

Marx: "O Inquérito Operário"

Introdução Numa carta a Serge, em 5 de Novembro do 1880, Marx escrevia que redigira para a Revue Socialiste de Benoi Malon um "Questionneur" (sic) de que tinham sido distribuídas muitas cópias por toda a França. "Pouco depois, Guesde veio a Londres para preparar em colaboração conosco (eu, Engels e Lafargue) um programa eleitoral para os operários, por motivos das próximas eleições"(1) O questionário foi publicado pela primeira vez na Revue Socialiste, a 20 do Abril de 1880. Além disso, distribuíram-se 25.000 exemplares "a todas as sociedades operárias, aos grupos e círculos socialistas e democráticos, aos jornais franceses e a todos os que o pediram". Estes exemplares não estavam datados. O

Che Guevara: "O Médico Revolucionário"

Fragmentos do discurso pronunciado por Ernesto ‘Che’ Guevara, no dia 19 de agosto de 1960, no salão de teatro da CTC, no ato inaugural do ciclo de conversas de Capacitação Cívica, organizado pelo Ministério de Saúde Pública. Publicado no jornal Revolución, no dia seguinte. Para ser um médico revolucionário ou ser revolucionário, a primeira coisa que deve-se ter é a revolução. De nada vale o esforço isolado, a ânsia de sacrificar uma vida à mais nobre de todos os ideais se este esforço é solitário em algum canto da América, onde as condições sociais não permitem avançar. Para fazer a revolução é necessário isto que há em Cuba. Que todo o povo se mobilize e aprenda utilizar a arma e o que vale

Avanço da luta do Exército do Povo Paraguaio e a ameaça de intervenção imperialista ianque

Desde há muito, o povo paraguaio é oprimido por um regime que representa interesses conjuntos do imperialismo ianque, do capitalismo burocrático local e das oligarquias agroindustriais brasileiras (particularmente sojicultores). A despeito de as classes dominantes paraguaias se gabarem de terem construído uma “potência do agronegócio” com “supersafras” de mais de cinquenta milhões de toneladas de grãos por ano, capazes de alimentar uma população muitas vezes superior aos cerca de sete milhões de paraguaios, quase um quinto do povo paraguaio vegeta na desnutrição, sujeito às condições de miséria impostas por uma economia semicolonial e semifeudal, pré-industrial, subdesenvolvida e agrária. Mu

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube