Mao Tsé-tung na Revolução Chinesa (Chen Po-ta)

APRESENTAÇÃO

O selo Edições Nova Cultura, idealizado e desenvolvido pela União Reconstrução Comunista, oferece para o público brasileiro mais uma obra sobre o imenso e heroico processo revolucionário chinês que culminou na fundação da República Popular da China em 1º de outubro de 1949 e na construção socialista.

 

A exemplo do livro Trinta Anos do Partido Comunista da China, es­crito por Hu Qiaomu, já lançado por nosso selo editorial, o livro Mao Tsé-tung na Revolução Chinesa foi também publicado em 1951 por ocasião das comemorações do 30º aniversário do Partido Comunista da China, e es­crito por Chen Po-ta, então vice-presidente da Academia Sínica.

 

O camarada Chen Po-ta nasceu como Chen Shangyu em 1904, em Hui’an, província de Shangai, local no qual se incorporou ao Partido Comunista da China em 1927 e participou da Expedição ao Norte durante a primeira frente única entre o Partido e o Kuomintang. Após o fracasso da expedição, Chen Po-ta se mudou para Nanjing, onde foi preso. Após um mês, conseguiu sua libertação e o Partido o enviou para fazer estudos em Moscou. Voltou à China em 1931 e dedicou-se ao ensino de história em Pequim e a escrever. Nesses anos, adotou o pseudônimo com o qual ficou conhecido na história do movimento comunista mundial. Em 1937, se mudou para Yenan onde deu aulas na escola de quadros do Partido e exerceu a função de secretário político de Mao Tsé-tung até 1941. A partir deste ano, foi um dos principais impulsionadores do Movimento de Retificação e trabalhou como jornalista, chegando a ser diretor do Hongqi. Em 1951, escreveu uma série de artigos e um livro sobre o pensamento de Mao Tsé-tung, convertendo-se assim em uma espécie de porta-voz e interprete oficial. Foi ele quem recompilou as citações que compõe o volume intitulado Livro Vermelho.

Portanto, de credibilidade comprovada por sua rica trajetória re­volucionária, Chen Po-ta nos deixou nessa obra concisa e objetiva, uma importante contribuição para um estudo introdutório sobre a Revolução Chinesa e o papel exercido pelo camarada Mao Tsé-tung.

 

Neste impecável texto, o autor demonstra o porquê de Mao Tsé-tung ser o grande expoente do marxismo-leninismo na China, por como aplicou de forma criadora os princípios formulados por Marx, Engels, Le­nin e Stalin à realidade concreta chinesa. Como já apontara o camarada Stalin, a Revolução Chinesa se revestia de peculiaridades e, portanto, a te­oria deveria dar conta dessas características específicas e dar um sentido especial ao processo revolucionário. E a partir dos ensinamentos da Re­volução de Outubro na Rússia, Mao pode desenvolver e aplicar o mar­xismo-leninismo para guiar o povo chinês, sob a direção do Partido, para sua libertação nacional e para o socialismo.

 

O livro aborda o contexto chinês, que então era palco de inúme­ras contradições entre os imperialistas no Oriente, o que fez com que a China se tornasse um país fundamental na luta anti-imperialista mundial. A compreensão disto é primordial para entender o papel da China como um bastião da luta pela libertação nacional dos países coloniais e semico­loniais no mundo, apontando o caminho para todos os países dominados da Ásia, da África e da América Latina.

 

Chen Po-ta destaca a liderança de Mao Tsé-tung na encarniçada luta contra os desvios dentro do Partido Comunista da China, tanto contra o oportunismo de direita quanto contra o oportunismo de “esquerda”. Ambos, em muitas ocasiões se tornaram extremamente danosos a linha política e sua aplicação no decorrer das lutas gerou graves equívocos e sé­rios prejuízos ao Partido e ao povo.

 

Ao dar uma correta solução a problemas de inúmeras ordens, in­ternas e externas, Mao Tsé-tung pode assentar as bases que possibilitaram ao Partido Comunista da China guiar as massas populares até a vitória fi­nal. A centralidade da direção do proletariado na revolução, o papel das bases revolucionárias no campo até o cerco das cidades, a ampla frente única de unidade e de luta, o contínuo desenvolvimento da revolução de­mocrática na Revolução Socialista: todos estes pontos foram elucidados e desenvolvidos brilhantemente pe­lo camarada Mao, de acordo com as ne­cessidades concretas que se impunham, e assim garantiram a justeza da direção revolucionária do Partido no processo da Revolução Chinesa.

 

Outro ponto fundamental foi a construção do Partido Comunista da China. Graças a luta travada em seu seio contra as posições estranhas aos interesses do proletariado e a justa e correta direção do camarada Mao Tsé-tung, o Partido conseguiu superar todos os equívocos cometidos durante suas primeiras décadas de existência, eliminar tantos os erros direitistas quanto os desvios esquerdistas, e tanto pelo método da crítica e autocrítica, impulsionado pelo movimento de retificação, pôde consolidar-se como um partido marxista-leninista e garantir sua bolchevização.

 

Dado o exposto, publicamos esta edição para que mais um mate­rial de relevante conteúdo esteja disponível para o estudo sistemático e rigoroso do grandioso processo da Revolução Chinesa, tarefa ainda a ser cumprida satisfatoriamente pelos comunistas e progressistas brasileiros. Este livro se soma ao nosso grande esforço de trazer ao público brasileiro uma bibliografia sobre a aplicação do marxismo-leninismo no Oriente.

UNIÃO RECONSTRUÇÃO COMUNISTA

MAO TSÉ-TUNG NA REVOLUÇÃO CHINESA
Neste importante artigo escrito em 1951 por ocasião dos 30 anos do Partido Comunista da China, o camarada Chen Po-ta demonstra o porquê de Mao Tsé-tung ser o grande expoente do marxismo-leninismo na China, por como aplicou de forma criadora os princípios formulados por Marx, Engels, Lenin e Stalin à realidade concreta chinesa. Como já apontara o camarada Stalin, a Revolução Chinesa se revestia de peculiaridades e, portanto, a teoria deveria dar conta dessas características específicas e dar um sentido especial ao processo revolucionário. E a partir dos ensinamentos da Revolução de Outubro na Rússia, Mao pode desenvolver e aplicar o marxismo-leninismo para guiar o povo chinês, sob a direção do Partido, para sua libertação nacional e para o socialismo.

BAIXE O PDF DO LIVRO

NOVACULTURA.info

  • Facebook
  • Instagram
  • Twitter
  • YouTube