O Materialismo Histórico em 14 lições

INTRODUÇÃO

O livro sobre o materialismo histórico que ora apresentamos ao público é formado por uma série de preleções proferidas na Universidade Comunista para as minorias nacionais do Ocidente, no ano letivo de 1921-1922.

 

Nestes últimos anos, a literatura russa enriqueceu-se com uma série de compêndios sobre o materialismo histórico, o que facilita imensamente a tarefa do professor.

O materialismo histórico foi entre nós introduzido como matéria de cursos, e por essa razão já conta com um programa elaborado e aceito. Durante o curso a que nos referimos ainda não havia compêndios sobre a matéria. O autor teve, portanto que elaborar um programa um tanto diferente do atualmente aceito, mas que oferece, entretanto, algum interesse. O mesmo acontece com a apreciação de alguns fatos.

Não será, portanto, demais apontar ligeiramente os pontos essenciais, que distinguem o nosso trabalho.

 

O materialismo histórico é ao mesmo tempo uma filosofia materialista da história e também uma sociologia materialista. Desvenda as leis estáticas da vida social e as leis dinâmicas do desenvolvimento social. O seu método é o científico-materialista. Funda-se sobre bases já determinadas nas ciências naturais e antropológicas e forma os alicerces da história e da vida social como ciências positivas. Esses conceitos são o fundo deste curso e determinam o seu desenvolvimento lógico.

 

O curso pode ser dividido em quatro partes. A primeira, a metodologia, compreende uma preleção introdutiva sobre o objeto do materialismo histórico, subdividida em Quatro lições. A 1ª destas lições explica o objeto da sociologia e da história; a 2ª a posição da sociologia e da história na escala das ciências (dificuldades em organizar a ciência da vida social e da história); a 3ª as várias teorias sociológicas e a crítica da te­oria organicista (spenceriana).

 

A segunda parte, a filosófica, compreende Três lições: Materialismo e idealismo e suas relações com a ciência, o materialismo do século XVIII e a filosofia crítica e seu papel na ciência; o idealismo de Hegel e a formação do novo materialismo científico (dialético).

 

A terceira parte, a sociológica, compreende quatro lições. A 1ª) os fundamentos do materialismo histórico; a 2ª) o papel e a ação da técnica no desenvolvimento da sociedade; a 3ª) a estrutura da sociedade e a divisão em classes; a 4ª) a luta das classes como força motriz da história na formação da psicologia das classes.

 

A quarta parte compreende quatro lições, destinadas a mostrar como o materialismo histórico investiga e explica certas questões filosóficas de um lado, e por outro, como explica complicados fenômenos sociais, cientificamente, empregando o método materialista. A 1ª lição estuda a questão da liberdade e da necessidade (determinismo); a 2ª, o direito do Estado e a arte, do ponto de vista materialista; a 3ª, a religião do ponto de vista materialista (científico); a 4ª, o papel das grandes personalidades e de acasos importantes na história, sempre do mesmo ponto de vista.

 

O curso tem o caráter didático. As preleções não foram taquigrafadas. Foram apontadas por dois camaradas, alunos do curso, Portnoi e Liberman, que só anotaram as linhas gerais. Esses apontamentos serviram como matéria prima que só foi trabalhada pelo autor, mas não transformada. Isso se sente no estilo e em alguns enunciados. Se todas as questões abordadas nesse curso fossem suficientemente desenvolvidas, o nosso trabalho exigiria não uma brochura, porém, inúmeros volumes, mas então perderia o caráter de curso.

 

As preleções contem poucas citações das obras dos mestres marxistas. O autor julgou que só viriam aumentar o texto. O curso todo não é senão um ensaio de transmitir, de uma forma sistemática e logicamente concatenada, ensinamentos de Marx e Engels. Em algumas passagens o autor aborda a questão, empregando um método de exposição diferente do usado normalmente, diferindo também sua interpretação; terá sido original sem, contudo, alterar o aspecto geral da matéria.

 

Em um curso são permitidas repetições e liberdades estilísticas.

 

Aproveito a oportunidade para externar meus agradecimentos aos camaradas Portoin e Liberman que, com seu devotamento, contribuíram para a publicação deste curso.

O MATERIALISMO EM 14 LIÇÕES
O livro "O Materialismo Histórico em 14 lições" é constituído por uma série de preleções proferidas na Universidade Comunista para as minorias nacionais do Ocidente, no ano letivo de 1921-1922. Naqueles primeiros anos da Revolução Russa, ainda não haviam sido desenvolvidos compêndios e manuais sobre o socialismo científico, o que faz com que este curso ganhe valor de registro histórico. Em 14 aulas, Tckeskiss apresenta os aspectos metodológicos, filosóficos, sociológicos e práticos da aplicação do materialismo histórico, sem deixar de se preocupar com a didática para cumprir o caráter introdutório do curso.

BAIXE O PDF DO LIVRO

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube